segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Botafogo fica perto de time ideal, e Ricardo Gomes celebra alternativas


Treinador afirma que Alvinegro tem elenco de Série A, e opções do banco de reservas mostram sua importância no momento de recuperação da equipe no Brasileiro





Daniel Carvalho foi titular contra o América-MG
 e vem se firmando no Botafogo
(Foto: Fernando Michel/ESTADÃO CONTEÚDO)
Foi da concepção de Ricardo Gomes e da mudança no time que as vitórias retornaram ao Botafogo. No duelo contra o ABC, quando venceu por 3 a 1 e encerrou seca de três jogos sem gols e quatro partidas sem vitória, Daniel Carvalho tornou-se um ponto fundamental. Sem atuar como titular desde a 11ª rodada, contra o Ceará, o meia voltou a iniciar uma partida. Por decisão de Ricardo. Em campo, foi um dos melhores jogadores e deu assistência para os gols de Neilton e o segundo de Navarro.


A boa atuação permitiu que Daniel Carvalho seguisse na equipe, assim como o restante - a exceção foi Luis Ricardo, que, suspenso, deu lugar a Diego. Contra o América-MG, neste sábado, porém, a mudança de Ricardo Gomes veio no segundo tempo, com a entrada de Elvis no lugar de Diego Jardel. Apenas três minutos depois, ele deu ótimo passe para Neilton marcar o gol da virada e da vitória alvinegra.


Assim, Ricardo Gomes admite que a formação que iniciou os dois últimos jogos pode ser considerada a mais próxima da ideal, ou o time-base. As possíveis transformações podem se dar por lesões, suspensões ou crescimento de produção ao longo dos treinos. O treinador tem observado alternativas e se vê bem servido delas.


Porém, com Ricardo Gomes, que está há quatro jogos no comando do Botafogo, o time ainda não conseguiu sair à frente no placar. Na estreia, empatou em 0 a 0 com o Luverdense. Depois, perdeu para o Santa Cruz por 1 a 0. Nas vitórias sobre o ABC e América-MG, foi o adversário quem marcou primeiro, mas a equipe teve poder de reação para sair vitoriosa.


Isso pode ser atribuído principalmente ao fato de o Botafogo contar com opções no banco de reservas que vêm se mostrando importantes ao longo das partidas. O atacante Luis Henrique tem entrado no segundo tempo. No último sábado, Elvis foi acionado e deu o passe para o gol da vitória sobre o América-MG, marcado por Neilton. Octávio e Lulinha são outros utilizados com frequência.


Para Ricardo Gomes, a qualidade do elenco é suficiente para fazer o Botafogo contar com alternativas para vencer equipes retrancadas. O Alvinegro, segundo o treinador, é o principal adversário de todas aqueles que disputam a Série B.


- O Botafogo tem um time de Série A. Temos que botar na cabeça dos jogadores que é um ano difícil, mas temos que superar. Vamos ser sempre o time a ser batido, e isso é muito difícil. Se você pega a observação de um adversário, é um tipo, mas quando joga contra o Botafogo, é outro - afirmou.


O próximo desafio do Botafogo é o Paysandu. O jogo será no domingo, às 11h (de Brasília), no Engenhão, pela 20ª rodada do Brasileirão Série B.


Por GloboEsporte.comRio de Janeiro/GE