terça-feira, 5 de setembro de 2017

Debutante em coletivas, Marcelo diz que ano intenso do Botafogo o fez amadurecer


Há pouco tempo nos profissionais, zagueiro já viveu grandes experiências atuando com Jair Ventura, principalmente em partidas da Taça Libertadores da América





Marcelo durante coletiva (Foto: Twitter/Botafogo)


Se a primeira vez a gente nunca esquece, o dia 5 de setembro de 2017 ficará marcado na vida profissional de Marcelo. Nunca antes em uma coletiva de imprensa, o zagueiro entrou na sala tímido e brincou com os jornalistas dizendo que era mais fácil marcar em campo. Mas não fugiu das perguntas.


Com 21 anos e 23 jogos com a camisa do Botafogo, Marcelo subiu aos profissionais ano passado, mas começou a ser utilizado logo em uma temporada muito intensa e importante para o clube, principalmente com a disputa da Libertadores da América. E, segundo ele, isso o ajudou muito a ganhar maturidade rápido.


- A expectativa era jogar o Carioca. Acabou pintando uma chance para jogar com a lesão do Carli. Fiquei até surpreso quando o Jair me colocou contra o Nova Iguaçu. Depois contra o Colo-Colo, nem acreditei. Está sendo um ano muito feliz para mim. Muito difícil acontecer na carreira de alguém e isso vai me deixando mais maduro.


Um dos responsáveis também por esse amadurecimento é justamente Joel Carli, que é tido como referência para o jovem zagueiro desde quando chegou ao time principal.


- Quando subi ano passado, colei no Carli. Dentro de campo ele tem uma presença muito grande, as pessoas o respeitam. É um excelente zagueiro. Ele não gosta muito de sorrisos e aprendi isso com ele, por exemplo - disse ele, que fora de campo vive sorrindo.


Quanto ao clássico diante do Flamengo, no próximo domingo, o zagueiro diz que o Botafogo deve manter a "pegada" dos últimos dois confrontos e que, independente do time titluar, o elenco está preparado.


- Acho que não precisamos fazer diferente. Aconteceu um gol na jogada individual. É manter a pegada no jogo contra o Flamengo. Se ele (Jair Ventura) vai poupar eu não sei. Mas quem entrar vai substituir bem, pois todos estão preparados.


O elenco volta a treinar na manhã desta quarta-feira, no campo anexo do Estádio Nilton Santos. A expectativa é se Matheus Fernandes, que está em processo de transição, já treinará normalmente com os companheiros. Marcus Vinícius está na mesma situação. Já Lindoso, Carli e João Paulo seguem tratando de lesões com os fisioterapeutas.


Fonte: GE/Por Felippe Costa, Rio de Janeiro

Botafogo faz planos e projeta pré-temporada de 2018 já para seu novo CT


Expectativa é de que time fique no Rio e treine em sua nova casa em janeiro. Nome deve ser escolhido por sócios. Clube aguarda apenas assinatura de compra e venda para oficializar aquisição





Conheça o Espaço Lonier, novo CT do Botafogo


O Botafogo ainda não oficializou a compra do seu Centro de Treinamento, mas já faz planos para o local. A ideia é que o futebol alvinegro se mude para o Espaço Lonier, em Vargem Pequena, zona oeste do Rio, no início de 2018. A expectativa é que o time já faça em sua nova casa a próxima pré-temporada em janeiro.


Nos últimos dois anos o Botafogo foi em janeiro para o Espírito Santos. Em 2018, no entanto, a ideia é aproveitar o novo centro de treinamento, que já tem pronta uma estrutura com hotel e campos. O calendário ainda mais apertado por conta da Copa do Mundo também pesa na decisão.


Não está descartado que o Botafogo realize um treino ou outro no local ainda em 2017. No entanto, é improvável devido à proximidade do fim da temporada. Qualquer decisão nesse sentido, porém, só será tomada após a oficialização do CT.


A negociação com o Espaço Lonier está concluída. Toda documentação já foi analisada pelos advogados das partes envolvidas. O Botafogo aguarda apenas a assinatura de compra e venda para anunciar oficialmente a aquisição do CT, o que pode acontecer ainda nesta semana.


O nome do centro de treinamento ainda não foi definido. Nas redes sociais, torcedores sugerem nomes de ex-jogadores. A tendência é que o tema seja levado a votação para os sócios.



CT Botafogo (Foto: site espaço lonier)



Investimento detalhado


A operação, aprovada em julho no Conselho Deliberativo, terá um custo total de R$ 25 milhões pagos pelos irmãos alvinegros, que serão ressarcidos em um prazo de 30 anos, em 360 parcelas – corrigidas pelo IPC (Índice de Preços ao Consumidor). Do montante, R$ 20 milhões serão usados para adquirir o terreno e suas instalações, e R$ 5 milhões para fazer melhorias no local.


Em caso de inadimplência do clube, os irmãos poderão romper o contrato, restituindo tudo pago com desconto de 10%. No acerto está previsto que 20% dos jogadores da base que vierem a ser negociados serão destinados aos financiadores para amortizar a dívida. Só vale para vendas após a assinatura. Também será obrigatório a construção de uma escola no complexo.



Espaço Lonier Botafogo (Foto: Divulgação)


Com estrutura própria, o Espaço Lonier possui 200.000 m² e já poderá ser utilizado em curto prazo. O lugar já possui um campo de grama natural, além de outros cinco society, caixa de areia e ginásio. A ideia do Botafogo é aproveitar para construir seis ou sete campos de futebol, não todos de dimensões oficiais.


A estrutura atual também oferece auditório, vestiários, restaurantes, além de um hotel com 40 quartos com capacidade de receber até 180 pessoas. As acomodações foram reformadas pelos americanos, que usaram o local na Olimpíada Rio 2016. Em janeiro, o Bangu realizou sua pré-temporada no local.


Fonte: GE/Por Felippe Costa e Marcelo Baltar, Rio de Janeiro