sábado, 7 de fevereiro de 2015

Em dia de homenagens a Nilton Santos, Fogão vence em sua volta para casa





Estádio Nilton Santos, homenagem a familiares do ídolo, comemorações para o Enciclopédia e até reverência do rival. Em uma tarde tão especial, o Botafogo venceu o Bonsucesso por 4 a 0, neste sábado, no reencontro com a torcida em casa. Foram mais de 11 mil presentes. Com gols de Diego Jardel, Bill, Thiago Carleto e Fernandes, o Glorioso chegou a 7 pontos no Campeonato Carioca.

HOMENAGENS A NILTON SANTOS

Antes do jogo, os familiares de Nilton Santos, Carlos Eduardo (filho), Andreia (filha) e Hanna (neta) participaram da cerimônia de hasteamento do novo bandeirão na sede de General Severiano. No estádio, entraram em campo com bandeirão do ídolo e foram aplaudidos pela torcida.

Outra surpresa positiva e digna de aplausos veio do Bonsucesso. O time entrou em campo com uma camisa especial, referente ao maior-lateral-esquerdo de todos os tempos. As outras homenagens vieram com a bola rolando.

O JOGO

Novamente diante de sua torcida no Estádio Nilton Santos, o Botafogo entrou disposto a deixar uma boa impressão. Não demorou para a equipe abrir o placar. Rodrigo Pimpão deu belo drible ainda próximo à área alvinegra, arrancou e fez ótimo passe para Diego Jardel, livre, na frente do gol. O meia bateu na trave e, no rebote, mandou para rede, aos 10 minutos. Botafogo 1 x 0 Bonsucesso!

Com a vantagem no placar, o Botafogo pôde administrar, esperando o momento certo de dar o bote, que veio aos 21. Em nova jogada de Rodrigo Pimpão, Willian Arão recebeu na área e finalizou sobre a zaga. Na volta, cruzou rasteiro e Bill chegou para colocar a bola para a rede. Botafogo 2 x 0 Bonsucesso! Na comemoração, uma bela lembrança. O atacante deu dois passos para fora da área e levantou os braços, em gesto célebre de malandragem de Nilton Santos na Copa do Mundo de 1962, evitando a marcação de um pênalti contra a Seleção Brasileira.

O Bonsucesso até tentou uma reação, mas parou em um goleiro de Seleção. No mesmo lance, Jefferson fez três boas defesas e evitou o gol. Na sequência, esticou-se todo para desviar chute rasteiro de Matheus. A resposta alvinegra veio aos 40, com Roger Carvalho cabeceando no travessão.

Na etapa final, mais um gol para Nilton Santos. Atual titular da camisa 6, Thiago Carleto marcou em forte cobrança de falta, aos 3. Na comemoração, saiu mostrando o nome do ídolo, que está no peito do uniforme. Botafogo 3 x 0 Bonsucesso!

Sem sofrer sustos, o Botafogo seguiu controlando o jogo e criando chance. Rodrigo Pimpão acertou a trave aos 11, mas o quarto gol veio apenas 28. E veio dos pés de Fernandes, que finalizou duas vezes para marcar e dar números finais à partida: 4 a 0!

BOTAFOGO: Jefferson, Gilberto, Roger Carvalho, Renan Fonseca e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão (Fernandes), Diego Jardel e Tomas Bastos (Gegê); Rodrigo Pimpão e Bill (Sassá). Técnico: René Simões.

Danilo Santos/BotafogoOficial