quarta-feira, 19 de julho de 2017

Brenner fala de saída do Inter, prevê volta de gols e elogia Bota: "Feliz para todo mundo"


Centroavante deixa o Inter para defender o Botafogo, em negócio que envolveu a transferência de Camilo ao Colorado, com contrato por empréstimo até dezembro de 2018




Brenner não esconde a empolgação com a mudança de ares do Inter para o Botafogo. Envolvido numa troca entre os dois clubes, com a chegada de Camilo ao Colorado, o centroavante revelou expectativa com a chance de disputar a Libertadores pelo Fogão e de encerrar a má fase pessoal na temporada em solo carioca.


O centroavante fez sua última fala como atleta colorado após sua despedida do Beira-Rio, nesta terça-feira, na vitória por 1 a 0 sobre o Luverdense, pela 15ª rodada da Série B, em que permaneceu no banco de reservas. No discurso, ainda preferiu adotar o "se", mesmo com todo negócio encaminhado.


– Não venho tendo (espaço) e se caso ocorrer a minha ida para o Botafogo, claro que todo o jogador quer. O Botafogo joga Libertadores e tudo mais. Por uma série de coisas, não só por um fator. Dependendo do que vai acontecer para ficar feliz para todo mundo – disse o atleta, sem confirmar o negócio, já tratado publicamente pelos clubes.



Brenner está de saída para o Botafogo (Foto: Eduardo Deconto/GloboEsporte.com)


A mudança de ares vem a calhar para Brenner devido ao momento pessoal. O jogador até mantém o posto de artilheiro da equipe no ano, com 13 gols em 26 jogos, mas não balança as redes desde abril, quando marcou ainda pelas quartas de final do Gauchão, na vitória por 3 a 1 sobre o Cruzeiro-RS, no Beira-Rio. Não anota um gol há 14 jogos.


– O que que vou te falar. É complicado eu dar essa resposta. Eu não venho atravessando bom momento. Não só eu, como a equipe. Vem acontecendo essa falta de gols. Vai passar. Os gols vão voltar a acontecer. Tem que ter cabeça tranquila. A risada amarelada é porque, como vocês disseram, sou o artilheiro. Tenho 25, 26 jogos e 13 gols. Então não é média ruim. Cada dois jogos um gol. Não dá para se falar muito. É bola para frente. Cabeça boa – diz o jogador.



Na negociação, o jogador defenderá o Botafogo por empréstimo até dezembro de 2018, ao passo que o meia rumará ao Beira-Rio em definitivo, em troca ainda de uma dívida antiga do clube carioca pelo lateral Marcelo Cordeiro. O Fogão ficará com 50% do percentual de uma futura venda de Camilo e com 20% de uma tratativa envolvendo Brenner.


Brenner foi contratado pelo Inter ainda no ano passado, após se destacar no Gauchão pelo Juventude. O jogador teve de se recuperar de uma lesão muscular da época do Juventude e só atuou, de fato no segundo semestre, tendo poucos minutos em campo na campanha para o rebaixamento à Série B. Em 2017, o jogador iniciou a temporada como reserva, mas ganhou a confiança de Antônio Carlos Zago ao empilhar gols no primeiro semestre. Gols que, inclusive, cessaram após o estadual. Agora, busca nova vida no Botafogo.


Fonte: GE/Por Tomás Hammes, Porto Alegre

Jefferson assina renovação, e contrato com o Botafogo vai até o fim de 2018


Goleiro voltou de lesão recentemente e em tido boas atuações. Desejo do goleiro é encerrar a carreira no Alvinegro



Ídolo da torcida alvinegra, Jefferson estendeu seu vínculo por mais um ano com o Botafogo. O novo contrato, assinado na manhã desta quarta-feira, vai até o fim de 2018. Aos 34 anos, o goleiro tem o desejo de encerrar a carreira em General Severiano, onde tem 431 partidas e é ídolo da torcida.



Jefferson assinou o novo contrato nesta quarta-feira (Foto: Divulgação)


As conversas pela renovação começaram há pouco menos de um mês, após Jefferson voltar a ser relacionado. O assunto foi tratado pelo MFD, empresa que cuida da carreira de Jefferson. A ideia inicial era de um vínculo até 2019. No entanto, em comum acordo, as partes decidiram acertar por mais um ano. O salário do goleiro será mantido.


Após mais de um ano parado e duas cirurgias por conta de uma lesão no braço esquerdo, Jefferson voltou a jogar no dia 9 de julho. Ele foi destaque no empate com o Atlético-MG e defendeu até pênalti. O camisa 1 também esteve em campo na vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, na semana passada, e no triunfo por 2 a 1 diante do Sport, na última segunda.


Fonte: GE/Por Felippe Costa e Marcelo Baltar, Rio de Janeiro