quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Renê Simões abre as portas para ser técnico do Botafogo: ‘Quem não quer?’





Renê Simões trabalhou no Vasco como diretor executivo em 2013 Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo

Apesar da crise financeira, das indefinições e do rebaixamento para a Série B, o Botafogo ainda consegue atrair interessados para o cargo de técnico. Nesta quinta-feira, no Rio, durante o curso “Coaching de Excelência” da psicóloga Suzy Fleury, Renê Simões abriu as portas para assumir o time alvinegro e a missão de levá-lo novamente para a elite do futebol brasileiro.

- Quem não quero dirigir o Botafogo? Time de Didi, Zagallo, Garrincha, quem não quer dirigir um clube desses? O que eu quero é estar nas quatro linhas em 2015 - afirmou, ressaltando que na temporada que voltará a ser técnico, deixando de lado a função de executivo:

- Acabei de sair do aeroporto, passei 15 dias na Europa. Cheguei hoje (quarta-feira) e não sei de nada ainda, mas quero voltar a ser técnico à beira do campo, em 2015. Eu me considero um treinador melhor hoje - garantiu.

O Botafogo confirmou esta semana a saída do técnico Vagner Mancini. Além da procura por um substituto, a diretoria alvinegra está no mercado atrás de um diretor executivo para trabalhar no lugar de Wilson Gottardo. Carlos Alberto Torres aparece com nome cotado. Anderson Barros também já foi discutido internamente. Nos últimos dias, quem foi oferecido foi Newton Drummond, ex-diretor de futebol do Internacional.

Leo Burlá
Leia mais: http://extra.globo.com