segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Análise: velho esquema e nova "vibe" conduzem Bota à inesperada vitória

Alvinegro tem tática com três volantes e desarmes como armas para neutralizar o São Paulo, mas postura de Jair à beira do campo e ousadia na hora certa garantem triunfo






Sem tirar nem por. Foi no velho sistema, com os mesmos nomes, que o Botafogo entrou em campo para enfrentar o São Paulo. Ricardo Gomes já está a caminho do Morumbi, mas assinaria, sem pestanejar, a escalação alvinegra em São Paulo. Mas então Jair Ventura nada novo acrescentou em seu primeiro jogo no comando? O resultado teve sim o toque do treinador. A vibração à beira de campo foi a mudança mais notória no comando alvinegro.


Clique aqui e veja como foi a vitória do Botafogo sobre o São Paulo


Ricardo Gomes tem seu estilo. Trabalha e cobra muito ao longo da semana, mas à beira do campo é mais quieto, prefere observar. Jair Ventura foi o oposto. Gritou desde o primeiro minuto, participou, reclamou da arbitragem e até escorregou ao tentar passar orientação aos seus comandados. Veja no vídeo abaixo


Talvez o Botafogo não tenha vencido por conta disso, não será essa vibração que fará o time vencer sempre, mas a mudança de postura foi notória e, de fato, o Alvinegro nunca desistiu e conseguiu seu gol nos acréscimos do segundo tempo.
 
Sassá saiu do banco para marcar seu sétimo gol no Brasileiro (Foto: Alé Cabral / Estadão conteúdo )Adicionar legenda

É claro, no entanto, que as mudanças são gradativas e não aparecerão de um dia para o outro. Velhos erros e acertos se fizeram presentes no Morumbi. O esquema com três volantes voltou a funcionar bem, o Botafogo mostrou eficiência nos desarmes (38 contra apenas 13 do São Paulo) e neutralizou o ataque tricolor. O time, no entanto, voltou a pecar nas saídas de bola, erros que quase resultaram em gols. Motivo de bronca, inclusive, de Jair Ventura no intervalo.


LEIA MAIS - Jair Ventura fala sobre sua estreia no comando do Glorioso


Mas se foi eficiente na defesa, o setor ofensivo deixou a desejar. Pouco acionado, Canales teve mais uma atuação apagada e completou seis jogos sem marcar desde que estreou com a camisa alvinegra. Mais preocupado em segurar o empate, o Botafogo pouco criou e, até o gol de Sassá, havia finalizado apenas três vezes em toda a partida. Aproveite e veja o gol do Glorioso abaixo.





Daí, outro mérito de Jair. Ao notar seu time extremamente recuado, foi ousado e trocou o esquema de três volantes por outro com três atacantes. Sassá entrou no lugar de Canales, enquanto Rodrigo Pimpão substituiu Bruno Silva. Tacada certeira. O Alvinegro continuou bem postado atrás, mas passou a levar perigo nos contra-ataques. Pouco antes do gol, Pimpão desperdiçou grande oportunidade ao tentar acionar Neilton. A vitória, porém, veio logo depois, com bela jogada de Diogo pela esquerda e conclusão de Sassá. Prêmio pela ousadia e vibração de um time que não deixou se abater e se superou após uma semana complicada.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar/Rio de Janeiro