sábado, 8 de agosto de 2015

Fez arte! Grafite marca na estreia, e Santa Cruz vence Bota, que despenca


Arruda recebe mais de 44 mil torcedores para a partida do retorno do atacante de 36 anos, que coroou a festa com gol da vitória. Alvinegro cai para quarta colocação



O Estádio do Arruda foi invadido na tarde deste sábado por mais de 44 mil torcedores do Santa Cruz dispostos a fazer festa para a estreia do atacante Grafite, que retornava ao clube depois de 13 anos distante. Porém, com a bola rolando, inverteram-se os papéis. Foi a vez de Grafite garantir a felicidade das arquibancadas. O atacante foi o autor do gol da vitória por 1 a 0 em cima do Botafogo pela 17ª rodada da Série B do Brasileiro. O Alvinegro novamente mostrou fragilidade atuando fora de casa e despencou na classificação.

Grafite fez a festa do Arruda lotado com 44 mil torcedores (Foto: Adelson Carneiro / Pernambuco Press)

Grafite foi o grande nome da tarde. Na partida que marcava o seu retorno, o atacante mostrou que, mesmo aos 36 anos, ainda pode ser o astro de um time tradicional. Ajudou na marcação, fez pivô, saiu da área e, claro, deixou a sua marca. Aos cinco minutos da etapa final, Grafite apareceu na segunda trave e garantiu a vitória dos donos da casa. O Botafogo, que não marca há três jogos, assustou apenas uma vez com Navarro, em jogada aérea na etapa final. O time novamente mostrou deficiência na criação.

A vitória colocou o Santa Cruz de vez na briga por uma vaga no G-4 da Série B. Subiu três posições, agora na oitava posição, com 25 pontos - cinco distante do quarto colocado. O Botafogo, por sua vez, além de perder a ponta da tabela, caiu para a quarta colocação.

Na próxima rodada, os dois times entram em campo na terça-feira. De novo no Arruda, às 19, o Santa Cruz encara o Mogi Mirim. Mais tarde, às 21h30, o Botafogo recebe o ABC, no Engenhão.


NO SONO ALVINEGRO, GRAFITE PINTA E BORDA

O Santa Cruz iniciou o jogo imprimindo um ritmo forte. E logo com o estreante Grafite, que mostrava boa movimentação e incomodava o Botafogo. O Alvinegro demorou a entrar no jogo, mais uma vez adotando uma postura conservadora fora de casa. Sonolento, a primeira etapa teve poucas chances de perigo. Uma para ser mais preciso, e do Santa Cruz. Aos 37, Bileu invadiu a área e soltou a bomba. Jefferson operou um milagre e salvou o alvinegro de ir para o vestiário em desvantagem.


O Santa veio para a segunda etapa com o mesmo ímpeto do início do jogo. Do outro lado, o Botafogo seguia mostrando problemas na criação e pouco assustava. E nas brechas alvinegras, brilhou a estrela do dono da festa. Aos 5, Grafite aproveitou bem o cruzamento de João Paulo e, de peixinho, balançou as redes. Ricardo Gomes ainda tentou povoar o meio-campo com Lulinha e Daniel Carvalho, mas não foi o suficiente. Apenas Navarro teve uma boa chance após cruzamento da esquerda. Muito pouco para o Botafogo. Assim, o Santa administrou - até com certa facilidade - a vitória até o apito final.


Por GloboEsporte.com Recife, PE/GE