sexta-feira, 15 de julho de 2016

Gepe escoltará torcidas, e "penetras" serão expulsos de clássico na Ilha


Com cerca de 300 policiais trabalhando no jogo entre Botafogo e Flamengo, major Silvio Luiz projeta esquema semelhante ao realizado recentemente em São Januário





Área destinada para visitantes na Arena Botafogo
(Foto: Marcelo Baltar)
Prestes a estrear logo com um clássico estadual, a Arena Botafogo tem em um esquema de segurança recém utilizado no Rio de Janeiro um modelo a ser seguido no duelo entre o Alvinegro e o Flamengo, neste sábado na Ilha do Governador. De acordo com o major Silvio Luiz, do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe), as medidas a serem tomadas assemelham-se às dos clássicos realizados neste ano em São Januário - um deles envolvendo o Rubro-Negro. Algo importante para um local que não teve teste algum em jogos de menor porte.

- Vamos fazer um esquema parecido com o que fizemos em São Januário nos três clássicos realizados no estádio. O entorno na Ilha do Governador é parecido, com uma rua exclusiva para o setor visitante e dois acessos para a torcida do Botafogo. Vamos realizar o fechamento da rua, para que os botafoguenses não se desloquem para o setor visitante. Teremos apoio na área externa e escoltaremos as torcidas organizadas das duas equipes - detalhou.

Assim, o Gepe atuará na parte interna e nos arredores do estádio. Contará com o apoio do 17º Batalhão da Polícia, que trabalhará desde áreas mais distantes. Também haverá apoio da Cavalaria e do Choque, totalizando cerca de 300 policiais envolvidos. Para Silvio Luiz, as particularidades da Arena colaboram com o policiamento.


- A Arena tem o estacionamento do setor visitante na parte de dentro do estádio, o que nos ajuda. O torcedor desembarca na parte interna e tem acesso direto às arquibancadas. Isso evita com que as torcidas fiquem do lado de fora. Diminui o risco - analisou.

Intrusos no setor mandante serão retirados do estádio

O major do Gepe também falou sobre a possibilidade de "penetras" aparecem na área destinada aos mandantes do clássico e fez questão de afirmar que não haverá remanejamento de flamenguistas que sejam flagrados no meio da torcida do Botafogo.


- É importante tocar nesse ponto. O torcedor do Flamengo que compra o ingresso no setor do Botafogo sabe que é exclusivo. E a própria torcida no estádio consegue identificar, antes mesmo de a bola rolar. Pode dar problema, não é novidade. E caso isso aconteça, o torcedor será retirado do estádio para preservar sua integridade física.


Fonte: GE/Por Thiago Benevenutte/Rio de Janeiro