domingo, 20 de dezembro de 2015

Clássico x Espanador: Renan Fonseca e Carli casam estilos em dupla de zaga


Enquanto o primeiro ficou de fora em apenas uma partida do Bota na Série B, o segundo foi para a reserva do Quilmes na metade da temporada por opção técnica




Renan Fonseca e Joel Carli devem formar a dupla de zaga do
 Botafogo em 2016 (Foto: Editoria de Arte)
O Botafogo terá dois zagueiros de características distintas em 2016. Um deles, um velho conhecido da torcida.Renan Fonseca acertou a renovação do seu contrato nesta sexta-feira para mais dois anos. O outro, pouco falado, vindo do futebol argentino. Joel Carli foi o primeiro reforço anunciado do Botafogo para a próxima temporada. A tendência, até o momento, é que os dois formem a dupla de zaga alvinegra. Com estilos de jogo diferentes, devem se complementar em campo.

Renan Fonseca encerrou o ano de 2015 com números impressionantes. Foi o jogador do Botafogo que mais atuou no ano - 61 jogos -, tendo a mesma marca na Série B. Atuou em 37 partidas, ficando de fora apenas contra o Santa Cruz. E em apenas um duelo, contra o Macaé, não completou os 90 minutos. Entrou em campo pendurado por um turno inteiro e soube levar as jogadas com categoria e os desarmes sem cometer faltas. Era ainda o homem de confiança do treinador, sendo o capitão da equipe na ausência de Jefferson.

Joel Carli, por sua vez, encerra o ano na reserva do Quilmes. Com a troca de treinador no meio da temporada - saiu Julio César Falcioni e chegou Facundo Sava -, mudou também a opção pela zaga. Carli atuou 18 vezes no Campeonato Argentino, sendo cinco entrando no meio do jogo.

Além das presenças em campo, o estilo de jogo de cada um se faz diferente. Enquanto Renan é mais "clássico", técnico, interceptando as jogadas, Carli atua como um "espanador", afastando o risco da área de qualquer maneira (veja vídeo com lances do novo reforço aqui). Firme e mais duro, dá chutões e carrinhos, o que for preciso para que a bola não chegue ao gol.

As características se refletem também no número de cartões recebidos. Carli recebeu seis cartões nos 18 jogos em que atuou, média de um a cada três jogos. Renan, por sua vez, tem média de um a cada 12 partidas. Nenhum dos dois, porém, foi expulso em suas respectivas competições. Também não marcaram gols.

Para a zaga, o Botafogo conta ainda com o jovem Emerson, que subiu da base este ano, e Igor Rabello, que será integrado ao profissional em janeiro. Emerson, do Avaí, está apalavrado e deve ser mais um reforço alvinegro.



Por Jessica Mello Rio de Janeiro/GE