domingo, 21 de fevereiro de 2016

Ricardo Gomes elogia postura e vê Bota com moral elevado para clássicos


Treinador diz que sua equipe não foi brilhante, mas soube comandar as ações na vitória sobre a Cabofriense e encara duelos contra Flu e Vasco com otimismo



Ricardo Gomes volta para casa satisfeito com o Botafogo neste domingo. Não somente pela vitória suada por 2 a 1 sobre a Cabofriense, em São Januário, que garantiu os 100% de aproveitamento em cinco jogos na Taça Guanabara, mas também pela postura de sua equipe. Com clássicos contra Fluminense e Vasco pela frente, o treinador vê o Glorioso de moral elevado depois de dominar as ações do duelo contra o time da Região dos Lagos.

Achei o Botafogo mais coeso. Dominamos o jogo no segundo (tempo), sem ser brilhante. Nada fora de série, mas dominamos. Essa é nossa obrigação

Ricardo Gomes, treinador do Botafogo


Em entrevista coletiva após a quinta vitória consecutiva, Ricardo Gomes justificou a escalação do meio-campo com Aírton, Bruno Silva e Rodrigo Lindoso e analisou o desempenho botafoguense na partida.


- Foram 3 volantes de qualidade. Esse é meu argumento. O time atacou mais no primeiro tempo, mas não gostei muito, não. Gostei mais do segundo. No segundo, o adversário não finalizou. Achei o Botafogo mais coeso. Dominamos o jogo no segundo (tempo), sem ser brilhante. Nada fora de série, mas dominamos. Essa é nossa obrigação. Teremos dois clássicos nesta semana. Então, é descansar e pensar bastante. Temos que encarar com boas chances. Com moral, cinco vitórias, temos boas chances.


Com 15 pontos, o Botafogo é o líder do Grupo B da Taça Guanabara e encara o Fluminense, quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio Cléber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo.Confira abaixo os tópicos da entrevista de Ricardo Gomes:


Clássicos

Ricardo Gomes abraça Luis Henrique após
primeiro gol (Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)
Vamos aumentar o nível dos adversários. Fluminense e Vasco são dois bons times. Vamos ver como serão nossas atuações. Será bom para observar o time. Temos boas chances.


Evolução

O time ainda precisa evoluir. Essa evolução que nós queremos. Não podemos não dominar. O jogo estava igual. Tínhamos movimentação, mas não tínhamos o domínio.


Ribamar e Luís Henrique juntos

Gosto muito. Agora, são dois garotos que estão começando, mas estão começando bem.


Neilton

Falei que seria no máximo 30 minutos. Foi o caso. Conhecemos a qualidade do Neilton. Ele está muito bem. Nem parece que ficou esse tempo todo parado. Entrou muito bem. Não vou adiantar a escalação, mas ele é uma boa opção. Acho difícil começar o próximo jogo, mas o Neilton desequilibra o setor defensivo adversário. Isso deixa o adversário preocupado em como marcá-lo. Essa qualidade que não eu quero perder. Sobre a cobrança de pênalti, isso já estava definido. Não é porque ele perdeu contra o Luverdense, que ele vai perder o posto de cobrador.


Confiança

É importante. Para mim o fato de dominar o segundo tempo é o mais importante. Não estou dizendo que jogamos muito bem ou fomos brilhantes.


Salgueiro

O Salgueiro está treinando muito bem. Nos treinos a gente percebe que ele está pronto para jogar. É um problema administrativo, uma questão burocrática. Se ele tiver condições legais, será mais uma opção contra o Fluminense.


Luís Henrique

Não foi bem no jogo passado, mas hoje foi muito bem. Teve boa movimentação, tentando chegar sempre à área. Contra o Resende, ele estava saindo muito da área e perdeu muitas bolas. Não é a característica dele. Fez escolhas erradas no jogo passado. Hoje ele fez escolhas certas.

Por Marcelo Baltar/Rio de Janeiro/ge