segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Comportamento extracampo pesa, e Bota tira Sassá de lista da Libertadores


Atacante, que foi o artilheiro do time em 2016, fica fora da relação junto com Canales. Em imbróglio sobre renovação, Emerson Santos também não é inscrito na competição




Sassá, botafogo, dinheiro (Foto: Reprodução)
O Botafogo tardou, mas fechou a lista com os jogadores que serão inscritos na Pré-Libertadores e enviou na noite desta segunda-feira à Conmebol. O Alvinegro foi um dos poucos clubes que não divulgou a relação de atletas, mas por uma razão: o GloboEsporte.com apurou que a ficou até tarde reunida em General Severiano para decidir pela inscrição ou não de Sassá, que desde o ano passado anda envolvido em problemas extracampo. E a decisão foi dura: o atacante, que foi o artilheiro do clube em 2016 com 14 gols, está barrado da primeira fase do torneio.


A lista final ainda será divulgada, mas outro jogador ficou com a vaga de Sassá, já que ela conta com 25 nomes, que é o limite por enquanto. Jair Ventura só poderá usar esses atletas nos dois jogos contra o Colo-Colo, do Chile – o primeiro acontece às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos – e nos duelos contra o Independiente del Valle ou o Olimpia, caso passe pelos chilenos no mata-mata. Canales, que recupera a forma física, e Emerson Santos, em imbróglio para a renovação de contrato, também ficaram fora.


Pesou na decisão da comissão técnica o comportamento de Sassá. O Botafogo recebeu informações de que o atacante é figura constante na noite do Rio de Janeiro, desde que a delegação alvinegra retornou da pré-temporada no Espírito Santo, na última semana. Fotos do jogador em baladas circulam nas redes sociais nos últimos dias e chegaram à comissão.


Sassá está com o “filme queimado” no clube desde a reta final do Campeonato Brasileiro. Há tempos, a mudança de comportamento e certas atitudes do atacante são motivos de debates nos bastidores de General Severiano. O comportamento fora de campo incomoda. Recentemente, o atacante, que também passa por momento turbulento no casamento e tem buscado abrigo na casa de amigos, se envolveu em um acidente automobilístico.

Há relatos de ostentação e temperamento explosivo em jogos e no vestiário. Foi assim no clássico contra o Flamengo, no ano passado. Irritado por ter entrado apenas no final do jogo e com o gol perdido por Pimpão, Sassá entrou no vestiário do Maracanã aos gritos, reclamando um tom acima e jogou a camisa longe, atingindo um membro da comissão técnica. Outro episódio aconteceu após o jogo contra a Ponte Preta, quando discutiu e chamou torcedores para briga.


>>> Sassaricando: ostentação e surto em vestiário minam atacante do Botafogo
>>> Discreto, cobrado, mas ainda com faro de gol: o blindado Sassá "versão 2017"


Sassá está com o "filme queimado" no clube desde a reta final do último Campeonato Brasileiro e passou a ser reserva na reta final com Jair Ventura. Com contrato até dezembro e multa de R$ 30 milhões, ele esteve perto de ser negociado. Estava sendo observado pelo Lokomotiv Moscou, da Rússia, mas diante dos problemas no fim de 2016 o clube europeu recuou. Internamente, dirigentes defendem uma negociação o mais rápido possível, e a tendência é que ele saia.


CANALES E EMERSON TAMBÉM FORA

Em imbróglio por renovação, Emerson Santos ficou fora 
também (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
A lista final ainda será divulgada, mas outro jogador ficou com a vaga de Sassá, já que ela conta com 25 nomes, que é o limite por enquanto. Jair Ventura só poderá usar esses atletas nos dois jogos contra o Colo-Colo, do Chile – o primeiro acontece às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos – e nos duelos contra o Independiente del Valle ou o Olimpia, caso passe pelos chilenos no mata-mata. Canales, que recupera a forma física, e Emerson Santos, em imbróglio para a renovação de contrato, também ficaram fora.




Fonte: GE/Por Felippe Costa, Marcelo Baltar e Thiago Lima/Rio de Janeiro