sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Jair faz mistério, mas Botafogo deve ter volta de Lindoso no domingo


Recuperado de lesão, volante treina normalmente e pode ser relacionado. Alemão é regularizado e também viaja para Salvador para a partida contra o Vitória



Jair Ventura não confirmou time para
enfrentar o Vitória em Salvador
(Foto: Marcelo Baltar / GloboEsporte.com)
Será com mistério que o Botafogo viajará para Salvador. Na manhã desta sexta-feira, em General Severiano, o técnico Jair Ventura não definiu o substituto de Bruno Silva, suspenso. Como a atividade deste sábado será fechada à imprensa, a dúvida deve persistir até minutos antes da partida contra o Vitória, domingo, no Barradão.


A boa notícia ficou por conta de Rodrigo Lindoso. Recuperado de lesão muscular, o volante treinou normalmente com bola e deve ser relacionado.


- O Lindoso está voltando de lesão, mas vamos com calma. Tem chance de ser relacionado – despistou o técnico Jair Ventura.


Outra novidade pode ser o lateral-direito Alemão. Regularizado, o novo reforço viaja para Salvador e pode estrear no domingo.

Rodrigo Lindoso treinou e deve ser relacionado para a partida contra o Vitória (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
- Acho que ainda falta uma situação, mas está tudo certo. Mas vamos com calma, é uma questão boa. Estávamos com o grupo completo, perdemos o Luis Ricardo, com uma semana para conseguir outro atleta. O mercado é difícil. Dentro de todos os nomes que estudamos, o mais viável foi o Alemão. Tenho certeza que vai nos ajudar. Chega mais um companheiro para nos ajudar – elogiou Jair.


As dúvidas para a partida contra o Vitória são na lateral e no meio de campo. Recém contratado, Alemão disputa posição com Emerson, que vem jogando improvisado. No meio, se Lindoso não jogar, Gustavo Bochecha e Diérson brigam pela posição de Bruno Silva, suspenso.


O Botafogo deve ir a campo no domingo com Sidão, Emerson (Alemão), Carli, Emerson Silva, Victor Luís; Linddoso (Diérson), Dudu Cearense, Diogo Barbosa, Camilo; Neilton e Canales.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar/Rio de Janeiro