quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Sem Emerson Santos, Jair arma Botafogo com Luis Ricardo, Igor Rabello e... Gatito


Mesmo com Jefferson à disposição, goleiro paraguaio treina de titular e será mantido no time. Zagueiros ficam fora da relação, e técnico testa variações contra o Nacional-URU






Gatito Fernández seguirá no gol do Botafogo nesta quinta (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)



Jair Ventura fez mistério na coletiva de imprensa
, mas avisou que não tinha mais dúvidas e já tem definido o time na cabeça. E no que depender dos últimos treinos, a escalação contra o Nacional-URU nesta quinta-feira não vai mudar muito em relação ao jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. Em atividade a portas fechadas na manhã desta quarta, no Nilton Santos, o técnico deu a entender que as únicas mudanças serão Luis Ricardo na lateral direita e Igor Rabello na zaga.


A maior dúvida de Jair era no gol: Gatito, que vem fazendo grandes partidase já foi herói na Libertadores, ou Jefferson, que retornou com tudo depois de um ano parado? Com os dois relacionados pela primeira vez desde que o ídolo voltou a jogar, o comandante decidiu manter o paraguaio debaixa das traves para a partida às 19h15 (de Brasília), no Nilton Santos.



Emerson Santos treinou normalmente, mas não foi relacionado (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


Emerson Santos e seu xará Emerson Silva sequer foram relacionados por opção técnica. O primeiro, coincidentemente, vive um imbróglio para renovação, vem recebendo sondagens e deve deixar o clube ao fim do contrato em dezembro. Na entrevista coletiva, ao ser questionado se a situação extra-campo do defensor poderia ter influência sobre sua escalação, respondeu:



– Não. Prova disso ficou o jogo do Cruzeiro. Ele jogou e foi bem. Isso varia muito de um atleta para outro. No domingo ele estava com febre, de casaco, tremendo, mas pediu para jogar. Mostra que está focado, independentemente de permanecer ou não. Torço pela sua permanência, é um coringa. Em jogos onde se pode relacionar poucos você leva o cara que pode fazer mais de uma função. Esse é o Emerson. Torço para que possa dar certo na renovação dele e possa ficar.


Como só pode levar sete para o banco, Jair optou por ter só Marcelo de defesa, que pode fazer a zaga ou a ala direita, e priorizou opções ofensivas. E testou ainda variações, principalmente com a entrada de Marcos Vinícius no lugar de Lindoso, em uma provável substituição para o segundo tempo. O técnico também treinou bolas paradas e pênaltis, caso do Nacional-URU devolva o placar de 1 a 0 da ida. O Glorioso joga por qualquer empate para chegar às quartas de final.


Fonte:GE/Por Felippe Costa, Marcelo Baltar e Thiago Lima, Rio de Janeiro

Os segredos do sucesso: em números, as armas do Botafogo na Libertadores


Carli é o jogador com mais antecipações em todo o torneio, e Pimpão está próximo de marca histórica. Sabe quem mais desarma? E o principal garçom? Confira essas e outras curiosidades




Confira os bastidores do Botafogo na Libertadores


É notório que a força do Botafogo na temporada vem do coletivo, mas é inegável a importância de algumas individualidades. Na Libertadores, em especial, alguns jogadores incorporam o espírito da competição.


O que dizer de Rodrigo Pimpão, por exemplo? O atacante passou em branco na Copa do Brasil e no Carioca, tem apenas dois gols no Brasileirão, mas está próximo de se tornar o maior artilheiro do Botafogo na história da Libertadores.


O GloboEsporte.com lista abaixo alguns números e fatos que ilustram bem o desempenho individual de cada jogador. Gols, assistências, lançamentos, desarmes, passes... Coincidência ou não, a liderança nos quesitos é bem dividida. O que reforça a força coletiva da equipe de Jair Ventura.


Confira abaixo


Carli



Xerife é o jogador com mais antecipações na Liberta (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


Aos 30 anos, o argentino disputa sua primeira Libertadores. Mas não parece, tamanha tranquilidade que vem comandado a defesa. Além da liderança do capitão, os números chamam a atenção. Joel Carli é o jogador que mais rebateu bolas em toda competição. No total, 64 antecipações ao longo do torneio. Média de mais 9 de por partida. E olha que, por conta de lesão, o defensor ficou fora das três primeiras partidas.


Gatito


Fundamental com três defesas de pênaltis contra o Olimpia, Gatito também quemr mais acerta lançamentos no Botafogo na Libertadores (Foto: AFP)


Se o Botafogo está nas oitavas de final da Libertadores, deve muito a Gatito. O paraguaio foi o principal responsável por colocar o clube carioca na fase de grupos. Com três defesas nas cobranças de pênaltis, classificou o Alvinegro e eliminou o Olímpia dentro do Defensores Del Chaco, em Assunção.


Após esse jogo, ganhou confiança e teve grandes atuações na competição. Ao todo, na temporada, foram seis cobranças defendidas. Curiosamente, o goleiro lidera outro quesito no Botafogo na Libertadores: é o jogador que mais acertou lançamentos (43).


Victor Luis


Victor Luis tem a marcação como um de seus pontos fortes, mas tem ido bem quando se lança ao ataque. Na Libertadores, o lateral é o jogador que mais acertou cruzamentos no Botafogo. Foram nove, ao todo.


Lindoso

Jogador voluntarioso, Rodrigo Lindoso tem tido papel importante na Libertadores. É o jogador com o melhor índice de acerto de passes do Botafogo na Libertadores (acima de 90%). Passes para o lado? Não é bem assim. Com duas assistências, é o principal garçom da equipe na competição.


Bruno Silva


Pulmão do time, Bruno Silva tem sido um dos protagonistas do Botafogo. Presente na seleção do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o camisa 8 também faz bonito na Libertadores. Ele tem o maior número de desarmes (20) e é o jogador que mais acertou viradas de jogo do Botafogo.


Rodrigo Pimpão


Próximo de igular marca histórica, Pimpão é o artilheiro do Botafogo na Libertadores. Teve até gol de bicicleta (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)


Rodrigo Pimpão é a cara do Botafogo na Libertadores. Jogador de muita entrega, vem sendo premiado com boas atuações e muitos gols na competição. Marcou seis gols em jogos oficiais na temporada, quatro deles na competição.


Artilheiro do Botafogo no torneio, Pimpão está próximo de conseguir uma marca importante. Com quatro gols, ele está a um de se igualar a Jairzinho e Dirceu, maiores goleadores da história do clube na Libertadores.


Fonte: GE/Por Felippe Costa, Marcelo Baltar e Thiago Lima, Rio de Janeiro