terça-feira, 6 de dezembro de 2016

À caça: agente sul-americano fala em achar "atletas de qualidade" para Bota


Empresário de ex-alvinegros como Lodeiro e Navarro, Gerardo Cano promete indicar gringos para fortalecer time que pode jogar Libertadores. Alvinegro já contratou Gatito



Procuram-se gringos: agente uruguaio vai vasculhar mercados
vizinhos para Botafogo (Foto: Arte Esporte)
Rio de Janeiro, sexta-feira, dia 2 de dezembro. Em um shopping da Zona Sul carioca, o Botafogo foi o tema de uma conversa informal em um restaurante. Almoço à mesa e jogadores no cardápio. Foi assim que o presidente Carlos Eduardo Pereira e o empresário uruguaio Gerardo Cano apalavraram uma parceria para buscar reforços no mercado sul-americano para 2017, ano em que o clube pode voltar a disputar a Taça Libertadores da América.


Mesmo Carli tendo sido o único dos cinco gringos a se firmar em 2016, o Alvinegro quer repetir a fórmula de apostar em jogadores dos países vizinhos ano que vem. Mas desta vez irá atrás de nomes mais experientes ou adaptados ao futebol brasileiro. A diretoria já contratou o goleiro paraguaio Gatito Fernández e abriu negociações pelo meia argentino Montillo.


Apesar de trabalhar mais com jogadores uruguaios, Cano tem muitos contatos no continente e é considerado por dirigentes alvinegros como um dos empresários mais sérios e de maior prestígio na América do Sul. Carlos Eduardo Pereira admitiu que deixou as portas de General Severiano abertas a indicações do agente, mas alegou que ainda não começaram a falar em nomes.

(...) Sou prioridade para olhar no mercado sul-americano atletas que possam ser de qualidade para o Fogão em 2017"
Gerardo Cano, empresário uruguaio


– Foi uma visita de cortesia. É claro que se ele tiver algum bom jogador vai nos indicar. Mas por enquanto não passou disso. Não tratamos de nomes – afirmou o presidente.


Cano foi o responsável pela vinda dos últimos uruguaios para o Botafogo, entre eles Lodeiro, Navarro e Salgueiro. Apesar deste último não ter se firmado e estar de saída de General Severiano, o prestígio do empresário não ficou abalado no clube. E ele já fala em buscar "atletas de qualidade" para fazer o Alvinegro ainda mais forte em 2017.


– Foi um almoço que, quando estou no Rio, nos acostumamos a fazer para falar de futebol e trocamos ideias sobre o futuro da equipe. Aí, pelo carinho e respeito que tenho pelo Carlos Eduardo, o Gustavo Noronha (diretor executivo de futebol) e o Cacá (vice de futebol), eu sou prioridade para olhar no mercado sul-americano atletas que possam ser de qualidade para o Fogão em 2017. E logo após, falar com eles e a comissão técnica sobre a possibilidade de algum deles chegar ao clube – disse ao GloboEsporte.com.

Empresário e torcedor: Gerardo Cano tem até fotos com
camisas do Alvinegro (Foto: Arquivo Pessoal)
Outros nomes que chegaram a General Severiano por intermédio de Cano foram o zagueiro Mario Risso, o volante Bazallo e o atacante sub-20 Marcelo Martínez, todos uruguaios também. Próximo do ídolo Loco Abreu, o empresário começou a negociar com o clube ainda na gestão de Maurício Assumpção e também estreitou laços com a atual diretoria. A relação com o Botafogo se tornou mais do que profissional, ele nutriu um carinho pelo time e tem até fotos com camisas do Alvinegro.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar e Thiago LimaRio de Janeiro