domingo, 14 de agosto de 2016

Sassá marca nos acréscimos, Botafogo bate São Paulo e deixa o Z-4


No duelo entre o ex e o próximo clube de Ricardo Gomes, cariocas aproveitam falha tricolor nos minutos finais para vencer confronto no Morumbi e se afastar da degola




No confronto entre seu ex-clube e seu novo time, o técnico Ricardo Gomes viu problemas – os que deixou no Botafogo e os que terá que resolver no São Paulo. No fim do segundo tempo, porém, os cariocas aproveitaram falha da defesa tricolor, e Sassá marcou para fazer 1 a 0 no Morumbi, neste domingo, e tirar os alvinegros da zona de rebaixamento.


Substituto de Edgardo Bauza, Gomes foi anunciado pelo São Paulo no sábado e assume a equipe durante a semana. Contra o Botafogo, os paulistas foram comandados pelo interino André Jardine, mas o time não conseguiu furar a defesa carioca. Os alvinegros, com o ex-auxiliar Jair Ventura efetivado, apostaram em contra-ataques e só tiveram sucesso nos acréscimos.


O triunfo fez o Botafogo saltar quatro posições. Com 23 pontos, é agora o 13º colocado – a equipe ainda tem um jogo a menos do que os concorrentes. O São Paulo perdeu duas colocações e é o 11ª, com 26 pontos.


Na próxima rodada o Botafogo recebe o Sport no sábado, às 21h, em Juiz de Fora. O São Paulo joga no dia seguinte, contra o Internacional, às 16h, no Beira-Rio.

São Paulo jogou de amarelo no Morumbi; jogo foi ruim tecnicamente (Foto: Marcos Bezerra/Futura Press)



O jogo

Foi um primeiro tempo de baixo nível técnico no Morumbi, mas as chances apareceram. A primeira delas num erro: aos 9 minutos, Maicon vacilou próximo à área do São Paulo, Neílton roubou a bola e tocou para Canales. Lyanco chegou na hora certa e travou o chute. Os donos da casa responderam em seguida, com uma cabeçada de Chavez que assustou Sidão.


O goleiro do Botafogo e o atacante tricolor protagonizaram outro lance da etapa inicial. O primeiro rebateu chute de longe de Thiago Mendes, que ficou no pé do argentino. Sidão se recuperou e evitou o gol do São Paulo.


Os anfitriões começaram o segundo tempo melhores, com duas oportunidades. Na primeira, com 5 minutos, Kelvin fez o cruzamento, a bola passou por todo mundo, e Sidão defendeu. Depois, Thiago Mendes completou cruzamento da esquerda, e a bola passou perto.


Nos minutos finais, Lyanco errou no ataque. Pimpão partiu no contra-ataque, ganhou de Mena, mas Maicon voltou bem e evitou o gol. No último lance, entretanto, Diogo Barbosa se livrou de Buffarini e cruzou para o meio da área. A bola passou por toda a defesa do São Paulo, mas não por Sassá, que só teve o trabalho de empurrar para a rede.


Fonte: GE/Por GloboEsporte.com/São Paulo