quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Há 20 jogos sem empatar, Botafogo pode igualar sua maior série de vitórias


Último empate aconteceu há mais de três meses, no clássico contra o Fla, em julho. Se vencer o Coritiba, time chegará ao 6º triunfo seguido e igualará marca de 2008




Pense rápido: você lembra do último empate do Botafogo? Se você recordou rapidamente, parabéns! Você é um torcedor apaixonado e está com a memória em dia. Há 20 jogos o Alvinegro não sabe o que é empatar.

A última vez foi há mais de três meses, em 16 de julho, no clássico contra o Flamengo (3 a 3), na estreia da Arena, na 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, ainda sob o comando de Ricardo Gomes. O "jejum" de empates é por acaso? Jair Ventura acredita que não e credita os resultados pelo fato de o Botafogo assumir riscos em busca de vitórias. É tudo ou nada.

- A gente tem que arriscar. Muitas vezes a gente não empata porque corre riscos. Eu sei que, quando perder, vão falar que fui para cima e deixei espaços. Mas a gente tem que tentar. Contra o Santa Cruz achei que dava para colocar a equipe para cima. Vi que o Santa Cruz não estava com aquela volúpia toda. Eles estavam nos esperando, e eu arrisquei. Os jogadores entraram muito bem e cumpriram o que pedi. A vitória é de todo o grupo – analisou o técnico Jair Ventura, que ousou ao trocar um lateral (Victor Luís) e um volante (Dudu Cearense) por dois atacantes (Gervásio Nuñes e Sassá) quando a partida estava emparada. 

Adicionar legendaBotafogo bateu o Santa Cruz nesta quinta: quinta vitória seguida (Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press)

Time pode igualar marca positiva

Desde o empate contra o Flamengo, o Botafogo venceu 13 jogos e perdeu outros sete. Jair Ventura, por exemplo, não sabe o que é empatar à frente do time. No Campeonato Brasileiro, o treinador venceu 11 e perdeu somente três. O bom momento pode levar à outra marca positiva. Se vencer o Coritiba (29/10), na próxima rodada, o Botafogo chegará à sexta vitória consecutiva e igualará sua maior sequência de vitórias na história da competição: seis.

A única vez que o Botafogo atingiu o feito ocorreu no Campeonato Brasileiro de 2008. Na época, logo após Ney Franco assumir o time no lugar de Cuca, o Alvinegro engatou vitórias sobre Goiás, Atlético-PR, Figueirense, Palmeiras, Sport e Cruzeiro.


- É gostoso entrar de uma maneira positiva na história do clube. Trabalhei como auxiliar na equipe muito boa de 2013, e não conseguimos cinco vitórias. Quero parabenizar o grupo pelo empenho. Estou sempre tentando manter o foco de todos. Eles são profissionais e sabem da responsabilidade.

O Botafogo retornou na madrugada desta quinta-feira ao Rio de Janeiro. O elenco está de folga nesta quinta-feira. O próximo jogo acontece somente em 29 de outubro, contra o Coritiba, na Arena. Com 53 pontos, o Alvinegro é o quinto colocado do Campeonato Brasileiro.


FonteÇ GE;Por Cassius Leitão e Marcelo Baltar;Recife

Mudança de planos? Botafogo cogita administrar Arena junto ao Engenhão


Mesmo com o Estádio Nilton Santos, clube abre diálogo com a Portuguesa para jogos de menor porte na Ilha. Lusa quer aluguel por três anos e dá preferência ao Alvinegro




Ata da reunião do conselho da
Portuguesa sobre a continuação da
 parceira com o Botafogo 

(Foto: Globoesporte.com)
A química com a Arena tem dado tão certo que o Botafogo está cogitando mudar de ideia. Se antes a diretoria planejava desmontar a nova estrutura do Luso-Brasileiro ao fim da parceria com a Portuguesa em dezembro, agora o clube já pensa em continuar com a sua casa na Ilha do Governador mesmo com a volta do Estádio Nilton Santos a partir de 2017.


Dirigentes já manifestaram a vontade para a diretoria da Lusa, que também tem interesse em continuar com o estádio remodelado e se antecipou: na noite da última quarta-feira, enquanto o Botafogo estava indo enfrentar o Santa Cruz no Arruda, a Lusa realizou uma reunião interna para aprovar a intenção de alugar a sua casa por mais três anos, com a opção de renovação por outras três temporadas. A preferência será do Alvinegro.


– Tivemos conversas, mas não tem proposta ainda. O que há de concreto é que o Botafogo já manifestou o interesse de manter a parceria – disse o presidente da Portuguesa, João Rêgo.


O Botafogo vai avaliar a viabilidade de manter dois estádios ativos. A Ilha do Governador ficaria como opção para jogos menores, com baixa expectativa de público. Atualmente, a Arena tem a autorização do Corpo de Bombeiros para receber 15 mil pessoas. O Engenhão, por sua vez, tem 45 mil de capacidade. A questão é como custear essa operação para não ter prejuízo.

Química com a Arena levou o Botafogo a buscar um novo contrato com a Portuguesa (Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)

Uma alternativa é fazer uma parceria junto com a Ferj, que já manifestou interesse em manter a estrutura montada na Ilha para ter mais uma opção de estádio no Campeonato Carioca do ano que vem. Os presidentes da federação, Rubens Lopes, e do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, terão novas reuniões nas próximas semanas para tratar do assunto.


O Botafogo investiu R$ 5 milhões no estádio nesse ano para instalar as arquibancadas provisórias, além de reformas no campo. No entanto, o clube teve outros gastos para reformar a estrutura do local, o que calcula-se em outros R$ 5 milhões. Se a parceria for renovada, o gramado, alvo de muitas reclamações de jogadores, será todo trocado.

Nesse ano, o Botafogo fez dez partidas na Arena Botafogo, com sete vitórias, um empate e duas derrotas, um aproveitamento de 73,3%. A torcida também comprou a ideia, e a média de público na Ilha é de 9 mil por jogo.


Arena "pegou fogo" em propaganda divulgada pelo Botafogo para convocar a torcida para os jogos (Foto: Divulgação)

Fonte: GE/Por Marcelo Baltar e Thiago LimaRecife e Rio de Janeiro

Botafogo "faz a quina", afunda o Santa Cruz e se consolida no G-6 da Série A


Alvinegro não jogou bem, mas fez o suficiente para chegar à quinta vitória e afundar ainda mais o time coral, que perdeu a sétima partida consecutiva na competição





O Botafogo embalou de vez. Dentro do Recife, sofreu, mas conseguiu bater o Santa Cruz no final e chegou à quinta vitória consecutiva. Em um estádio do Arruda com o público baixo - pouco mais de três mil presentes -, o time carioca cresceu no segundo tempo e se aproveitou de um vacilo da zaga coral para escrever o placar: 1 a 0, com gol de Rodrigo Pimpão. Com o resultado, o Fogão ficou na quinta colocação, com 53 pontos. O Santa, por outro lado, vê a Série B cada vez mais próxima. É o vice-lanterna, com 23 pontos, a 13 de distância do atual 16º colocado, o Internacional.


O Tricolor volta a entrar em campo às 18h30 do dia 29, um sábado, contra o Internacional, no Beira-Rio. E o Botafogo joga no mesmo dia e horário contra o Coritiba, no Estádio Luso-Brasileiro.


Santa Cruz e Botafogo fizeram um jogo morno no Estádio do Arruda (Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press)

Santa Cruz e Botafogo fizeram um primeiro tempo igual. Porém, sem muita qualidade técnica. Tanto é que foram poucas vezes que os goleiros trabalharam: Tiago Cardoso fez uma boa defesa em um chute de Neilton, aos 22 minutos - também defendeu um chute de Rodrigo Pimpão, de longe. Já Sidão, só veio sujar as luvas aos 41 minutos, e mesmo assim, para socar uma bola depois de cobrança de escanteio do Santa. Inoperantes, os dois times se esforçavam, mas não pareciam estar em uma boa noite.


O segundo tempo foi diferente. Logo no início, as duas equipes se lançaram ao ataque e Tiago Cardoso salvou o Tricolor logo aos dois minutos em um cabeceio de Dudu Cearense. O Santa Cruz tentou responder, mas Bruno Moraes perdeu uma boa chance. Perto do fim, a zaga coral deu uma "ajudinha". O cochilo foi fatal. Aos 41 minutos, Rodrigo Pimpão ganhou de Léo Moura e cabeceou para o fundo das redes de Tiago Cardoso para decretar a vitória do Fogão.

Fonte: GE/Por Daniel GomesRecife