sexta-feira, 17 de abril de 2015

René admite mudanças no time e critica Fred: "O Carioca acabou pra ele”


Treinador revela que Botafogo terá “pernas frescas” no clássico, mas não confirma nomes. Sobre atacante adversário, técnico diz: “O que ele falou foi muito grave”




Montagem GE
A ausência de Fred no clássico não é motivo de comemoração para René Simões. O treinador garante que gostaria que o atacante do Fluminense estivesse em campo neste sábado, pelo segundo jogo da semifinal do Campeonato Carioca. Na opinião do técnico do Botafogo, no entanto, a suspensão de Fred é justa. O jogador foi punido pelo TJD-RJ por conta das críticas ao campeonato e à Ferj.

- Acabei de ler a biografia do Usain Bolt. No início da carreira, ele ganhou um Mundial sem a presença do Michael Johnson. Aí começaram a dizer que ele ganhou por isso, e o Bolt teve de esperar um ano para ganhar de novo. Honestamente, eu esperava que o Fred jogasse. Talvez, o Fred não goste do que eu vou falar. Ele é um jogador extra-classe, queria ele no meu time. Fui mandando embora do Fluminense na noite que ele foi apresentado pelo clube. Ele estava no camarote do Maracanã. Não tive a chance de trabalhar com ele. Mas você é responsável por tudo o que fala. O Fred pediu para acabar com o Campeonato Carioca. Então acabou o Carioca pra ele. Nós somos personalidades e somos treinados para dar entrevista. Não podemos perder a calma. O que ele falou muito grave – analisou René Simões.

Nesta sexta, René fechou o treino para a imprensa e fez mistério quanto à escalação do Botafogo para o clássico. O treinador, no entanto, confirmou mudanças na equipe.

- Vamos fazer o nono jogo em 28 dias. Temos alguns jogadores no limite. Isso está sendo levado em consideração. Precisamos de pernas novas. Vimos o que aconteceu contra o Botafogo-PB e tivemos que antecipar a concentração. Não sou muito fã de concentração, mas a decisão foi correta. As mudanças vêm em função disso. Precisamos de pernas frescas. Essa é a dica – revelou o treinador.

O desgaste, aliás, é o principal motivo para René Simões apontar o Fluminense como favorito. Enquanto o Botafogo teve um jogo complicado contra o xará paraibano, quarta-feira, pela Copa do Brasil, o Fluminense teve uma semana inteira de treinos.

- É claro (que o Fluminense é o favorito). É um time que não jogou quarta-feira, O Fluminense está com as pernas recuperadas. Vou precisar de algumas pernas frescas.

Confira os demais trechos da entrevista

Derrotas para o Fluminense
Tem alguns detalhes que conversamos hoje com os jogadores e vamos conversar amanhã também. Não cabe aqui falar nesses detalhes. No primeiro jogo, o Fluminense mandou em campo e ganhou. No segundo, não. Tivemos mais posse de bola, mais finalizações, tudo mais. Mas o Fluminense foi efetivo em duas vezes, quando erramos o posicionamento.

Presença da torcida
Acho muito legal o comportamento da torcida do Botafogo. Embora, no jogo passado, a torcida tenha me chamado de burro. Mas isso todas as torcidas fazem. Em todo clube é assim. Até no Barueri eu fui chamado de burro. Mas é legal saber que a torcida vai estar presente. É a nossa casa

Jobson
Um atacante que não faz gol está sempre pressionado (Jobson não marca há oito jogos). O Bill marcou no jogo passado e já está mais relaxado

Vídeo do Carleto
Demos arma ao adversário. Somos pessoas publicas. Participo de um grupo de whatssap da minha família. Hoje, colocaram um negocio lá, e eu pedi para retirarem imediatamente. Já conversei com o Carleto. Ele estava em uma reunião de amigos e entrou na brincadeira. Nós temos que ter cuidado. Depois que cai na rede, amigo, não tem mais controle.

Jeferson Paulista
Não está nos planos da comissão técnica

Por Marcelo Baltar e Sofia Miranda Rio de Janeiro/GE