sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Em apresentação descontraída, Jonas chega e minimiza passagem no Vasco


Ao lado de Antônio Lopes, que brincou com o último gol feito contra o Botafogo, lateral diz que problemas internos em São Januário atrapalharam seu rendimento



O Botafogo apresentou na tarde desta sexta-feira, em Domingos Martins, Espírito Santo, mais um reforço para a temporada de 2017 e o momento foi marcado pela descontratação. Contratado junto ao América-MG, o lateral-direito Jonas, de 29 anos, recebeu a camisa do clube pelas mãos de Antônio Lopes, diretor de Futebol, que lembrou em tom de brincadeira da última derrota do Alvinegro para a equipe mineira, justamente com um gol do lateral, e que, mesmo assim, o lance não impediu sua chegada. O comentário arrancou gargalhada dos presentes na coletiva.

Jonas com a camisa oficial do Botafogo, em Domingos Martins, Espírito Santo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Com uma passagem apagada pelo Vasco (segundo ele por problemas internos), Jonas agradeceu a Antônio Lopes, seu ex-treinador no Vitória, a oportunidade de voltar ao Rio de Janeiro. Já treinando com o grupo, o lateral se mostrou entusiasmado com a temporada.


- A expectativa é que possamos começar o ano como terminamos ano passado. O Botafogo é uma grande equipe pelo projeto que tem. Só tenho a agradecer ao Lopes (Antônio Lopes) que confiou em mim. Pela oportunidade de já ter trabalhado com ele facilitou minha vinda.


Disputa com Luis Ricardo

- Espero que se recupere o mais rápido possível para que a gente tenha uma briga sadia. Começo de titular, mas infelizmente devido a essa situação do Luis Ricardo. Vou procurar aprimorar o ritmo para ver se a gente pode ir bem na lateral.


Libertadores


- Temos bastante gringos no elenco e eles vão ensinar a catimba (risos). Mas com as contratações e os jogadores que permaneceram do ano passado, tenho certeza que podemos fazer um grande ano.


Amistoso de sábado


- Vamos aproveitar para tentar fazer o que o Jair Ventura vem pedindo nos treinamentos, principalmente as compactações em campo. Claro que não tem como sair 100%, mas vamos tentar. Cada jogador tem sua característica.


Jogador polivantente

- Antes de chegar, o Jair disse que eu poderia atuar em outras posições. Como o Lopes disse, no Vitória joguei de lateral, volante e zagueiro. Quero mesmo estar em campo.


Dispensa no Vasco

- Isso faz cinco anos atrás. Joguem bem os cinco primeiros jogos, mas depois aconteceram coisas lá dentro que não vem ao caso falar aqui. Isso atrapalhou dentro de campo também. Eu sei o que foi.


Fonte: GE/Por Felippe Costa e Thiago Lima/Domingos Martins, ES

Sem Camilo e João Paulo, Botafogo treina com Rodrigo Pimpão e Lindoso


Convocado para a Seleção Brasileira, camisa 10 ficou entre os reservas no trabalho tático e não deve jogar no domingo. Meia que veio do Santa Cruz tem dores musculares


Camilo não deverá jogar o amistoso, já que foi convocado para a Seleção (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
O Botafogo voltou a fazer um trabalho tático na pré-temporada. Desta vez, com novidades consideráveis: o meia Camilo, convocado para o amistoso da Seleção Brasileira, treinou entre os reservas, numa indicação de que ele não vai disputar o amistoso deste domingo, contra o Rio Branco. O também meia João Paulo foi outro a não ir a campo, com dores musculares.

Camilo foi substituído por Rodrigo Pimpão, enquanto Rodrigo Lindoso entrou na vaga de João. O técnico Jair Ventura chegou a utilizar um quadro para orientar a movimentação que queria para os titulares e o trabalho começou sem reservas. Em três quartos do campo, os suplentes foram introduzidos aos poucos na atividade.

Com as alterações, o time passou do 4-3-2-1 para o 4-4-2 com meio-campo em losango, obedecendo à orientação do quadro do treinador. Jair orientou jogadas a partir até de arremessos laterais.

Os titulares começaram com Gatito Fernández, Jonas, Renan Fonseca, Emerson Silva e Victor Luís; Airton, Bruno Silva, Rodrigo Lindoso e Montillo; Rodrigo Pimpão e Roger. No decorrer do trabalho, Matheus Fernandes, Sassá e Renan Gorne entraram nas respectivas vagas de Airton, Rodrigo Pimpão e Roger.


Fonte: Lancenet/Felippe Rocha/Enviado especial a Domingos Martins (ES)

Guilherme já começa a treinar com o Botafogo no ES, e Carli inicia transição


Atacante chega de madrugada a Domingos Martins, é apresentado aos companheiros e aparece em campo para corridas. Zagueiro se recupera de contratura na panturrilha



O Botafogo já está reforçado em Domingos Martins (ES). O recém-contratado atacante Guilherme chegou ao Hotel Fazenda China Park no início da madrugada desta sexta-feira e não quis saber de descanso. Logo pela manhã, o jogador de 21 anos foi apresentado aos novos companheiros e apareceu em campo para corridas ao redor do gramado. Outro reforço já anunciado, o atacante camaronês Joel, ex-Santos e Cruzeiro, chegará à noite. 

Sem descanso, Guilherme chegou na madrugada e já começou a treinar de manhã (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Outra novidade do dia foi a presença de Carli no gramado. Depois de uma semana sem treinar, o zagueiro argentino se recuperou de uma contratura muscular na panturrilha esquerda e iniciou o trabalho de transição em campo com o auxiliar Emílio Faro. Porém, ele não deve jogar o amistoso domingo contra o Rio Branco no Kleber Andrade, em Cariacica.

Carli se recuperou de dor na panturrilha esquerda e iniciou a transição em campo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

O treino da manhã desta sexta foi só físico, assim como na véspera. Os jogadores fizeram trabalhos na academia e circuitos em campo sob o comando do preparador Ednilson Sena. O elenco volta a treinar na parte da tarde, quando o técnico Jair Ventura deve esboçar o time pensando no amistoso de domingo. O Alvinegro seguirá no CT até a próxima terça-feira.

Fonte: GE/Por Felippe Costa e Thiago Lima/Domingos Martins, ES

E agora, Jair? Chegadas de Guilherme e Joel abrem leque de opções no Bota


Atacantes velozes e habilidosos se juntam a Pimpão para suprir principal carência do elenco alvinegro e dão ao treinador opções para a formação do time: veja alternativas



As contratações de Guilherme e Joel devem dar uma nova cara ao Botafogo. A chegada dos atacantes de lado tão solicitados pela comissão técnica abre um novo leque de opções para o treinador. E agora, Jair? Como armar o Botafogo com tantas opções ofensivas?

Antes carente com saída de Neilton, Bota passa a ter três atacantes de lado: Pimpão, Joel e Guilherme (Foto:Infoesporte)

A tendência é que, ao menos nos primeiros jogos da temporada, o esquema 4-3-2-1 seja mantido. É assim que o treinador vem trabalhando com a formação há quase dez dias. O acerto com Joel, no entanto, pode fazer com que o comandante abra mão de um dos três volantes para dar mais ofensividade ao Botafogo.


Canhoto, 23 anos, veloz e com faro de gols, o camaronês pode ser o atacante de lado tão buscado pela diretoria. Foi desta forma que viveu seus melhores momentos no futebol brasileiro, com as camisas de Londrina e Coritiba. Joel, entretanto, também pode atuar centralizado.

Pelo menos aí preenchemos (carência no ataque). O Guilherme é de lado mesmo. O Joel pode jogar de referência e de lado também, ele ocupa as duas funções. Mas vamos ver, se conseguir outros também a gente pode contratar"
Antônio Lopes, gerente de futebol alvinegro


– Joel chegou ao Cruzeiro sendo uma das sensações do Londrina, mas não conseguiu se adaptar bem ao time, assim como a maioria dos contratados naquele período. Ele teve poucas chances e acabou sendo emprestado. Pode atuar dos dois jeitos, mas no Cruzeiro, nas poucas chances que teve, atuou mais centralizado, sem muito sucesso. No Londrina, por exemplo, atuava mais pelos lados e se deu melhor – analisou Gabriel Duarte, repórter do GloboEsporte.com em Belo Horizonte.


O Botafogo ainda busca um zagueiro, tem tratativas por Paulão, do Internacional, mas com as contratações de Guilherme e Joel acabou com as necessidades do ataque, até então setor mais carente do elenco. Novas contratações, no entanto, não estão descartadas.


– Pelo menos aí preenchemos (carência no ataque). O Guilherme é de lado mesmo. O Joel pode jogar de referência e de lado também, ele ocupa as duas funções. Mas vamos ver, se conseguir outros também a gente pode contratar – disse o gerente Antônio Lopes.

01

4-3-2-1: CAMILO + MONTILLO + ROGER
Formação mantém tática dos três volantes e dá liberdade para Montillo e Camilo criarem jogadas (Foto: Info Esporte)

A formação que vem sendo usada nos treinos sai na frente para começar a temporada. Nesse caso, o esquema com três volantes – sucesso em 2016 – seria mantido, com João Paulo no lugar de Lindoso. Mas à frente, Montillo (esquerda) e Camilo (direita) se movimentam com liberdade e se aproximam de Roger para municiá-lo.

02

4-4-2: CAMILO + MONTILLO + JOEL (PIMPÃO) + ROGER
Formação abriria mão dos três volantes, obrigaria Camilo a marcar e daria companhia a Roger (Foto: Info Esporte)

Caso opte por um segundo atacante, Jair deve sacar um volante do time. Bruno Silva e João Paulo seriam os principais candidatos, já que Airton é o principal homem da marcação. Nesse caso, Joel é o favorito para figurar ao lado de Roger, com Montillo e Camilo vindo de trás, como típicos meias. Outros nomes, no entanto, correm por fora: Rodrigo Pimpão, Sassá, Guilherme...

03

4-3-3: MONTILLO (CAMILO) + JOEL (PIMPÃO) + SASSÁ (GUILHERME) + ROGER
Formação colocaria o time para frente, sacrificando uma das estrelas do elenco: Montillo ou Camilo (Foto: Info Esporte)

Uma formação mais ofensiva também é opção, especialmente no decorrer dos jogos, quando o Botafogo estiver atrás no placar. Agora, com boas opções no ataque, Jair Ventura pode recorrer ao 4-3-3, esquema que usou em alguns jogos no último Campeonato Brasileiro. Nesse caso, o treinador pode ter de sacrificar uma das estrelas do elenco: Montillo ou Camilo. 


Fonte: GE/Por Felippe Costa, Marcelo Baltar e Thiago Lima/Rio de Janeiro e Domingos Martins, ES