sábado, 26 de dezembro de 2015

Gomes celebra volta e trabalha por sucesso em 2016: "Muita criatividade"


Técnico destaca importância da temporada em sua vida pessoal e diz que trabalho para a próxima já começou: “Time está de férias, mas minha equipe está trabalhando”




As quatro temporadas no Benfica e o mérito de ter sido o primeiro capitão estrangeiro do clube lusitano tornam Ricardo Gomes inesquecível nos corações dos portugueses. Tanto que no dia seguinte ao Natal, o jornal “Record” dedicou duas páginas de sua edição deste sábado para uma entrevista com o treinador do Botafogo. E o Glorioso não poderia ficar fora do papo. Gomes admitiu as dificuldades financeiras do clube, disse que será preciso “criatividade” para ter sucesso em 2016, mas garantiu que o trabalho já começou.


- Já estou pensando na próxima temporada. Os jogadores estão de férias, mas eu e minha equipe estamos trabalhando. No Botafogo não se pode falar em manutenção (na Série A). É complicado. A história do Botafogo não permite isso. Mas temos de fazer um balanço e ver todas as variantes. A parte financeira do Botafogo não é das melhores em comparação com outros clubes brasileiros. Por isso temos de trabalhar com muita criatividade para encontrar os melhores lugares do campeonato. Precisamos agir com muita flexibilidade - disse o treinador.
Ricardo Gomes concedeu entrevista ao jornal português "Record" (Foto: Reprodução)



E mesmo com todas as atenções já voltadas para o ano que vem, Ricardo Gomes fez questão de destacar a importância que o ano de 2015, que terminou com o acesso e o título da Série B, teve em sua vida pessoal. Para ele, ter voltado a trabalhar à beira do gramado foi uma vitória muito maior do que qualquer conquista dentro de campo.


- Não foi só a conquista do campeonato ou ter conseguido a subida, mas, sobretudo, foi a possibilidade de ter voltado ao trabalho como treinador. A primeira vitória tinha sido como dirigente do Vasco, mas a minha ideia era voltar como treinador. Consegui agora com o Botafogo, e isso é mais importante do que qualquer título. Estou trabalhando novamente com o que gosto.


E o retorno aos gramados permite a Ricardo Gomes sonhos mais altos, e comandar a seleção portuguesa, é um deles.


- Penso nisso, mas ficará para mais tarde. Primeiro quero me recuperar totalmente, depois vejo essa possibilidade - afirmou.

 
Por GloboEsporte.com Rio de Janeiro/GE