domingo, 19 de julho de 2015

Presidente do Bota elogia Jair: "Achei que time foi melhor, fiquei satisfeito"


Carlos Eduardo Pereira diz que a vitória sobre o Náutico "restaura a confiança" da equipe e que interino soube aproveitar bem as peças que tinha à disposição



Elogios da chefia: presidente do Botafogo gosta do trabalho
 de Jair Ventura contra o Náutico, no Engenhão
(Foto: Vitor Silva/SSPress)
O trabalho de Jair Ventura neste sábado agradou ao chefe. O presidente do Botafogo Carlos Eduardo Pereira gostou do que viu na vitória por 1 a 0 sobre o Náutico, no Estádio Nilton Santos. Mais: disse que a equipe foi melhor do que vinha sendo, especialmente na última terça-feira, quando foi derrotada pelo Figueirense e eliminada da Copa do Brasil. O resultado provocou a demissão de René Simões.

- Achei que (o time) foi melhor. Gostei muito da ênfase que foi dada aos atletas do Botafogo, da base. Foi muito bacana e muito importante. Claro que temos muitos jogadores no departamento médico e não tinha como fazer outra coisa. Mas o Jair aproveitou muito bem o material que tinha. Fiquei satisfeito. É uma vitória fundamental, recupera a liderança, se destaca dos concorrentes, se recupera de uma sequência negativa, volta a fazer gols... Agora, para frente, temos a chegada dos dois uruguaios que vão acrescentar ao grupo. E vamos poder partir para a contratação do novo técnico... - disse.

Os mesmos elogios não foram compartilhados com relação ao ex-técnico. No mesmo dia em que o Botafogo venceu o Náutico e Jair Ventura teve um bom trabalho como interino, o Alvinegro divulgou uma nota oficial por meio do site da Rádio Botafogo Oficial em que o presidente respondia declarações recentes de René Simões em que havia feito críticas à diretoria. No escrito, Carlos Eduardo Pereira diz que a equipe de René contra o Figueirense "foi mais do mesmo, nenhuma mudança e os mesmos equívocos". 
 
Carlos Eduardo Pereira não descarta por completo
uma efetivação de Jair (Foto: Vitor Silva/ SS Press)
- Infelizmente o que assistimos no jogo contra o Figueirense foi mais do mesmo. Nenhuma mudança e os mesmos equívocos. Depois do jogo, o treinador participa de uma entrevista coletiva e registra a sua satisfação com a atuação da equipe, numa noite em que perdemos 700 mil reais, deixando claro que não ocorreriam os ajustes. A recente queda acentuada e constante da equipe colocou-nos diante do dilema de nada fazermos ou agirmos enquanto estávamos na liderança - escreveu.

Neste sábado, a vitória sobre o Náutico recolocou o Botafogo na liderança da Série B - perdida momentaneamente na rodada, uma vez que o Vitória havia vencido sua partida na sexta-feira e assumiu a ponta. Questionado se a conquista serve como um “alívio”, o mandatário respondeu que sim. Que ela "restaura a confiança da equipe".

- Claro que serve. Restaura a confiança da equipe, principalmente depois de uma semana muito difícil que tivemos. É fundamental, recoloca o Botafogo como líder do campeonato, reafirma nossa condição de time grande, que está no campeonato buscando o título, e não tenho dúvida que será assim até o final - afirmou.

Caso as negociações não se desenvolvam, até é possível que o Jair fique, mas não tenho como garantir, isso depende das tratativas ao longo desta semana".
Carlos Eduardo Pereira, presidente do Bota

O presidente também não descartou por completo uma possível efetivação de Jair Ventura. Isso, porém, só aconteceria caso nenhum dos pretendidos pela direção venha a se concretizar em uma negociação. O nome da vez para assumir o comando é Ricardo Gomes, e a diretoria tem uma reunião com o treinador na segunda-feira. Doriva, ex-Vasco, e Marquinhos Santos, ex-Coritiba, também foram contatados, mas não avançaram. Oex-vascaíno, aliás, era o principal nome até sexta-feira.

- Estamos negociando. O Jair conduziu muito bem (a partida neste sábado), já trabalha com a gente, conhece os jogadores da base, soube colocá-los no jogo, com muita propriedade, pois os conhece há muito tempo. Não tenho dúvida que é um nome, mas o clube está negociando. Caso as negociações não se desenvolvam, até é possível que o Jair fique, mas não tenho como garantir, isso depende das tratativas ao longo desta semana - completou.

O próximo jogo do Botafogo é contra o Bahia, no sábado que vem, na Fonte Nova, em Salvador. A partida, válida pela 14ª rodada da Série B, é as 16h30 (de Brasília).

Por Jessica MelloRio de Janeiro/GE