terça-feira, 9 de maio de 2017

Victor Luis já enfrentou Arnaldo pelo Palmeiras e avisa: "Rápido para caramba"



Lateral-esquerdo lembra duelo com ex-Ituano, reforço do Botafogo para o Campeonato Brasileiro, e respalda contratação: "Vai nos ajudar muito"





Victor Luis foi escalado na coletiva após a Lua de Mel na folga (Foto: Twitter oficial do Botafogo)



Primeiro reforço do Botafogo para o Campeonato Brasileiro, Arnaldo já vai chegar com suas credenciais conhecidas no elenco. Nos tempos de Palmeiras, Victor Luis já enfrentou o lateral-direito de 25 anos, que só em São Paulo defendeu cinco clubes: Ituano, Novorizontino, Portuguesa, Penapolense e Mirassol. Em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira, o ala-esquerdo lembra o duelo com o futuro companheiro para enaltecer sua velocidade e respaldar a contratação. Questionado se foi difícil marcá-lo, respondeu:


– Pô, jogador rápido para caramba. Chegamos a jogar contra, é um lateral que vai nos ajudar muito. Creio que com a experiência dele, pelo tipo de jogar que ele é, chegará para somar. Tem tudo para dar certo. Espero que possa colher bons frutos aqui no Botafogo – elogiou.


Confira outros trechos da entrevista coletiva:


ESTREIA NO BRASILEIRO

A equipe está bem focada em todos os campeonatos, estamos entrando para ir o mais longe possível. Agora com início do Brasileiro queremos começar bem. Vai ser uma grande estreia. Acreditar em nós sempre vamos. O que vem de fora, as críticas são construtivas, pois sabemos onde podemos chegar. Independentemente de crítica ou elogio, estamos focados.


JOGO CONTRA O GRÊMIO
Sempre foi uma equipe difícil de enfrentar. Sabemos como eles se portam lá dentro, então o Jair vai preparar a melhor estratégia. Temos tudo para fazermos um bom jogo e sair com a vitória.


AVALIAÇÃO DO ELENCO

Minha avaliação não só pro Brasileiro, mas para o ano é positiva. Minha opinião é que nós temos um grupo muito bom, que conhece um ao outro, sabe como tem que ser jogado. Nosso grupo é de operários mesmo, quem vem entrando tem a mesma dedicação nos jogos. Mas não podemos descartar que chegando peças novas elas podem ajudar a equipe para o ano. Se for para chegar jogadores com o mesmo pensamento, vão ser muito bem recebidos, como foi o Arnaldo agora.


BRIGA NO BRASILEIRO

Está cedo para falar, não fizemos nem o primeiro jogo ainda. Mas sabemos que se deixar para depois vai ficando cada vez mais complicado. É entrar ligado para construir uma gordura para o fim do campeonato.


DISPUTA SASSÁ X ROGER

Natural, em toda equipe vai ter. Disputa saudável, é normal jogador querer jogar todos os jogos, não só ali na frente, em todos os setores.


PARTE TÁTICA IDEAL
Cada jogo tem a sua estratégia. O que ele falar, temos que fazer dentro de campo. Ele que vai saber o que é melhor para todos nós. Sempre fomos uma equipe que correu atrás até o fim para conseguir bons resultados. Sabemos da nossa capacidade na parte física, ela pode ajudar muito durante os jogos.


BRASILEIRO X COPA DO BRASIL X LIBERTADORES
Quem for jogar sabe o que tem que ser feito e fazer o que o professor quer. Quem ele escolher para começar a partida vai ser com total apoio de toda a equipe e parte externa de campo.


MARCELO (REAL MADRID) NO BOTAFOGO?
Iria ser uma honra ter um cara do porte dele aqui. Lateral que qualquer um do Brasil se espelha. Quando se for falar de Marcelo tem que rasgar elogios para ele. E pelo que parece é extremamente humilde, carismático, que todos gostam de estar perto.


LUA DE MEL NO FIM DE SEMANA

Bem demais, cara. A verdadeira lua de mel foi aqui com o time, né? Mas muito bom, fim de semana foi bom pra dar uma descansada. Ficamos aqui no Rio mesmo. Minha mulher está grávida, então estamos evitando um pouco de viajar. Mas aproveitamos. E voltamos com força total. A equipe está bem disposta, clima muito bom, ambiente muito tranquilo. Vamos levar isso paro nosso ano agora, esse espírito.


Fonte: GE/Por Thiago Lima, Rio de Janeiro

Com elenco inchado, Botafogo negocia para esvaziar grupo 2


Diretoria alvinegra tem encaminhada situações de empréstimos e rescisões com trio que não faz parte dos planos de Jair Ventura: Andreazzi, Dierson e Marquinho





Com 42 jogadores no plantel, incluindo os três da base que subiram provisoriamente para o profissional – Fernando Wenderson e Igor Cássio –, além dos jogadores no departamento médico, o Botafogo tenta reduzir o elenco e, consequentemente, sua folha salarial. A começar pelo grupo 2, dos atletas que não fazem parte dos planos da comissão técnica de Jair Ventura: os volantes Andreazzi e Dierson e o meia Marquinho. A diretoria busca negociá-los e já tem situações adiantadas com cada um deles.



Andreazzi ao lado de Pachu no lançamento dos novos uniformes (Foto:VitorSilva/SSPress/Botafogo)


Dierson postou foto na última segunda embarcando para
 a Europa (Foto: Reprodução)


Sem jogar desde 2015, Andreazzi vem treinando diariamente no Estádio Nilton Santos em horários alternativos, no período oposto às atividades do elenco, e no último sábado serviu até de modelo no lançamento dos novos uniformes do clube. Após uma rápida passagem em 2016 pela Cabofriense, onde teve uma grave lesão no joelho e por isso sequer estreou, o volante agora negocia um empréstimo com o Tupi, de Minas Gerais, para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro que se inicia sábado. Aos 23 anos, ele tem contrato no Botafogo até dezembro.

Dierson, por sua vez, vinha sendo usado no ano passado, mas nesta temporada perdeu espaço e acabou emprestado ao Macaé para o estadual. Porém, não agradou por lá e rescindiu o contrato ainda em março, retornando ao Botafogo e fazendo companhia a Andreazzi nos treinos separados do grupo. Agora, o volante será cedido de novo, só que desta vez para outro país. Aos 22 anos, ele está sendo negociado com um clube da Segundona da Dinamarca e até postou foto na segunda-feira embarcando para a Europa. Seu vínculo no Alvinegro vai até dezembro.



Após fim do empréstimo ao Macaé, Marquinho sequer vem treinando no Botafogo (Foto: Divulgação)


Do trio, Marquinho é o único do grupo 2 que vem mantendo a forma fora do clube e não participa do treinamento com Andreazzi e Dierson. Diferentemente dos outros dois afastados, que são crias da base, o meia foi contratado pelo Botafogo no ano passado, mas ficou menos de dois meses no clube. Foi emprestado para o Atlético-GO na Série B do Campeonato Brasileiro do ano passado e para o Macaé no último Carioca. Agora, negocia outro empréstimo, mas não está descartada até mesmo a rescisão de contrato. Seu vínculo também acaba em dezembro.



Fonte: GE/Por Chandy Teixeira, Felippe Costa e Thiago Lima, Rio de Janeiro