terça-feira, 18 de outubro de 2016

Cruzeiro negocia para ter lateral Diogo Barbosa, do Botafogo, em 2017


Jogador tem contrato com o clube carioca até dezembro, mas conversas por renovação não avançaram. Outro interessado, São Paulo recuou por conta da Raposa




Diogo Barbosa pode defender o Cruzeiro na
 próxima temporada (Foto: André Durão)
Ainda faltam sete rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, mas alguns clubes já se movimentam para a temporada de 2017. O Cruzeiro, por exemplo, negocia com o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, do Botafogo. A Raposa não confirma e nem descarta a negociação, oficialmente o clube só vai se manifestar sobre contratações no final da temporada.


Um dos destaques do clube carioca, Diogo Barbosa tem contrato com o Botafogo até dezembro. O Alvinegro já procurou os representantes do lateral, mas não houve acerto até o momento. A diretoria carioca já não vê a renovação com muito otimismo. Uma eventual saída de Diogo pode ser um problema para Jair Ventura, uma vez que o Palmeiras já solicitou o retorno de Victor Luís ao fim do empréstimo.

Diogo Barbosa tem 50% dos direitos econômicos atrelados ao Coimbra Esporte Clubes-MG (parceiro do banco BMG) e outros 50% a uma empresa particular. O empresário Edson Favarin disse desconhecer o interesse do Cruzeiro, mas deixou em aberto o futuro de Diogo.


– O jogador pelo potencial que tem, pelo campeonato que fez na primeira parte do ano e agora no Brasileiro, evidentemente é interessante para todo mundo. Existem especulações, mas nada definido. A primeira opção continua sendo o Botafogo, mas não depende de nós, procurador e jogador. Tem o Coimbra, qualquer clube interessado tem que entrar em entendimento com eles. Neste momento estou aguardando eles se acertarem para sentar e ver a parte do jogador. A vontade do jogador tem que prevalecer, vamos ver o que é melhor para ele. Antes de definir qualquer coisa, há um respeito muito grande pelo Botafogo e vamos nos manifestar no tempo certo – disse o agente.


Após passagem no ano passado pelo Goiás, Diogo chegou ao Botafogo em janeiro e logo conquistou a titularidade. Ele foi eleito o melhor lateral do Campeonato Carioca e manteve o nível no Brasileiro. Diogo também despertou interesse do São Paulo, mas o clube obteve informações de que as conversas entre o atleta e o Cruzeiro estão avançadas. Por isso, o Tricolor recuou, por ora, pois não pretende atravessar a negociação.


Além de lateral, Diogo vinha tendo um bom desempenho atuando avançado no meio de campo. Foi assim que ele marcou contra o Corinthians, no jogo em que torceu o tornozelo. No departamento médico, Diogo deve voltar ao time do Botafogo nas últimas rodadas do Brasileirão.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar, Marcelo Hazan, Marco Astoni e Thiago LimaBelo Horizonte , Rio de Janeiro e São Paulo

Botafogo resolve pendências e tem dinheiro do patrocínio da Caixa liberado





GAZETA PRESS
Dudu Cearense comemora seu gol pelo Botafogo: dinheiro da Caixa liberado

Bom momento dentro e fora de campo para o Botafogo.

Em um surpreendente quinto lugar no Campeonato Brasileiro e na briga por uma vaga na próxima Libertadores, o time alvinegro conseguiu mais um alívio para suas contas: nesta terça-feira, saiu no Diário Oficial da União o contrato de patrocínio com a Caixa Econômica Federal.

O banco estatal dará R$ 1,4 milhão neste ano, e a renovação automática para 2017 garantirá ao clube de General Severiano mais R$ 12 milhões.

O acordo aconteceu em setembro passado, mas o Botafogo ainda tinha duas Certidões Negativas de Débito (CND) pendentes que impediam o repasse da verba.

Dessa forma, a equipe carioca se torna mais uma a ter a Caixa como patrocinadora - os outros são Corinthians, Atlético-PR, Figueirense (desde 2012); Chapecoense, Vitória, Flamengo, Coritiba, Vasco (desde 2013); Sport, CRB (desde 2014), Goiás, Cruzeiro, Atlético-MG, Bahia, Paysandu, Atlético-GO, Náutico, Avaí e Fluminense (neste ano).

O Botafogo estava sem um patrocínio master havia dois anos com a saída da Viton 44. A Caixa já estampa sua marca na camisa, e agora o dinheiro irá ao clube.

Depois de anos de penúria financeira, o time alvinegro vai se reerguendo com a atual gestão, e o reflexo acontece no campo.


Fonte: ESPN.com.br