sábado, 17 de setembro de 2016

Caixa anuncia que assina patrocínio com Bota e Fluminense nesta terça


Alvinegro, no entanto, ainda necessita de duas CNDs, e acordo que renderá cerca de R$ 12 milhões anuais. Vínculo inicial com o Tricolor será apenas até o fim do ano



Cerimônia de assinatura dos contratos de Bota e
Flu será realizada na terça-feira (Foto: Divulgação)
A Caixa Econômica está muito próxima tornar-se patrocinadora master de Botafogo e Fluminense. Neste sábado, o banco anunciou que os acordos serão assinados na próxima terça-feira, em Brasília. No caso alvinegro, a parceira vai até o fim de 2016, com previsão de renovação automática até dezembro de 2017. No Tricolor, internamente ninguém dá o martelo como batido, mas a tendência é de que o contrato seja, em um primeiro momento, assinado apenas até o fim deste ano.


Caso a parceria seja firmada, o Flu passa a exibir a nova marca a partir do jogo contra o Corinthians, dia 25 de setembro, na partida válida pelo Brasileiro. O clube joga sem patrocinador master na camisa desde março, quando foi acertada a rescisão de contrato com a Viton 44. A empresa do ramo de bebidas estava atrasando os pagamentos e parcelou sua dívida de mais de R$ 9 milhões. As conversas com a Caixa começaram em 2015, mas na virada do ano o banco anunciou uma lista de patrocinadores sem o Flu. Houve uma primeira reaproximação depois que o clube aderiu ao Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut) e conseguiu as Certidões Negativas de Débito (CND), mas o acerto ainda não havia sido concretizado.

No caso do Botafogo, o acordo está selado e vai render cerca de R$ 12 milhões anuais cofres do clube. O Alvinegro, no entanto, ainda não tem em mãos duas certidões negativas de débito (CNDs) necessárias, uma municipal e outra trabalhista. Até por isso o clube prega cautela quanto ao acerto, uma vez que os documentos dependem de questões burocráticas e não há uma precisa para obtê-los. Apesar de reservado na questão, todos no Glorioso acreditam que as pendências serão resolvidas em breve. O presidente Carlos Eduardo Pereira estará na cerimônia em Brasília, na terça-feira.


Diferentemente do Botafogo, o Tricolor tem todas as CNDs e já as entregou à Caixa.

No município, há uma dívida antiga no valor de R$ 34 milhões com a Prefeitura do Rio de Janeiro, e na Justiça do Trabalho existem 81 ações pendentes contra a instituição a serem solucionadas. Ao menos o primeiro documento já está encaminhado: o Alvinegro usou uma manobra legal para driblar provisoriamente o débito milionário. O Botafogo deu como garantia um imóvel que tem valor estimado em no mínimo R$ 34 milhões: trata-se do Shopping Casa & Gourmet, localizado ao lado da sede de General Severiano. O juiz já aceitou e suspendeu a execução para liberar a certidão positiva com efeito de negativa enquanto não há um veredicto.


Fonte: GE/Por Edgard Maciel de Sá, Fred Huber e Marcelo Baltar/Rio de Janeiro