domingo, 31 de maio de 2015

FRUTO DA CONFIANÇA


Artilheiro do time na Série B, Willian Arão mostra lado goleador no Glorioso





Um jogador diferenciado. Willian Arão é elogiado por René Simões desde a pré-temporada pelo seu estilo de jogo e o jovem volante vem correspondendo dentro de campo. Mas além dos desarmes e passes precisos, Arão vem gostando de balançar as redes. Com o gol marcado no triunfo por 2 a 0 sobre o Vitória, no Estádio Nilton Santos, o camisa 8 assumiu a artilharia da equipe na Série B, com dois gols.

Com apenas quatro rodadas é cedo para falar, mas o desempenho de Arão no quesito bola na rede vem chamando a atenção faz tempo. Antes de chegar ao Botafogo o jovem volante somava apenas um gol na carreira, marcado quando defendia a Chapecoense. Mas a história mudou e Arão, somando o campeonato estadual e o campeonato brasileiro, acumula quatro gols com a camisa alvinegra em 27 jogos disputados.

- Estou feliz, né? É bom marcar gols e quero dar continuidade para ajudar o meu time. É importante - disse Wilian Arão, quando perguntado sobre sua fase goleadora.

Autor do segundo gol alvinegro contra o Vitória, Arão colocou na rede a oportunidade que teve. O Botafogo criou novas chances de gol, mas acabou no 2 a 0 que garantiu a 11ª vitória seguida no Estádio Nilton Santos. O volante sabe que o time pode melhorar, mas também não se esquece de valorizar a vocação ofensiva da equipe, que busca o gol durante todo o jogo.

- Pode melhorar, mas o cara tirou a bola do Pimpão em cima da linha, além da cabeçada na trave. O Jardel também teve outra chance... Enfim, às vezes acontece da bola não entrar, mas graças a Deus a minha e a do Giaretta entraram. Temos que valorizar os gols feitos e não os perdidos - enfatizou Willian Arão.

Arão balançou as redes quatro vezes com a camisa alvinegra e os gols não saíram por acaso. Fruto do treinamento e da confiança do jogador, o volante já marcou de bico e de fora da área, mas em duas oportunidades, marcou seus gols de forma parecida. O próprio Arão explicou o famoso 'facão'.

- Foi uma jogada parecida com o gol que fiz contra o Fluminense, mas eu estava um pouco mais a frente. Contra o Vitória foi um lançamento mais longo. Temos algumas jogadas e essa tem dado certo. Treinamos às vezes, mas vai mais da situação do jogo. O Carleto me viu bem e normalmente o Fernandes me vê bem também - explicou o camisa 8.

Lançado profissionalmente no Corinthians pelo treinador Tite, Willian Arão sempre teve seu futebol elogiado, mas na época, talvez pela força do elenco paulista, não teve muitas oportunidade de se firmar. O jogador agradeceu ao ex-treinador e indicou o fator que pode ter feito com que encontrasse sua vocação ofensiva no Botafogo.

- Eu sou muito grato ao professor Tite. Ele me deu a oportunidade e me lançou no profissional, mas eu não tinha essa liberdade que o René me dá para chegar mais no ataque. Acho que é isso - comentou.

Um dos jogadores que mais atuou na temporada, Arão projeta um jogo difícil contra o Paraná, em Curitiba, na terça-feira. O defensor espera que o Botafogo se ambiente ao clima e as condições do jogo e possa impor seu ritmo para voltar ao Rio de Janeiro com mais três pontos na bagagem.

- Gostamos muito de controlar o jogo e ter a bola, mas uma das coisas que temos conversado muito é que temos que jogar o jogo. Sabemos que a Série B é um campeonato difícil e precisamos entender as situações para aproveitar e vencer as partidas - encerrou Arão.

Marcos Silva