domingo, 16 de abril de 2017

Douglas decide, Fabuloso marca, e Vasco bate o Botafogo para faturar a Taça Rio


Incansável volante faz o gol nos minutos finais para arrancar o grito de campeão da torcida. Semifinais do Campeonato Carioca acontecem no próximo fim de semana



O Vasco faturou o título da Taça Rio neste domingo ao vencer o Botafogo por 2 a 0, no estádio Nilton Santos. Ainda se organizando nas mãos de Milton Mendes, o time contou com gol do incansável Douglas para levar o segundo turno do Campeonato Carioca pela décima vez.


Diante de um público de 17.969 pagantes (20.469 presentes) e renda de R$ 532.900,00, o Vasco aproveitou a superioridade numérica por 30 minutos - após a expulsão de Marcelo - para derrotar o time quase todo reserva do Botafogo, que tem grande parte do elenco já no Equador para o duelo de quinta-feira contra o Barcelona, em Guayaquil. Após Douglas abrir o placar, ainda houve tempo de Luis Fabiano fazer o primeiro dele com a camisa cruz-maltina.



Vasco campeão Taça Rio (Foto: André Durão)


Panorama

Agora, o Campeonato Carioca entra definitivamente na hora da verdade. Em jogo único, as semifinais acontecem no próximo fim de semana. O Botafogo encara o Flamengo, e o Vasco tem pela frente o Fluminense. Fla e Flu jogam pelo empate para irem à finalíssima. Antes, o Botafogo joga pela Libertadores contra o Barcelona-EQU, quinta-feira, em Guayaquil.



Confusão Botafogo x Vasco (Foto: Alexandre Durão)



Primeiro tempo

O Botafogo iniciou até de forma surpreendente, acelerando bastante o jogo e criando algumas chances. Faltou capricho para Igor Rabello e Sassá em cabeçadas que poderiam ter aberto o placar. Guilherme era boa opção pela esquerda, mas não demorou para que o Vasco se organizasse defensivamente e fosse mais intenso nos contra-ataques, com saídas rápidas de Andrezinho e Douglas, este sempre a melhor opção.


Luís Fabiano finalizou de cabeça e pé direito, mas o Vasco teve boas chances mesmo em duas cobranças de falta na entrada da área, mas não aproveitou. Na primeira, jogada ensaiada que saiu errado. Na segunda, Nenê mandou na barreira.


Rodrigo provocou o goleiro Helton Leite antes de uma bola parada e iniciou uma confusão. Leandrinho sentiu pouco depois e deixou o campo chorando muito por mais uma oportunidade de mostrar seu futebol perdida. Bruno Silva, de cabeça, ainda obrigou Martin Silva a fazer boa defesa. No fim dos primeiros 45 minutos, o placar sem gols acabou sendo justo.


Segundo tempo

Os dois times não voltaram bem para a segunda etapa, errando muitos passes. Luis Fabiano lutava muito, mas sentia o isolamento, o que também acontecia com Sassá do outro lado. Para melhorar a articulação, Milton Mendes trocou Andrezinho por Guilherme Costa. E a prata da casa entrou bem, sofrendo a falta que originou a expulsão de Marcelo, do Botafogo, aos 18 minutos. Para encorpar a marcação, Jair Ventura foi obrigado a colocar Fernandes no lugar do atacante Guiherme.


Com um jogador a mais, o Vasco fez a blitz e foi para cima. Mas tinha muitas dificuldades de levar perigo. Nenê, mesmo se entregando em campo, não é mais aquele jogador decisivo de outrora, e Luis Fabiano recebe poucas bolas boas. Quase marcou aos 30, de meia-bicicleta, após saída errada de gol de Helton Leite. Mas o Botafogo, com um a menos e recheado por reservas, ameaçava vez ou outra e quase abriu o placar em nova cabeçada de Bruno Silva salva por Martin Silva.


Os minutos finais foram do tradicional ataque contra defesa, e o Vasco só não fez o gol aos 36 porque Helton Leite fez grande defesa em peixinho de Douglas. Mas o melhor jogador em campo merecia ser premiado. E, aos 41, Douglas aproveitou rebote para enfim tirar o zero do placar e fazer 1 a 0. Ainda havia tempo para Luis Fabiano marcar o primeiro com a camisa do Vasco, já nos últimos segundos de partida.

Fonte: GE/Por GloboEsporte.com, Rio de Janeiro