quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Conheça Gilson, provável reforço do Botafogo; números, lances e opiniões


Assim como Diogo Barbosa, lateral pode atuar avançado pela esquerda. Oportunidade no Alvinegro pode ser o grande desafio da carreira do jogador de 30 anos



Lateral Gilson espera estar à disposição para jogo contra a Chapecoense (Foto: Divulgação/AFC)

Provável reforço do Botafogo, Gilson é um lateral ofensivo, que tem como ponto forte o apoio ao ataque. As características, segundo quem o acompanhou de perto, são semelhantes as de Diogo Barbosa. Assim como o ex-alvinegro, Gilson pode atuar adiantado, no meio de campo.

Apesar do rebaixamento do América-MG, Gilson foi um dos poucos jogadores do Coelho que deixaram uma boa impressão no Campeonato Brasileiro. O clube mineiro tentou segurá-lo, ofereceu um novo contrato, mas o atleta optou por novos ares e deve desembarcar no início de janeiro em General Severiano.


Abaixo, o GloboEsporte.com traz números, lances e opiniões sobre o novo lateral do Botafogo.


NÚMEROS NO BRASILEIRÃO


Jogos: 19
Gols: 1 (contra a Chapecoense, pela 21ª rodada)
Assistências: -
Roubadas de bola: 23, com média de 1,21 roubada por jogo (5ª melhor marca do América-MG)
Cartões amarelos: 4
Cartões vermelhos: -
Faltas cometidas: 19


OPINIÕES


"Gilson é um jogador com características ofensivas, tem bom avanço pelo lado do campo, tendo facilidade também para realizar ataques pelas diagonais, arriscando também chutes de fora da área. Pode jogar tanto como titular, como também no meio, aberto pela esquerda. O jogador foi titular na campanha do América-MG, que foi rebaixado, mas ele foi um dos únicos que tenha saído com o saldo positivo entre aqueles que fizeram parte do grupo. O ponto fraco dele é a marcação, costuma deixar espaços na retaguarda, e isso Jair Ventura terá de se preocupar. Gilson outro desafio: tentar se dar bem em um clube considerado grande. No Cruzeiro, clube que detinha, até pouco tempo, direitos do jogador", Gabriel Duarte, jornalista de Belo Horizonte do GloboEsporte.com.


"A ida para o Botafogo será um grande desafio para Gilson. Desde que se destacou no América-MG, em 2011, só conseguiu jogar bem em clubes medianos. Quando teve a chance no Cruzeiro, em 2012 e 2015, não foi tão bem quanto nas passagens por Coelho e Ponte Preta, por exemplo. Tem muito vigor físico e cumpre bem sua função do lado esquerdo, subindo bem ao ataque. Pode ser improvisado atuando mais avançado, como um ponta esquerda.", Rafael Araújo, jornalista de Belo Horizonte do GloboEsporte.com.


Fonter; GE/Por GloboEsporte.com/Rio de Janeiro