sábado, 24 de junho de 2017

Após quase 10 meses, Luis Ricardo é relacionado e fica no banco contra o Avaí


Recuperado de fratura no tornozelo, lateral passa em teste no jogo-treino e está à disposição da comissão técnica para a sequência da temporada



Aos poucos o departamento médico do Botafogo vai esvaziando. Após Jefferson, agora é a vez de Luis Ricardo. O lateral será relacionado para a partida contra o Avaí e começa no banco. Ele ficou afastado por quase dez meses.


Luis Ricardo fraturou o tornozelo em 4 de setembro do ano passado, na vitória sobre o Grêmio. Desde então, passou por duas cirurgias no local. Ele voltou a treinar com bola há cerca de dois meses. Na última quinta-feira, participou de jogo-treino contra a Portuguesa-RJ, se movimentou bem, mostrou que ainda carece de ritmo de jogo, mas nada sentiu. Por isso será relacionado.



Luis Ricardo participou de jogo-treino contra a Portuguesa-RJ, na últma quinta-feira (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


Nessa semana, Jair Ventura falou sobre a expectativa de voltar a contar com o jogador.


- Estou doido para o Luis retornar. O jogo que o Luis se machucou (contra o Grêmio) foi quando dei a faixa de capitão para ele. Quando o perdemos foi aquele baque, ficou muito triste, lesão muito grave. Vamos esperar o tempo dele. Quando tiver em condições, a briga vai ser muito boa com o Arnaldo. O Luis é um cara que eu tenho amizade, e dar faixa de capitão não é para qualquer um – disse o treinador do Botafogo.


Para a partida contra o Avaí, segunda-feira, no Nilton Santos, o Botafogo não terá Carli e João Paulo suspensos. A provável escalação é Gatito, Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello, Victor Luis; Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes (Dudu Cearense), Montillo; Pimpão e Roger.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar e Felippe Costa, Rio de Janeiro

Luís Henrique rescinde com Furacão, e Botafogo vai definir futuro do atacante


Jovem não vinha sendo aproveitado no Atlético-PR e tem chance de retornar para o clube que o revelou




Sem espaço no Atlético-PR, Luís Henrique teve seu contrato rescindido com o time paranaense. O atacante de 19 anos, revelado pelo Botafogo, pode voltar ao clube carioca, equipe que deixou no fim do ano passado para acertar com o Rubro-Negro.



Luis Henrique chegou no começo do ano ao Atlético-PR e foi pouco utilizado (Foto: Monique Silva)


Parece complicado, e é. No fim do ano passado, o Botafogo perdeu Luís Henrique, que estava no fim de seu contrato, de graça para o Atlético-PR. Não houve, na época, acerto pela renovação, em novela que se arrastou por meses.


No entanto, na ocasião, para não criar empecilho, o Atlético-PR fez um acordo com o Botafogo, que manteve 35% dos direitos econômicos do atleta. Luís Henrique, em janeiro de 2017, foi apresentado no clube paranaense e assinou até o fim de 2018.


Pouco utilizado na temporada, o jogador preferiu sair do Atlético-PR. Ele não marcou gol pelo Furacão e disputou poucas partidas. Foi expulso em sua estreia, contra o Rio Branco-PR. Diante do Toledo, perdeu pênalti ao tentar cavadinha, e teve de se desculpar com a torcida. Desde 23 de abril está sem jogar, pela semifinal do Paranense. Na Libertadores, participou somente de um jogo, contra o Deportivo Capiatá.


Por contrato, ele volta ao Botafogo. O clube carioca, a princípio, não pretende contar com o atacante e estuda o que fará. Se não ficar com Luís Henrique, o jovem fica livre no mercado. Ele teria, inclusive, sondagens do futebol europeu.


Fonte: GE/Por Felippe Costa, Marcelo Baltar e Thiago Lima*, Rio de Janeiro

Encantado, Luis Roberto relata encontro com filha de Roger: "Criança iluminada"


Narrador da TV Globo descreve emoção ao falar com Giulia, deficiente visual de 11 anos, e fica feliz com repercussão: "As pessoas têm vontade de dizer que aquilo tocou"







A matéria mais acessada da última sexta-feira no GloboEsporte.com trouxe como protagonista uma criança iluminada. Foi assim que o narrador da TV Globo Luis Roberto chamou Giulia, filha de Roger, do Botafogo. Ela nasceu cega, e sentia os gols do pai apenas pela locução. Até que a reportagem teve a ideia de imprimir um gol importante do atacante - o da classificação contra o Sport pela Copa do Brasil - em quadro 3D e proporcionar uma sensação diferente para a menina de 11 anos.


> Deficiente visual, filha de Roger ganha surpresa e sente gol do pai: "Eu consegui"





Luis Roberto dá presente especial para Giulia, filha do atacante Roger do Botafogo


Para Luis, foi uma repercussão diferente da que estava acostumado.


- Fazia tempo que não via tanta gente querendo dizer algo a respeito. Claro, normalmente as pessoas comentam, teve a medalha de ouro do Brasil no vôlei, o "sabe de quem?", mas dessa vez foi diferente. Uma coisa mais lúdica, emotiva. As pessoas têm vontade de dizer que aquilo tocou. Eu realmente não esperava a repercussão, foi algo sensacional. Fomos felizes na situação toda, nada forçado, tudo espontâneo e leve. Ela é uma criança feliz, isso é muito importante ser dito. Estou encantado, emocionado.



Roger mostra o gol que marcou contra o Sport para a filha (Foto: Felippe Costa)


Ao falar sobre a produção da reportagem, o narrador lembrou que tinha um fã-clube formado por deficientes visuais, com quem trocava cartas no tempo em que trabalhava na Rádio Globo de São Paulo. Destacou a sensibilidade "absurda" que possuem, e seguiu falando sobre Giulia com alegria na voz.


- É uma menina doce, esperta, que gosta de cantar. Faz canto, e o sonho dela é participar do The Voice Kids. Eu sou todo emotivo, bem chorão. Adorei a ideia, o Roger se sentiu à vontade. A Giulia é realmente uma criança iluminada. Ainda brinquei que o próximo gol seria o "gol Giulia" e ela adorou. Acabou dando certo, como se fosse um segundo capítulo daquilo (veja abaixo a narração do gol marcado pelo camisa 9 alvinegro contra a Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro)



Gol do Botafogo! Bruno Silva recebe livre, e rola para Roger marcar, aos 28' do 1º tempo


- No dia da gravação, pegamos um engarrafamento e chorei as três horas dentro do carro - relatou - O legal é que não teve ninguém com pena. Ela não é passível de pena. As pessoas estavam tocadas pela família linda.


Luis Roberto fez questão de parabenizar toda a equipe envolvida: Fábio Índio (imagens), Alexandre Massas (apoio técnico), Marcos André (áudio), Bruna Moreira e Gabriel Melo (arte), Marco Antonio Araújo (reportagem) e Thiago Maia (edição). Neste domingo, ele estará ao vivo no estúdio do Esporte Espetacular para falar sobre a matéria. O programa começa às 9h (de Brasília).


Fonte: GE/Por Thiago Benevenutte, Rio de Janeiro