quarta-feira, 14 de junho de 2017

Botafogo abre boa vantagem, mas cede empate para o Vitória no Barradão


Alvinegro sai na frente com dois gols de Bruno Silva, mas Leão baiano se recupera na etapa final, no Barradão. Resultado não é bom para as equipes




Não dá para reclamar de falta de emoção no Barradão. Na noite desta quarta-feira, Vitória e Botafogo por 2 a 2, em jogo de dois tempos distintos. Fora de casa, o time carioca abriu 2 a 0 no primeiro tempo, com gols Bruno Silva. Na etapa final, o Vitória se recuperou com Gabriel Xavier e Kieza. Apesar do bom jogo, o resultado não foi bom para ninguém.


O empate não alterou muito a situação dos dois clubes no Brasileiro. O Vitória, com cinco pontos, segue na zona de rebaixamento. A equipe volta a campo na próxima segunda, quando visita o Sport, no Recife. O Botafogo, por sua vez, se mantém na zona intermediária, com 9 pontos. No domingo, o Alvinegro volta a jogar fora e enfrenta a Chapecoense, na Arena Condá.



Botafogo x Vitória (Foto: MARCELO MALAQUIAS/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO)


O jogo

O primeiro lance da partida importante deu a falsa impressão de que o Vitória tomaria as rédeas da partida. Logo aos dois minutos, David se livrou de dois marcadores e carimbou a trave. Foi tudo o que a equipe baiana fez na etapa inicial. Sonolento, o time de Alexandre Gallo errou muito, deixou o Botafogo gostar da partida e pagou caro. Aos 29, quando o Alvinegro já era melhor, Pimpão descolou lindo lançamento e achou Bruno Silva livre na área. O volante tocou na saída do goleiro: 1 a 0. Apesar da vantagem, a equipe de Jair continuou melhor. Kanu salvou em cima da linha o chute de Pimpão. Aos 41, porém, o Botafogo ampliou. Fernando Miguel deu rebote em chute de João Paulo, e Bruno Silva marcou de cabeça.


A segunda etapa começou a primeira: com o Vitória no ataque. Desta vez, porém, a equipe baiana foi eficiente. Aos 4, David passou fácil por Arnaldo e achou Gabriel Xavier livre para marcar: 2 a 1. Esperava-se que, jogando em casa, o Rubro-Negro partisse para cima. Foi o Botafogo, porém, que teve as melhores chances em seguida. Roger, João Paulo e Pimpão tiveram ótimas chances. E justamente quando a equipe carioca era melhor, o Vitória empatou com Kieza. Os 15 minutos finais foram eletrizantes, os dois times tiveram chances claras, Patric quase marcou um golaço, mas, no fim, persistiu o empate. Belo jogo no Barradão, mas ninguém comemorou o resultado.


Fonte: GE/Por GloboEsporte.com, Salvador

Jair vê descuido do Bota: "Combinamos tanto de tomar cuidado nos 15min iniciais"


Após abrir 2 a 0 sobre o Vitória no Barradão e ceder o empate, técnico alvinegro lamenta queda de rendimento na etapa final e chance desperdiçada de voltar a vencer




Melhores momentos: Vitória 2 x 2 Botafogo pela 7ª rodada do Brasileirão

O Botafogo teve a faca e o queijo na mão para encerrar o jejum e voltar a vencer depois de quatro jogos. Mas após abrir 2 a 0 no Barradão, cedeu o empate para o Vitória no segundo tempo e teve que amargar um placar com sabor de derrota (veja os melhores momentos no vídeo acima). Depois da partida, Jair Ventura lamentou principalmente a desatenção do time, contando que cobrou cuidado extra nos primeiros 15 minutos na volta do intervalo.


- Tivemos um primeiro tempo muito bom, criamos bastantes chances e acabamos conseguindo só dois gols. No segundo, o fator casa. O Vitória jogando aqui é muito forte, vem de uma vitória importante sobre uma equipe superqualificada que é o Atlético-MG. Combinamos tanto de tomar cuidado nos 15 minutos iniciais, é uma máxima no futebol, sabia que existiria a pressão. E acabamos tomando um gol muito cedo, com quatro minutos. A equipe deles cresceu, depois ainda criamos as melhores oportunidades, mas não fizemos o terceiro. O Vitória lutou muito com o fator casa e conseguiu o empate - analisou o treinador.



Jair Ventura Sport x Botafogo Copa do Brasil (Foto: Antônio Carneiro / Pernambuco Press)


Após mais um empate, o Botafogo chegou a nove pontos, mas se mantém na zona intermediária da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O time retorna ao Rio de Janeiro na tarde desta quinta-feira e vai direto para um trabalho regenerativo no Nilton Santos. A equipe volta a campo no domingo, quando enfrenta a Chapecoense, às 16h (de Brasília), na Arena Condá.


Confira outros trechos da entrevista:

APRENDIZADO
A gente já sabe a lição, conversamos. Ser um pouco mais cirúrgico nas oportunidades que tivemos. Não foi falta de atenção. Temos um adversário também. Jogando em casa, perdendo por 2 a 0, foi para cima. Então foi isso que aconteceu. Vejo mais o mérito da equipe do Vitória, não demérito nosso. O Vitória soube jogar com a força da torcida, dentro de casa, conseguiu buscar o empate. O Botafogo não se acomodou com o placar. Era meu medo, mas não. Fomos para cima, criamos oportunidade, jogo ficou aberto, tudo poderia acontecer. O Vitória conseguiu o empate.


JEJUM DE VITÓRIAS
Não pesa. A gente tem a performance. O time vem jogando bem, o pior é quando não cria. Tivemos 16 chances de gol hoje. É muita coisa, mesmo jogando fora. A gente sabe que logo logo a vitória vai voltar. A gente está no caminho certo. Quando se trabalha com performance, ela não é motivo de desculpa. Lógico que todo mundo quer vencer. Mas quando não vence e está perfomando, a gente sabe que essa vitória vai aparecer.


RESULTADO AMARGO?
Você vem para cá e consegue um empate, não é uma situação ruim. Estávamos jogando fora de casa. Mas nas circunstâncias do jogo, ganhando de 2 a 0, não fico chateado com a performance da equipe, gostei da performance. Não temos que dar demérito para nossa equipe, mérito do adversário que buscou o gol. O Botafogo não fez nada de errado. O Vitória que teve força para buscar o empate.


NACIONAL-URU NA LIBERTADORESMais um campeão. Enfrentamos só campeões, na Pré-Libertadores, na fase de grupos também. Quando se chega a uma fase decisiva como essa não se pode escolher adversário. Voltar lá atrás o que fizemos desde janeiro na Pré-Libertadores, ser muito competitivo jogando fora e fazer o dever de casa para conseguir a classificação.


RECEITA NA LIBERTADORES
Nós acabamos perdendo apenas um jogo em casa. Na Pré-Libertadores vencemos todos em casa e empatamos fora. Tivemos uma derrota, mas que dava a classificação para a gente. É equilibrar essa situação, jogar bem fora de casa também e fazer o dever de casa, que é importantíssimo. Como definimos em casa, vamos para a nossa casa sabendo do resultado. É fazer um grande jogo fora e conseguir a classificação.


ANSIEDADE

Conseguimos fazer isso bem no início do ano, poupando alguns jogadores por conta de indicadores, para não perder ninguém por lesão, não pode correr esse risco. Mas Campeonato Brasileiro não te dá esse luxo de entrar com time todo alternativo. Vamos jogo a jogo, cada jogo é uma final, todas as competições, temos a Copa do Brasil também. Vamos jogo a jogo e tentar levar o Botafogo o máximo dentro de todas as competições.


BRUNO SILVAConverso muito com o Bruno, tem esse potencial de chegar na área, muito forte fisicamente. Cansou no segundo tempo e pediu para sair, é que ele vai para a área toda hora. Então é complicado. Tem que extrair o máximo de todos os jogadores, vejo esse potencial no Bruno. Por vezes eu ainda coloco ele como primeiro volante, quando preciso do resultado, coloco meias nos lugares dos meus médios. Ele tem total liberdade para ser esse homem surpresa, estar na área, faz isso com a gente desde o ano passado. Deixa de ser uma arma surpresa, mas é um jogador importantíssimo dentro do elenco.


Fonte: GE/Por Thiago Pereira, Salvador

Rodada#7: tudo o que você precisa saber sobre Vitória x Botafogo


Equipes se enfrentam às 19h30 desta quarta-feira, no Barradão. Rubro-Negro tenta confirmar recuperação, enquanto Alvinegro busca encerrar série sem triunfos




Apresentação Vitória x Botafogo (Foto: Infoesporte)


Vitória e Botafogo se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Barradão, em Salvador, pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mandante, o Rubro-Negro tenta emplacar o segundo triunfo consecutivo para sair da zona de rebaixamento. Atualmente, o time treinado por Alexandre Gallo ocupa a 18ª posição, com quatro pontos. O Alvinegro, por sua vez, acumula três partidas sem triunfos e busca encerrar o jejum para voltar a se aproximar das primeiras colocações. A equipe de Jair Ventura aparece na 12ª posição, com oito pontos.


Transmissão: SporTV menos BA e Premiere (com Eduardo Moreno e Raphael Rezende)



(Foto: Infografia )

Vitória – Técnico Alexandre Gallo

O técnico Alexandre Gallo tem um problema para a partida desta quarta-feira. Capitão do time e considerado um dos destaques individuais do Vitória desde a última temporada, o volante Willian Farias cumpre suspensão pelo acumulo de cartões amarelos e não encara o Botafogo. Recém-chegado, Fillipe Soutto deve fazer a estreia com a camisa rubro-negra. A tendência é que o Leão entre em campo com Fernando Miguel; Patric, Kanu, Fred e Thallyson; Fillipe Soutto; Uillian Correia e Gabriel Xavier; Neilton, David e Kieza.


Quem está fora: Willian Farias e Paulinho, suspensos pelo terceiro amarelo, Bruno Ramires e José Welison, que se recuperam de cirurgias.


Pendurados: Fred e David



(Foto: GloboEsporte.com)


Botafogo - Técnico Jair Ventura

Depois do empate em casa em 2 a 2 com o Coritiba, o Botafogo tenta se reabilitar no Campeonato Brasileiro e, para isso, busca sua primeira vitória fora de casa na competição, já que perdeu na estreia para o Grêmio e depois para o Santos. Para esse jogo, o técnico Jair Ventura ainda não terá Camilo, que se recupera de dores no ombro. Por outro lado, o comandante poderá contar com os retornos de Victor Luis e Emerson Silva. Os dois voltam de lesão.


Tirando a entrada de Victor Luis, o Botafogo deve ser o mesmo da última rodada com: Gatito; Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luis; Lindoso, Matheus Fernandes, Bruno Silva e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger.


Quem está fora: Camilo (lesionado), Airton, Jonas e Marcinho (todos se recuperam de cirurgias). O goleiro Jefferson já está liberado, mas ainda permanece fora da lista.



Provável escalação do Botafogo (Foto: GloboEsporte.com)



(Foto: Infografia )


Anderson Daronco apita a partida, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior.


Fonte: GE/Por GloboEsporte.com, Salvador