domingo, 20 de dezembro de 2015

Na bola e na escola: Luís Henrique celebra ano com metas cumpridas


Atacante de 17 anos promove jogo beneficente no Espírito Santo para festejar temporada em que foi promovido aos profissionais e concluiu os estudos




O ano de 2015 marcou o início de uma nova etapa de Luís Henrique dentro dos gramados. Mas também significou o fim de um ciclo fora deles. Na temporada que se encerra, o atacante de 17 anos celebrou sua promoção aos profissionais do Botafogo ao mesmo tempo em que terminou de cursar a escola. Mesmo com dificuldades, conseguiu conciliar treinos e estudos e chegou a dezembro cumprindo a meta de se formar após concluir o terceiro ano do Ensino Médio.


Até ser integrado aos profissionais, em julho, Luís Henrique tinha menos dificuldade para adaptar seu horário em relação a treinos e jogos – do Botafogo e da seleção brasileira – com a escola, no turno da noite. Mas desde que passou a fazer parte da equipe principal do Alvinegro, o atacante precisou de um esforço ainda maior para completar os estudos.

Luís Henrique (em pé, terceiro da esquerda para a direita) posa com seu time em jogo beneficente no Espírito Santo. Ao seu lado esquerdo está Evilmar, seu pai (Foto: Divulgação)

- Eu já estava estudando à noite para durante o dia poder treinar. Sempre tive a compreensão dos professores e da direção, além da ajuda de amigos para recuperar as matérias que perdia. Mas neste segundo semestre de 2015 minha vida mudou. Mais viagens, concentrações... Foi mais complicado ainda conseguir conciliar os estudos com o trabalho. Com muito esforço, cumpri todas as metas escolares e me formei - celebrou.


Luís Henrique e Robson, zagueiro do Bahia, em
 jogo no Espírito Santo (Foto: Divulgação)
A partir de 2016, portanto, Luís Henrique poderá se dedicar exclusivamente ao futebol, embora não descarte voltar à sala de aula ao fim da carreira.


- Não sei se será possível continuar os estudos agora, mas é algo que penso e vejo como um diferencial para qualquer cidadão - ressaltou.


Para festejar um ano tão marcante, Luís Henrique promoveu, no último domingo, um jogo beneficente na cidade de Itaguaçu, no Espírito Santo, que é vizinha a Itarana, onde nasceu. O evento também teve a colaboração do zagueiro Robson, do Bahia, nascido em Itaguaçu. Foram arrecadados fundos para os hospitais da região, e o atacante alvinegro pôde fazer dupla com seu pai, o ex-jogador Evilmar.


Em seu primeiro ano como profissional do Botafogo, Luís Henrique disputou 16 partidas e marcou quatro gols, fazendo parte do elenco campeão brasileiro da Série B. Ele também foi titular da seleção brasileira que foi até as quartas de final do Mundial Sub-17.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE