quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Pimpão, sobre falta de desculpa a Matheus Fernandes: "Cada pessoa tem um caráter"


Atacante, que se desculpou pela entrada em Berrío no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, lembra que na volta houve duas faltas duras por parte do Flamengo. Volante segue fora de combate





Pimpão voltou à sala de imprensa duas semanas após pedir desculpas a Berrío (Foto: Divulgaçãp/Botafogo)



Na última vez que apareceu na sala de imprensa do Botafogo, Pimpão se mostrou incomodado com as críticas que havia sido alvo e pediu desculpas a Berrío pela dura falta que cometeu no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, Nilton Santos. Na partida de volta, no Maracanã, Matheus Fernandes foi quem recebeu uma entrada mais forte de Cuellar, ficou com uma bola no tornozelo esquerdo e segue fora de combate.




Cuéllar dá pisão em Matheus Fernandes, aos 7 do 2º tempo


Ao retornar à sala de coletiva após o treino desta quarta-feira, Pimpão foi questionado se acreditava ter faltado uma reação como a sua por parte do rival Flamengo. O atacante citou ainda outra entrada forte, sofrida por Guilherme, e explicou que agiu na época como pensa ser o correto.


– Cada pessoa tem um caráter, um sentimento, um jeito de agir. Eu agi com o meu coração, da melhor maneira possível com meus companheiros de Botafogo e de profissão. A gente viu não somente esse lance, teve outro em cima do Guilherme também. Cada pessoa tem o seu carater de explicar o que aconteceu – argumentou.



Tornozelo de Matheus Fernandes ficou uma bola após o jogo (Foto: Arquivo Pessoal)


Guilherme ficou sem treinar de quinta a sábado da semana passada, mas se recuperou a tempo de enfrentar o Bahia no domingo, na Fonte Nova. Matheus Fernandes, por sua vez, sequer viajou com o time para continuar o tratamento no Rio de Janeiro. Seu tornozelo já desinchou bem, e o volante tem chances de voltar contra o Grêmio, dia 13, nas quartas de final da Libertadores.


Confira outros trechos da coletiva:

SEMANAS LIVRES
Tempo que a gente sempre reclamava que não tinha, então tem que aproveitar ao máximo. Consertar alguns erros que cometemos em alguns jogos, e esse tempo de folga foi bom para repor energias com a família. Importante começar a semana assim. Para chegar contra o Flamengo dia 10 e conseguir o resultado positivo.


PERDER RITMO DE JOGO?
Teremos amistosos para manter o ritmo, lá na frente vamos ver o que o Jair vai optar, se time reserva ou titular. Estamos trabalhamos firmes para chegar nos próximos jogos em alto nível.


BOA FASE PESSOAL
Quando você está feliz e gosta de um lugar onde foi bem recebido, não tem explicação maior do que demonstrar dentro de campo. Quando saí em 2015 falei que iria voltar e voltei porque tinha muita coisa ainda para conquistar aqui. Espero marcar história como a gente vem fazendo. Feliz por viver um momento assim dentro de um grande clube que é o Botafogo.


FILHO DAVI GOLEIRO?
Ele gosta de goleiro, tem uniforme do Jefferson, luvas do Gatito e Sidão. Todo jogo que jogo agora ele pede para trocar com os goleiros (risos). Em casa fico treinando ele de goleiro, é algo que não sei (risos). O futuro a Deus pertence, não vou barrar nada, ele que vai escolher.


15 MIL CHECK-INS CONTRA GRÊMIO
A gente vê os resultados na Libertadores, estádio sempre cheio e os resultados vieram. Esse apoio é muito importante, a gente entra em campo e vê a torcida, os mosaicos, isso nos empurra. Eles vêm fazendo diferença aqui no Nilton Santos. É nosso 12º jogador.



CLÁSSICO DIA 10 COM FLAMENGO
Semana que vamos trabalhar, ver o que o Jair vai optar para esse jogo. A gente não pode deixar o Brasileiro de lado. Conseguimos grande vitória fora de casa contra o Bahia, botou a gente na briga pelo G-6. Esse jogo é importante para entrar no G-6 de vez, e quanto à Libertadores é objetivo principal. Pensar jogo a jogo.


JOGO CONTRA GRÊMIO
Os dois clubes foram eliminados na Copa do Brasil, o foco virou Libertadores e Brasileiro. Essa chance real da Libertadores é tanto para eles quanto para nós. Sabemos da qualidade da equipe do Grêmio, tem hoje o futebol mais bonito do Brasileiro. É bonito de ver eles jogando. A nossa equipe também tem qualidade, mostramos isso contra o Bahia.


GRÊMIO SEM PEDRO ROCHA
Jogador que vinha se destacando no Grêmio, assim como o Luan. Mas eles têm outros jogadores de qualidade no banco que podem suprir essa ausência. Ele vive um grande momento, mas não devo falar muito da equipe deles, mas sim da nossa. Trabalhamos firmes e vamos fortes.


QUEM CORRE MAIS? PIMPÃO, BRUNO SILVA OU ARNALDO?
(Risos) Não sei, mas minha idade está chegando aos 30. Quando vim para cá para o Rio, na época do Vasco, tinha 20 e poderia dizer que corria mais que hoje. O tempo vai passando, a idade chegando, aí buscamos mais atalhos dentro de campo. Hoje acho que de nós três o Arnaldo é quem mais tem velocidade, está vivendo grande momento. Mas se colocar nós três na pista ali para correr, aí a gente vê (risos).


Fonte: GE/Por Thiago Lima, Rio de Janeiro

O ala de 33 km/h: fã de Velozes e Furiosos, Arnaldo brilha com arrancadas no Bota


Lateral-direito alia força e agilidade para virar o motorzinho do time e ganhar a disputa com Luis Ricardo pela titularidade. Última arrancada gerou o gol da vitória sobre o Bahia na Fonte Nova







Que Bruno Silva foi o autor do gol da última vitória do Botafogo, por 2 a 1 sobre o Bahia, isso todo alvinegro sabe. Que Pimpão foi o garçom do time domingo, na Fonte Nova, isso também não é novidade para ninguém. Mas o que pouca gente reparou na jogada é que ela só foi possível graças a Arnaldo. Foi o lateral-direito quem roubou a bola no campo de defesa, arrancou até o ataque e proporcionou todo o desfecho (repare no vídeo abaixo).




Arnaldo puxa contra-ataque, Pimpão cruza, e Bruno Silva marcar aos 46 do 2º tempo


– Me sinto feliz, não só pela minha atuação no jogo, mas pelos três pontos que foram importantes. Colocamos nosso ritmo, mesmo jogando fora de casa. Eu acho que a gente mostrou nosso futebol. Temos que manter esse nível para os próximos jogos. Agora é voltar ainda melhor – comemorou o ala na volta ao Rio de Janeiro, na última segunda-feira.


Mas aquela arrancada não foi a única, isso só os mais atentos e de boa memória vão lembrar. Logo nos seus primeiros jogos, no empate por 0 a 0 com o Flamengo no Raulino de Oliveira, Arnaldo fez fila e criou uma ótima chance para Roger, que parou em Muralha (veja no vídeo abaixo).





No contra-ataque, Roger chuta forte, e Muralha faz a defesa, aos 9' do 1º tempo


Já na vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio no Nilton Santos, o ala só não entrou com bola e tudo porque Paulo Victor não deixou. Ele tabelou com Brenner, fez a infiltração no meio de cinco marcadores e quase marcou um gol de placa, não fosse pelo goleiro (veja no vídeo abaixo).



Arnaldo arranca, mas Paulo Victor sai do gol para defender, aos 18' do 2º Tempo


Fã de Velozes e Furiosos – com direito à foto no cartaz do filme em suas redes sociais –, o lateral-direito não chega a ser um desses carros de cinema, mas aos 25 anos alia força e agilidade para ter explosão e ser o motorzinho desse time do Botafogo. Saem Vin Diesel e os efeitos especiais de Hollywood, ficam Arnaldo e sua velocidade na "versão brasileira" de General Severiano.


O ala já chegou a atingir aproximadamente 33 km/h quando jogava no Ituano, segundo aferição do próprio clube. Marca que o colocaria em pé de igualdade com o craque português Cristiano Ronaldo, de acordo com estudo do Pachuca, do México, avalizado pela Fifa. O mesmo levantamento aponta o galês Gareth Bale, com 36,9 km/h, como o jogador mais rápido do mundo.



Arnaldo é um dos jogadores mais rápidos do Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


Após se destacar com números mais defensivos em seus primeiros jogos, Arnaldo aos poucos parece ir se soltando e mostrando sua vocação ofensiva que lhe foi característica nos clubes onde passou. Ainda em busca de seus primeiro gol, o ala tem 17 partidas e uma assistência com a camisa alvinegra. Rendimento que o credenciou à vaga de titular na disputa com o experiente Luis Ricardo.


Fonte: GE/Por Felippe Costa e Thiago Lima, Rio de Janeiro