quinta-feira, 2 de março de 2017

Fim do atrito? Botafogo faz oferta para renovação e espera resposta de Sassá


Recém-reintegrado ao grupo após levar puxão de orelha, atacante tem contrato só até dezembro. Tendência é que seja inscrito na Libertadores e receba chances se renovar



Sassá vem demonstrando vontade nos treinos à espera de chance
(Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
A relação Botafogo e Sassá caminha entre "tapas e beijos", mas para um final feliz. Depois do afastamento por problemas comportamentais, de se abrir a sondagens no mercado e da recente reintegração após levar um puxão de orelha da diretoria, o clube fez uma proposta para renovar o contrato do atacante, de 23 anos. O Alvinegro apresentou na semana passada a oferta ao jogador e seu empresário, Lucas Mineiro, por mais dois anos e aguarda uma resposta. Seu atual vínculo termina em dezembro, e a partir de julho ele já poderia assinar pré-contrato com outro clube.


Sassá foi afastado do Botafogo no final de janeiro após seguidos episódios extracampo. Internamente, alguns desvios comportamentais foram os motivos apontados, e a diretoria tentou negociar o jogador. Quando vazou na imprensa que ele estava fora da lista de inscritos na Pré-Libertadores, o atacante foi questionar o gerente de futebol alvinegro, Antônio Lopes, que o avisou de que "já estava vendido". Isso não aconteceu.


>>> Camilo aposta em volta por cima de Sassá: "A gente acredita muito nele"
>>> Botafogo recusa proposta de R$ 5 mi do Lokomotiv Moscou por Sassá
>>> Sassá bomba nas redes sociais com fantasia de "Negão do Whatsapp"



O Botafogo na época havia sido procurado pelo empresário uruguaio Juan Figer, que prometeu apresentar uma proposta de um clube da Segunda Divisão do futebol chinês. O agente, no entanto, não retornou. Recentemente, houve oferta de € 1,5 milhão (cerca de R$ 5 milhões) do Lokomotiv Moscou, da Rússia, apresentada pela Traffic, que representa o atleta. Mas a diretoria, que planeja vendê-lo por aproximadamente € 3,5 milhões (R$ 11,8 milhões), recusou.

Segundo o GloboEsporte.com apurou, Sassá foi reintegrado para não se desvalorizar ainda mais. Porém, diante da falta de ofertas, a diretoria resolveu dar nova chance ao jogador – a decisão não foi unânime entre os dirigentes, mas pesou a palavra final do presidente Carlos Eduardo Pereira. Em reunião com o mandatário e Antônio Lopes mês passado, o atacante recebeu um "puxão de orelhas" e foi alertado que seria a última oportunidade. A tendência é que o artilheiro do time em 2016, com 14 gols, seja inscrito na fase de grupos da Libertadores se renovar.


Fonte: GE/Por Felippe Costa, Marcelo Baltar e Thiago Lima/Rio de Janeiro

Sem dores, Montillo treina o tempo todo no Estádio Nilton Santos


Meia argentino pareceu não sentir os incômodos que lhe exigem cuidado acima da média


Montillo foi contratado para ser a estrela maior do Botafogo nesta temporada (Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Boa notícia. O meia Walter Montillo participou do treino todo do Botafogo nesta quinta-feira, no Estádio Nilton Santos. Aparentemente sem dores, o argentino fica mais perto de voltar ao time. A expectativa principal é de que ele esteja em campo contra o Estudiantes (ARG), pela Copa Libertadores, no dia 14 deste mês de março.

Montillo vem voltando às atividades pouco a pouco. Nesta quarta-feira, por exemplo, ele havia participado somente da primeira parte dos trabalhos. Nesta quinta, durante cerca de 1h30 de atividades física e técnica, ele atuou com desenvoltura no grupo de titulares. O meia já sofreu duas lesões este ano, a última na panturrilha esquerda.

O elenco fora dividido em seis grupos, que se enfrentavam dois a dois em três atividades: uma de jogadas pelas laterais até a finalização; um duelo em campo reduzido, com balizas pequenas; e outro duelo, este com balizas de tamanho normal e goleiros.

O Botafogo continua treinando até a próxima quinta-feira, quando estreia na Taça Rio. O jogo é contra o Volta Redonda.


Fonte: Lancenet/Felippe Rocha/Rio de Janeiro (RJ)

Final no Niltão? Aluguel já rendeu mais de R$ 2,5 mi ao Bota e subiu em 2017


Palco da decisão da Taça Guanabara entre Fluminense e Flamengo, estádio vai ser cedido domingo por R$ 200 mil. De 2008 e 2013, maior valor cobrado era R$ 40 mil


O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) determinou, a Ferj bateu o martelo, e a final da Taça Guanabara, entre Fluminense e Flamengo, será às 16h (de Brasília) deste domingo, no Estádio Nilton Santos. Contra a vontade do Botafogo, quem administra o estádio e não escondia a preferência por não sediar esta partida – o presidente Carlos Eduardo Pereira ameaçou até acionar o departamento jurídico caso caia a liminar da torcida única, que liberaria a presença dos rubro-negros no palco. Porém, o clube fica refém do regulamento do estadual, que prevê jogos de grande porte no Maracanã – ainda fechado – ou na casa alvinegra.

Torcida do Fluminense na arquibancada do Nilton Santos: clássico vale R$200 mil (Foto:André Durão/GloboEsporte.com)
Mas afinal, é vantajoso financeiramente para o Botafogo ceder seu estádio? O GloboEsporte.com fez um levantamento de todos os jogos no antigo Engenhão, inaugurado em 2007, disputados por terceiros – isto é, sem a presença do Alvinegro. Foram exatas 160 partidas até hoje, entre Campeonato Carioca, Brasileiro, Série B, Copa do Brasil, Libertadores e Sul-Americana. A primeira, um Flamengo 4 x 0 America-RJ no dia 02/02/2008, que rendeu R$ 40 mil aos donos da casa. De lá para cá, o clube de General Severiano lucrou mais de R$ 2,5 milhões em aluguéis.


O número é aproximado porque a CBF não disponibiliza mais os borderôs antes de 2012, e a Conmebol não divulga seus boletins financeiros. Mas o GloboEsporte.com apurou que valores eram tabelados em arbitrais no estadual, de acordo com a expectativa de público, e os mais caros eram repassados para os jogos de Libertadores e Sul-Americana. Com isso, foi possível calcular o montante sem contar os 48 aluguéis nas Séries A e Copas do Brasil de 2009 a 2011, que dá média de R$ 22.321,42 por partida – fora a arrecadação com bares e estacionamento.


Chama a atenção valores muito baixos que eram praticados antigamente, segundo consta nos borderôs da Ferj e CBF. A dupla Fla-Flu, por exemplo, alugou o estádio diversas vezes a custo simbólico de R$ 5 mil (veja na tabela abaixo). Em contato com a reportagem, um membro da gestão anterior do clube, que preferiu não se identificar, explicou que os preços baratos na época tinham dois objetivos centrais: acabar com a rejeição que se tinha sobre o recém-inaugurado estádio e fechar valiosos contratos de patrocínio para o palco.


– Havia rejeição ao estádio e a necessidade de colocá-lo no calendário do futebol carioca. O benefício do Botafogo não era aluguel, e sim receita dos bares, estacionamento, e os contratos de marketing. Assim que a Companhia Botafogo S/A assinou com os clubes, imediatamente fechou contrato com a Ambev, Unimed, Nestlé e Vivo. Vendeu todos os camarotes, só com eles davam uns R$ 3 milhões. Tudo isso acabou em 2013, quando o estádio fechou – lembrou.


ALUGUEL MAIS CARO EM 2017

Atual diretoria do Bota apostou na customização para atrair
 sócios (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)
Já sob a administração de Carlos Eduardo Pereira, o Botafogo cedeu o Nilton Santos para cinco jogos em 2015 a custo zero, de acordo com os borderôs, e sem explicação. No entanto, nesta temporada o clube conseguiu um aumento significativo nos valores que pode praticar para emprestar sua casa e está cobrando R$ 200 mil por clássico. Este será o preço para alugar o palco para a decisão deste domingo, uma vez que o fato de ser final teoricamente não influi no acordo entre os clubes e a Ferj.


Se a última administração planejava os lucros no Nilton Santos com patrocínios, a atual trabalha com outra realidade e maneiras de arrecadação: comercializou a personalização de nomes nas cadeiras a R$ 50 cada e vem alugando as dependências do estádio separadamente para realização de eventos como festas e shows musicais. Há ainda o plano da customização das arquibancadas como forma de alavancar o programa de sócio-torcedor, hoje com 26 mil inscritos.


Confira a lista de jogos com preços do Nilton Santos alugado:
R$ 40.000 - 02/02/2008 - Flamengo 4 x 0 America-RJ (Carioca)
R$ 40.000 - 15/02/2009 - Madureira 0 x 3 Vasco (Carioca)
R$ 40.000 - 08/03/2009 - Mesquita 0 x 1 Fluminense (Carioca)
R$ 43.000 - 21/03/2009 - Bangu 1 x 3 Fluminense (Carioca)
R$ 40.000 - 28/03/2009 - Flamengo 4 x 0 Resende (Carioca)
R$ 25.000 - 20/01/2010 - America-RJ 1 x 2 Vasco (Carioca)
R$ 40.000 - 23/01/2010 - Bangu 1 x 2 Flamengo (Carioca)
R$ 40.000 - 07/02/2010 - Olaria 0 x 0 Fluminense (Carioca)
R$ 15.000 - 03/03/2010 - Bangu 0 x 2 Vasco (Carioca)
R$ 25.000 - 04/03/2010 - Tigres-RJ 0 x 3 Fluminense (Carioca)
R$ 15.000 - 13/03/2010 - America-RJ 1 x 1 Fluminense (Carioca)
R$ 25.000 - 24/03/2010 - Flamengo 3 x 1 Tigres-RJ (Carioca)
R$ 25.000 - 28/03/2010 - Flamengo 2 x 1 America-RJ (Carioca)
R$ 00,000 - 13/07/2010 - Duque de Caxias 3 x 2 Portuguesa (Série B)
R$ 00,000 - 24/07/2010 - Duque de Caxias 1 x 0 Vila Nova (Série B)
R$ 00,000 - 10/08/2010 - Duque de Caxias 2 x 1 Bragantino (Série B)
R$ 00,000 - 20/08/2010 - Duque de Caxias 2 x 2 Figueirense (Série B)
R$ 00,000 - 27/08/2010 - Duque de Caxias 1 x 1 Betim (Série B)
R$ 00,000 - 31/08/2010 - Duque de Caxias 1 x 0 São Caetano (Série B)
R$ 00,000 - 07/09/2010 - Duque de Caxias 1 x 2 Guaratinguetá (Série B)
R$ 05.000 - 19/01/2011 - Flamengo 2 x 0 Volta Redonda (Carioca)
R$ 40.000 - 20/01/2011 - Bangu 0 x 1 Fluminense (Carioca)
R$ 05.000 - 23/01/2011 - Fluminense 6 x 2 Olaria (Carioca)
R$ 15.000 - 27/01/2011 - Fluminense 3 x 1 Macaé + Boavista 3 x 1 Vasco (Carioca)
R$ 20.000 - 30/01/2011 - Vasco 1 x 2 Flamengo (Carioca)
R$ 05.000 - 02/02/2011 - Flamengo 1 x 0 Nova Iguaçu (Carioca)
R$ 05.000 - 03/02/2011 - Fluminense 3 x 1 Doque de Caxias (Carioca)
R$ 40.000 - 09/02/2011 - Fluminense 2 x 2 Argentino Juniors-ARG (Libertadores)
R$ 20.000 - 19/02/2011 - Fluminense 2 x 2 Boavista + Resende 1 x 1 Bangu (Carioca)
R$ 00,000 - 20/02/2011 - Nova Iguaçu 1 x 3 Olaria (Carioca)
R$ 40.000 - 23/02/2011 - Fluminense 0 x 0 Nacional-URU (Libertadores)
R$ 00,000 - 27/02/2011 - Resende 1 x 1 Olaria (Carioca)
R$ 05.000 - 09/03/2011 - Fluminense 3 x 1 America-RJ (Carioca)
R$ 30.000 - 13/03/2011 - Flamengo 0 x 0 Fluminense (Carioca)
R$ 05.000 - 10/03/2011 - Fluminense 0 x 2 Boavista (Carioca)
R$ 40.000 - 23/03/2011 - Fluminense 3 x 2 América-MEX (Libertadores)
R$ 30.000 - 27/03/2011 - Fluminense 0 x 0 Vasco (Carioca)
R$ 20.000 - 02/04/2011 - Duque de Caxias 0 x 2 Flamengo (Carioca)
R$ 05.000 - 17/04/2011 - Fluminense 1 x 0 Nova Iguaçu (Carioca)
R$ 30.000 - 23/04/2011 - Vasco 1 x 0 Olaria (Carioca)
R$ 30.000 - 24/04/2011 - Fluminense 1 x 1 Flamengo (Carioca)
R$ 40.000 - 28/04/2011 - Fluminense 3 x 1 Libertad-PAR (Libertadores)
R$ 40.000 - 01/05/2011 - Vasco 0 x 0 Flamengo + Boavista 1 x 3 Madureira (Carioca)
R$ 00,000 - 10/06/2011 - Duque de Caxias 2 x 3 Vitória (Série B)
R$ 40.000 - 10/08/2011 - Flamengo 1 x 0 Atlético-PR (Sul-Americana)
R$ 40.000 - 19/10/2011 - Flamengo 0 x 4 Universidade de Chile-CHI (Sul-Americana)
R$ 05.000 - 21/01/2012 - Flamengo 4 x 0 Bonsucesso (Carioca)
R$ 40.000 - 01/02/2012 - Flamengo 2 x 0 Real Potosí-BOL (Libertadores)
R$ 05.000 - 03/02/2012 - Flamengo 0 x 0 Olaria (Carioca)
R$ 40.000 - 07/02/2012 - Fluminense 1 x 0 Arsenal de Sarandi-ARG (Libertadores)
R$ 05.000 - 09/02/2012 - Flamengo 1 x 0 Madureira (Carioca)
R$ 40.000 - 12/02/2012 - Vasco 2 x 1 Fluminense (Carioca)
R$ 35.000 - 18/02/2012 - Boavista 0 x 1 Vasco (Carioca)
R$ 40.000 - 22/02/2012 - Vasco 2 x 1 Flamengo (Carioca)
R$ 40.000 - 26/02/2012 - Vasco 1 x 3 Fluminense + Friburguense 2 x 2 Nova Iguaçu (Carioca)
R$ 40.000 - 08/03/2012 - Flamengo 1 x 0 Emelec-EQU (Libertadores)
R$ 05.000 - 11/03/2012 - Flamengo 2 x 0 Fluminense (Carioca)
R$ 40.000 - 14/03/2012 - Fluminense 1 x 0 Zamora-VEN (Libertadores)
R$ 40.000 - 15/03/2012 - Flamengo 3 x 3 Olimpia-PAR (Libertadores)
R$ 40.000 - 07/04/2012 - Vasco 1 x 2 Flamengo (Carioca)
R$ 40.000 - 11/04/2012 - Fluminense 0 x 2 Boca Juniors-ARG (Libertadores)
R$ 40.000 - 12/04/2012 - Flamengo 3 x 0 Lanús-ARG (Libertadores)
R$ 05.000 - 15/04/2012 - Flamengo 3 x 1 Americano (Carioca)
R$ 40.000 - 21/04/2012 - Flamengo 2 x 3 Vasco (Carioca)
R$ 40.000 - 10/05/2012 - Fluminense 2 x 1 Internacional (Libertadores)
R$ 40.000 - 23/05/2012 - Fluminense 1 x 1 Boca Juniors-ARG (Libertadores)
R$ 05.000 - 26/05/2012 - Flamengo 3 x 3 Internacional (Brasileiro)
R$ 05.000 - 27/05/2012 - Fluminense 2 x 2 Figueirense (Brasileiro)
R$ 05.000 - 09/06/2012 - Flamengo 3 x 1 Coritiba (Brasileiro)
R$ 05.000 - 10/06/2012 - Fluminense 0 x 0 Internacional (Brasileiro)
R$ 05.000 - 16/06/2012 - Fluminense 4 x 1 Portuguesa (Brasileiro)
R$ 05.000 - 17/06/2012 - Flamengo 1 x 0 Santos (Brasileiro)
R$ 05.000 - 01/07/2012 - Flamengo 3 x 2 Atlético-GO (Brasileiro)
R$ 05.000 - 08/07/2012 - Fluminense 1 x 0 Flamengo (Brasileiro)
R$ 05.000 - 18/07/2012 - Flamengo 0 x 3 Corinthians (Brasileiro)
R$ 05.000 - 19/07/2012 - Fluminense 4 x 0 Bahia (Brasileiro)
R$ 05.000 - 26/07/2012 - Flamengo 0 x 0 Portuguesa (Brasileiro)
R$ 05.000 - 29/07/2012 - Fluminense 0 x 0 Atlético-MG (Brasileiro)
R$ 05.000 - 12/08/2012 - Fluminense 1 x 0 Palmeiras (Brasileiro)
R$ 05.000 - 19/08/2012 - Flamengo 1 x 0 Vasco (Brasileiro)
R$ 40.000 - 25/08/2012 - Vasco 1 x 2 Fluminense (Brasileiro)
R$ 05.000 - 29/08/2012 - Fluminense 1 x 1 Corinithians (Brasileiro)
R$ 05.000 - 06/09/2012 - Fluminense 3 x 1 Santos (Brasileiro)
R$ 05.000 - 16/09/2012 - Flamengo 1 x 1 Grêmio (Brasileiro)
R$ 05.000 - 26/09/2012 - Flamengo 2 x 1 Atlético-MG (Brasileiro)
R$ 05.000 - 30/09/2012 - Flamengo 0 x 1 Fluminense (Brasileiro)
R$ 05.000 - 04/10/2012 - Flamengo 0 x 0 Bahia (Brasileiro)
R$ 05.000 - 13/10/2012 - Flamengo 1 x 1 Cruzeiro (Brasileiro)
R$ 05.000 - 17/10/2012 - Fluminense 2 x 2 Grêmio (Brasileiro)
R$ 05.000 - 21/10/2012 - Flamengo 1 x 0 São Paulo (Brasileiro)
R$ 05.000 - 25/10/2012 - Fluminense 2 x 1 Coritiba (Brasileiro)
R$ 05.000 - 18/11/2012 - Fluminense 0 x 2 Cruzeiro (Brasileiro)
R$ 40.000 - 24/11/2012 - Vasco 1 x 1 Flamengo (Brasileiro)
R$ 05.000 - 02/12/2012 - Fluminense 1 x 2 Vasco (Brasileiro)
R$ 20.000 - 19/01/2013 - Flamengo 2 x 0 Quissamã (Carioca)
R$ 28.500 - 24/01/2013 - Fluminense 3 x 1 Olaria (Carioca)
R$ 20.000 - 30/01/2013 - Fluminense 2 x 2 Friburguense (Carioca)
R$ 28.500 - 31/01/2013 - Vasco 2 x 4 Flamengo (Carioca)
R$ 20.000 - 03/02/2013 - Flamengo 1 x 0 Nova Iguaçu (Carioca)
R$ 28.500 - 09/02/2013 - Fluminense 1 x 1 Vasco (Carioca)
R$ 40.000 - 20/02/2013 - Fluminense 0 x 3 Grêmio (Libertadores)
R$ 40.000 - 02/03/2013 - Vasco 3 x 2 Fluminense (Carioca)
R$ 40.000 - 06/03/2013 - Fluminense 1 x 1 Huachipato-CHI (Libertadores)
R$ 20.000 - 13/03/2013 - Flamengo 2 x 3 Resende (Carioca)
R$ 20.000 - 17/03/2013 - Fluminense 1 x 0 Audax-RJ (Carioca)
R$ 20.000 - 23/03/2013 - Boavista 0 x 0 Flamengo (Carioca)
R$ 00,000 - 22/02/2015 - Fluminense 0 x 1 Vasco (Carioca)
R$ 00,000 - 07/03/2015 - Flamengo 2 x 0 Friburguense (Carioca)
R$ 00,000 - 08/03/2015 - Bonsucesso 0 x 1 Vasco (Carioca)
R$ 00,000 - 28/03/2015 - Bonsucesso 0 x 2 Flamengo (Carioca)
R$ 00,000 - 01/11/2015 - Vasco 0 x 1 Fluminense (Brasileiro)
R$ 200.000 - 29/01/2017 - Vasco 0 x 3 Fluminense (Carioca)


Fonte: GE/Por Felippe Costa e Thiago Lima/Rio de Janeiro