quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Botafogo aceita pagar o Bragantino à vista e acerta compra de Alemão


Alvinegro manifesta intenção de pagamento dentro do prazo e tem 30 dias para quitar R$ 600 mil e obter 70% dos direitos econômicos. Lateral-direito assinará por três anos


Titular de Jair, Alemão assinará contrato de
 três anos com o Botafogo
(Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
De volta à Libertadores, o Botafogo anda se movimentando bastante nesta reta final do ano e já contratou seis reforços. Nesta quarta-feira, foi a vez de garantir alguém que já estava no elenco: Alemão. Mesmo após buscar outro lateral-direito no mercado, a diretoria manifestou dentro do prazo, que iria até sábado, a intenção de comprar os 70% dos direitos econômicos do ala por R$ 600 mil. O Alvinegro aceitou pagar o valor à vista, que era exigência do Bragantino, e comunicou ao clube e à "Elenko Sports", empresa que administra a carreira do jogador. Agora, ele passa a ter 30 dias para quitar o compromisso assumido.


Alemão foi contratado às pressas durante o segundo turno do Campeonato Brasileiro após a lesão de Luis Ricardo. O lateral disputou apenas 10 jogos pelo Botafogo, todos como titular, deu duas assistências e tirou a desconfiança da torcida. Valorizado, o ala virou alvo de Fluminense e Internacional durante o imbróglio com o Bragantino. O Alvinegro carioca em um primeiro momento ofereceu um valor abaixo do estipulado em contrato, o que não foi aceito. Depois, propôs um pagamento parcelado do valor, que também foi descartado pelos paulistas.


Com a contratação de Jonas na última terça, o Botafogo passa a ter cinco laterais para a posição: Alemão, Luis Ricardo, Jonas, Marcinho e Diego, que será emprestado. Ao todo, o Alvinegro já contratou seis reforços para a equipe em 2017: Montillo, Roger, Gatito Fernández, João Paulo, Gilson e Jonas, além de ter renovado com Emerson Silva e Igor Rabello. Outro jogador que o clube tenta prorrogar o vínculo é Victor Luis, emprestado pelo Palmeiras.

Fonte: GE/Por Edgard Maciel de Sá e Thiago Lima/Rio de Janeiro