quarta-feira, 15 de abril de 2015

Mesmo com sustos, Botafogo vence xará e avança na Copa do Brasil


Alvinegro usa time titular e, apesar de não fazer uma exibição convincente, derrota o Botafogo-PB por 4 a 2. Na próxima fase, equipe enfrentará o Capivariano (SP)



Para evitar qualquer surpresa, o Botafogo minimizou a decisão contra o Fluminense, no sábado, e recorreu aos titulares no segundo duelo contra o xará da Paraíba. Apesar de ameaçado, o Alvinegro fez 4 a 2 nesta quarta-feira e, na próxima fase, enfrentará o Capivariano.

Quando Bill marcou o primeiro gol logo aos 15 minutos, criou-se uma expectativa de goleada no Nilton Santos. Afinal, o atacante apenas confirmava a superioridade alvinegra diante de um adversário que tentaria o improvável. A isenção de qualquer cobrança por classificação, por sua vez, deixava o xará da Paraíba à vontade.

Mesmo com o placar adverso, o homônimo com raízes nordestinas procurou tocar a bola no campo de defesa do Botafogo. Entre os minutos 25 e 26, a equipe criou duas boas chances, uma delas em cobrança de falta da lateral de Cazumba.

Os momentos de lucidez do Botafogo-PB diante de um Alvinegro sonolento foram interrompidos quando Cazumba não interceptou cruzamento de Willian Arão e Tomas, bem posicionado, ampliou.

Jogadores do Botafogo comemoram classificação na Copa do Brasil (Foto: Wagner Meier / LANCE!Press)
A sensação de dever cumprido com apenas 33 minutos criava no Botafogo um ambiente de conforto, entretanto perigoso. Até o fim do primeiro tempo, o Botafogo-PB ainda teria mais duas oportunidades. E na última, já aos 47 minutos, diminuiu em bela cobrança de falta de Gustavo.

O fato que parecia incerto para o adversário tornou-se, após o gol de Gustavo, factível. Constatação assegurada a partir da mudança de postura da equipe na volta do intervalo. O técnico Marcelo Vilar adiantou a marcação para forçar um erro na saída de bola do mandante.

A medida em que o Botafogo não aproveitava os contra-ataques para definir, um clima de insegurança insistia em pairar sob o Nilton Santos.
Ineficiente e acuado no próprio campo de defesa, o Botafogo irritava seu técnico e sua torcida. A menos de 20 minutos para o fim, Willian Arão tratou de limar uma chance de catástrofe, marcando o terceiro.
Sem merecer, o Alvinegro, por sua vez, novamente recolocava o xará no jogo quando levou o segundo gol, marcado por Aírton aos 34 minutos.

A despeito de uma possibilidade de final trágico, o Botafogo, com Sassá, fez 4 a 2 no fim e isolou definitivamente qualquer cenário de eliminação.

BOTAFOGO 4 X 2 BOTAFOGO-PB

FICHA TÉCNICA


Local: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 15/4/2015 - 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Auxiliares: Vicente Romano Neto (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Renda e público: R$ 70.720,00/ 4.118 pagantes
Cartões amarelos: Tomas, Elvis, Diego Giaretta (BOT); Hércules, Rafael Oliveira, Guto (BOT-PB)
Gols: Bill 15'/1°T (1-0), Tomas 33'/1°T (2-0), Gustavo 47'/1°T (2-1), Willian Arão 26'/2°T (3-1), Aírton 34'/2°T (3-2), Sassá 44'/2°T (4-2)

BOTAFOGO
: Renan, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Alisson, Carleto; Diego Giaretta, Willian Arão, Tomas (Sassá 16'/2°T) , Elvis (Fernades 24'/2°T), Jobson (Rodrigo Pimpão/ intervalo); Bill. TÉC: René Simões

BOTAFOGO-PB
: Genivaldo, Gustavo, Carlinhos Rech, Roberto Dias, Alex Cazumba (Aírton 17'/2°T); Zaqueu, Hércules, Guto, Doda (Bismarck 36'/2°T); André Cassaco (Juninho 33'/2°T) e Rafael Oliveira. TÉC: Marcelo Vilar.

Leia mais no LANCENET!