sexta-feira, 28 de abril de 2017

Grupo do Botafogo se reapresenta e faz treino físico com Montillo


Em fase de transição após lesão na coxa, meia argentino participa da atividade com o restante do elenco sem restrições. Jogadores suaram a camisa após o dia de folga




Montillo participou do treinamento junto com os outros jogadores do elenco (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


O elenco do Botafogo se reapresentou na tarde desta sexta-feira após a vitória sobre o Sport, pela Copa do Brasil. O grupo fez uma atividade física no campo anexo do Nilton Santos. A novidade foi Montillo. Recuperado de lesão na coxa, o meia argentino participou do treinamento com o grupo sem restrições.

No entanto, a participação do do meia contra o Barcelona de Guayaquil, na próxima terça-feira, não é certa. Ele ainda está em fase de transição e vai depender da sua evolução.

Com clima descontraído, o grupo começou as atividades com a tradicional roda de bobo. Depois, os jogadores correram ao redor do campo e depois fizeram trabalhos físicos, alguns com bola.

O zagueiro Carli ficou na fisioterapia e não foi para o gramado. Autor dos dois gols da vitória contra o time pernambucano, Guilherme deu voltas ao redor do campo. Sassá e Victor Luis treinaram de manhã por conta de compromissos particulares à tarde.

O elenco do Botafogo volta a treinar neste sábado, pela manhã. O time volta a entrar em campo na terça, pela Libertadores, contra o Barcelona de Guayaquil.


Fonte: Lancenet/Hugo Mirandela/Rio de Janeiro (RJ)

Airton retorna, 'toma conta' do meio e destaca que renovação está próxima


Volante foi um dos destaques da vitória contra o Sport, com direito a assistência para um dos gols de Guilherme. Botafogo e jogador seguem reuniões para extensão do seu vínculo




Airton deu assistência no primeiro gol e foi ovacionado pelos botafoguenses no Nilton (Foto: Vitor Silva-SSPress)


Depois de ficar de fora das fases finais do Carioca e dos últimos jogos do time na Libertadores, Airton voltou sendo decisivo para o Botafogo no triunfo da última quarta-feira, contra o Sport, no Nilton Santos. Onipresente em campo, o volante foi peça importante na marcação - com um a menos - e ainda deu a assistência para Guilherme no primeiro gol, após roubar bola no ataque.

Até pela falta do ritmo ideal, Airton deixou o campo no meio do segundo tempo para a entrada de Matheus Fernandes. A expectativa do volante é de que possa recuperar a condição ideal de jogo já visando a partida da Copa Libertadores.

- Lutamos até o final e foi importante o triunfo. Na assistência, eu roubei a bola ali, toquei no Guilherme e até pedi de volta. Mas ele cortou bem o zagueiro e conseguiu fazer o gol. E eu só tive um cansaço, fiquei muito tempo sem jogar. Agora é trabalhar para voltar a forma física que eu estava antes - disse o atleta, que ainda brincou sobre o "sofrimento" do Botafogo no final daquele jogo:

- É, vem tendo emoção (risos). Mas o importante é que nós estamos vencendo. Mostramos que para vencer da gente aqui será muito difícil - destaca Airton.

Na saída do Nilton Santos, Airton ainda foi indagado sobre a sua renovação com o Botafogo. Conforme o LANCE! apurou, o clube agendou nova reunião com o empresário do atleta - Cláudio Guadagno - para os próximos dias. E a expectativa de ambos é quanto ao acerto final da extensão do seu vínculo.

- Sempre falei que a vontade é de ficar no Botafogo. Estou aqui há três anos e tenho o carinho da torcida, do clube e se tudo der certo vamos chegar a um acordo. Quero ficar bastante tempo aqui e com certeza vamos chegar em um desfecho - completou o jogador, peça-importante do esquema de Jair Ventura.


Fonte: GE/Vinícius Britto/Rio de Janeiro (RJ)

Após sequência, Emerson Santos crê em "final feliz" na sua renovação de contrato


Zagueiro, que vem ganhando oportunidades com Jair Ventura na lateral direita, espera que situação com o Botafogo seja resolvida de uma forma boa para todos




Emerson Santos: depois de impasse por renovação, zagueiro voltou a ser titular como lateral-direito (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)



A novela sobre a renovação de contrato do zagueiro Emerson Santos tem tudo para acabar com um final feliz. Quem afirmou foi o próprio jogador, que, depois de um tempo "afastado" do time, voltou ajudando o Botafogo na Taça Libertadores da América e também na Copa do Brasil. Mesmo atuando deslocado na lateral direita, ele comemora a sequência de jogos e a possibilidade de, assim, resolver de ver sua situação com o clube.



- Não fico pensando nisso, me preocupo apenas em treinar forte todos os dias e apresentar um bom futebol nos jogos que o professor Jair me escalar. Sei da minha qualidade, do meu potencial e acredito que tudo vai se encaminhar para um final feliz para todos. Minha vontade sempre foi continuar aqui no Botafogo, disputar essa Libertadores, já que participei diretamente do grupo que conquistou essa vaga, e as coisas estão acontecendo de forma positiva.


Uma das pessoas que mais apoiaram o jogador nesse período foi justamente o técnico Jair Ventura, que nunca escondeu seu desejo de contar com o zagueiro na temporada.


- O Jair é um cara sensacional, um excelente profissional e um ser humano de primeira qualidade. Ele preza muito pelo lado humano dos atletas, faz questão de que todos os seus jogadores se sintam bem, à vontade, e isso faz com que nosso grupo seja forte e unido. Nesse tempo em que estive fora, ele sempre conversava comigo e me passava tranquilidade, demonstrava que confiava no meu futebol e está demonstrando isso agora, me colocando em jogos importantes - disse ele, que tem 50 jogos com a camisa do Botafogo.


Confira outros tópicos da entrevista:


Qual sua avaliação desse momento seu no time? Mesmo atuando improvisado, você tem correspondido e na quarta-feira deu até assistência...


Com passe de Emerson, Guilherme marcou o gol da vitória do Botafogo sobre o Sport


- Primeiro, fico muito feliz por estar jogando, vestindo novamente a camisa do Botafogo em jogos oficiais. Treinei forte durante o período que fiquei sem jogar, foquei no meu futebol e estou podendo ajudar meus companheiros. Mesmo não sendo na minha posição, o professor Jair me dá confiança para atuar na lateral. Esse jogo contra o Sport estava muito complicado pra gente, mas graças a Deus conseguimos superar os obstáculos e, com o apoio da torcida, viramos o placar. Consegui encaixar um bom lançamento para o Guilherme marcar o gol e garantir nossa vitória (assista ao vídeo).


- Qual a maior dificuldade de atuar na lateral?


- Quando um atleta joga fora de sua posição, precisa se adaptar a alguns fatores que não são de sua rotina de jogo. Como sou zagueiro de origem, minha primeira função é a marcação, garantir que o ataque adversário não se aproxime da nossa área. Depois disso, procuro sair para o ataque com qualidade para servir meus companheiros. Esse talvez seja o ponto em que preciso evoluir. Mas aos poucos vamos treinando para melhorar e ouvir o que o professor Jair pede para mim a cada jogo, dependendo do adversário.


Emerson Santos e o restante do elenco do Botafogo voltam a treinar na tarde desta sexta-feira, no Estádio NiltonS antos, já pensando na próxima partida da Libertadores da América, contra o Barcelona de Guayaquil, na terça-feira, no Rio de Janeiro.



Sou Botafogo (Foto: Divulgação)
TUA ESTRELA SOLITÁRIA NOS CONDUZ. FAÇA PARTE DESTE TIME. CLIQUE AQUI!


Fonte: GE/Por Felippe Costa, GloboEsporte.com, Rio de Janeiro