quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Sem acordo, Navarro se despede do Botafogo: “Fui feliz, mas já é passado”


Empresário desmarca reunião com o clube, e Alvinegro desiste da renovação com o uruguaio. Clube busca reposição e tenta Jorge Ortega




Artilheiro do Botafogo na Série B, Navarro não vestirá mais a camisa alvinegra. Após o empresário Gerardo Cano desmarcar encontro com a diretoria alvinegra, nesta quinta-feira, o atacante foi comunicado pelo agente que está fora dos planos para 2016.

- O futebol é assim, é o presente. Fui muito feliz no Botafogo, mas o que passou para que o Botafogo subisse já é passado. Saio tranquilo porque dei o meu melhor. O clube sempre me tratou muito bem. A torcida também sempre demonstrou muito carinho. Saio agradecido por ter jogado em um grande clube como o Botafogo. 

Navarro chegou a gravar o hino do Botafogo após a conquista da Série B (Foto: Richard Souza)
A permanência de Navarro começou a ser tratada em outubro, quando o Botafogo apresentou a primeira proposta de renovação. O clima entre os dirigentes era de confiança. Mas o tempo foi passando, e os contatos cada vez mais escassos com Gerardo Cano. Navarro tem proposta do Jaguares-MEX e sondagens de clubes do Brasil.

Segundo alguns integrantes da diretoria do Botafogo, que acompanharam a negociação de perto, os valores pedidos pelo empresário de Navarro aumentaram, e nunca houve uma resposta clara à última proposta oficial formulada pelo clube. O Botafogo acredita que, pelo salário reivindicado por Navarro, o melhor seria apostar em outros nomes mais atraentes no mercado, pelo mesmo preço.

O Botafogo já negocia com atacantes para a função de Navarro, e o nome da vez é o paraguaio Jorge Ortega, semifinalista da Copa Sul-Americana pelo Sportivo Luqueño.

O Botafogo acena com dois anos de contrato ao jogador. Além de uma quantia em dinheiro, o clube carioca aposta na vitrine do futebol brasileiro. Em caso de uma futura negociação, o Sportivo Luqueño ficaria com 20% do valor da venda.

Alecsandro, do Palmeiras, e Hernane Brocador, do Sport, foram consultados. Com o primeiro a negociação não foi adiante. Hernane, por sua vez, tem como prioridade renovar com o Sport.

Por Gustavo Rotstein, Marcelo Baltar e Richard Souza Rio de Janeiro/GE