quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Um dia para mudar a história: Botafogo joga a vida contra o Olimpia


Jogadores enxergam a possibilidade de avançar à fase de grupos da Copa Libertadores como a oportunidade de fazerem do clube e de si mesmos mais respeitados futuramente


Botafogo busca a última comemoração antes de disputar a fase de grupos (AFP PHOTO / CLAUDIO REYES)

Pode parecer óbvio, mas esta quarta-feira, cercada de tanta expectativa para o Botafogo e seus torcedores, é também o dia mais importante para a maioria dos jogadores do atual elenco. Internamente, superar o Olimpia (PAR) e chegar à fase de grupos da Copa Libertadores da América é considerado um feito capaz de mudar as vidas de tais atletas. O duelo é no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, às 21h45 (horário de Brasília). O site do LANCE! transmite em tempo real.

- Podemos ter esse ambiente positivo o ano inteiro. Esse dia 22 pode transformar o Botafogo em algo bem diferente daqui a alguns anos. O clube já é grande, mas todos podem passar a respeitá-lo de maneira diferente. Os atletas serão mais respeitados. A leitura é de um dia tão especial, que todos podem aproveitar, vivenciar tudo. Vamos para uma guerra - avisa o volante Dudu Cearense.

Mesmo com 33 anos e participação e Liga dos Campeões da Europa, Dudu nunca havia disputado a Libertadores. O caso é o mesmo da esmagadora maioria dos jogadores do elenco botafoguense. Mesmo outros experientes, como Carli e Emerson Silva, também não tinham o principal torneio do continente no currículo. Agora, eles querem chegar longe.

- É um jogo diferente, todos os jogadores gostam de atuar. Trata-se de classificação. Sabemos da dificuldade, mas mostramos que temos qualidade para consegui-la, mesmo na casa deles. Nós vamos com nossos poucos torcedores, mas levando os daqui no coração. Em campo, vamos procurar fazer o nosso melhor. É bastante difícil, mas o grupo mostrou, Contra o Colo-Colo, no Chile, que vem amadurecendo, crescendo. Podemos fazer outro bom jogo e nos classificarmos - entende Emerson Silva.

Os três jogos anteriores do Glorioso nesta Libertadores foram cercados de muita tensão. Os dois duelos contra o Colo-Colo e o primeiro contra o rival paraguaio tiveram festa de torcida, desafios físicos e dramas em busca de gols (assim como para evitá-los). Contudo, Bruno Silva lembra que de nada vai valer o que aconteceu nas últimas semanas se não for bem finalizado esta noite.

- Não vai adiantar termos superado o Colo-Colo e o Olimpia no Rio... vai decidir quarta (hoje). Sabemos que é um jogo importante. Se queremos a fase de grupos, esse jogo resume tudo. A verdadeira final. Estamos motivados e confiantes acima do normal. Sabemos que é um grande jogo. O jogo das nossas vidas, realmente - vibra o volante.

FICHA TÉCNICA:
OLIMPIA X BOTAFOGO


Local: Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção (PAR)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Julio Bacuñán (CHI)
​Auxiliares: Christian Schiemann (CHI) e Marcelo Barraza (CHI)

OLIMPIA (PAR): Azcona; Benítez, Cañete. Pellerano e Giménez; Fernández, Ortiz, Riveros e Benítez; Mouche e Montenegro - Técnico: Pablo Repetto.

BOTAFOGO: Gatito Fernández (Helton Leite), Marcelo, Carli (Marcinho), Emerson Silva e Victor Luís; Airton, Bruno Silva e João Paulo; Camilo e Rodrigo Lindoso (Roger); Rodrigo Pimpão - Técnico: Jair Ventura.


Fonte: Lancenet/Felippe Rocha/Rio de Janeiro (RJ)

A um passo do paraíso: contra Olimpia, Bota tenta concluir 1ª missão na Liberta


Após superar Colo-Colo e vencer o jogo de ida no Rio, Alvinegro reencontra time paraguaio, em Assunção, no último ato antes da desejada fase de grupos




Desde 11 de dezembro do ano passado não se fala em outro assunto no Botafogo: Libertadores, Libertadores e mais Libertadores. De volta após quatro anos, ir bem no torneio tornou-se uma obsessão. Vem dando certo. Nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), no Defensores Del Chaco, em Assunção, no Paraguai, o Alvinegro joga por um empate contra o Olimpia para avançar à fase de grupos e cumprir sua primeira meta na competição.

A vantagem é pequena (vitória por 1 a 0 no Rio), mas o fato de não ter sofrido gol no Rio de Janeiro é um grande aliado do Botafogo. O Alvinegro avança com vitória ou empate. Caso consiga ao menos um gol, avança até mesmo com uma derrota por um gol de diferença. Caso o Olimpia vença por 1 a 0, a vaga será decidida nas cobranças de pênaltis. Quem passar entra no Grupo 1, com Atlético Nacional (COL), Estudiantes (ARG) e Barcelona de Guayaquil (EQU).

Treino Botafogo Assunção Ednilson Sena (Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)

- É um jogo muito importante, até por ser o ultimo (da Pré-Libertadores), para coroar a entrega desse grupo. Uma equipe que teve pouco tempo de preparação e passou pelo Colo-Colo, uma equipe muito qualificada, que nos deu muito trabalho. Agora temos mais um gigante da América pela frente. Um clássico, tudo pode acontecer, vamos fazer de tudo para passar. É uma final - descreveu Jair Ventura.


Caminho ingrato e mistério sem Montillo

O sorteio não foi generoso, e o Botafogo, desde o início do mês, vem superando obstáculos ingratos semanalmente. Foi assim contra o tradicional Colo-Colo e agora contra o gigante Olimpia, tricampeão da Libertadores. Tamanhas dificuldades fizeram Jair Ventura abrir mão do Campeonato Carioca, mas não de suas convicções. Além de deixar o artilheiro Sassá fora da relação, tomou atitudes incomuns e deixou peças importantes de fora, quando julgou necessário.

As lesões têm sido um obstáculo a mais. Nesta quarta-feira, por exemplo, Jair Ventura não contará com Montillo, principal contratação para a temporada. Com lesão na panturrilha, o argentinos sequer viajou para Assunção. Jonas, suspenso, é outro desfalque certo.

Artilheiro do Botafogo na Libertadores, Pimpão é a esperança de gols nesta quarta (Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)

Mais uma vez o treinador adotou o mistério como arma para confundir o adversário. No gol, Helton Leite deve ser mantido, apesar da recuperação de Gatito. Marcelo é o favorito para assumir a vaga de Jonas, com Carli retornando ao time titular. João Paulo será o substituto de Montillo. Roger é o favorito para atuar ao lado de Pimpão, mas não será surpresa se Jair optar por Rodrigo Lindoso, reforçando o meio de campo e repetindo o esquema que deu certo contra o Colo-Colo, em Santiago.


Olimpia x Botafogo

Data e Local: quarta, às 21h45, no Defensores Del Chaco, em Assunção, no Paraguai

Provável escalação: Helton Leite (Gatito), Marcelo, Carli, Emerson Siva, Victor Luis; Airton, Bruno Silva, João Paulo, Camilo, Pimpão e Roger (Lindoso).
Desfalques: Jefferson, Luis Ricardo e Montillo (DM); Jonas (suspenso)
Arbitragem: o trio de arbitragem é chileno. Julio Bascuñan apita o jogo, auxiliado por Christian Schiemann e Marcelo Barraza
Transmissão: TV Globo para RJ, MG (Juiz de Fora, Uberaba, Uberlândia e Ituiutaba), ES, GO, TO, MS, MT, SE, AL, PB, RN, PI, MA, PA (menos Santarém), AM, RO, AC, RR, AP e DF (com Luis Roberto, Junior, Juninho Pernambucano e Arnaldo Cezar Coelho) e SporTV (com Luiz Carlos Jr e Lédio Carmona)


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar/Assunção, Paraguai