domingo, 7 de maio de 2017

Vai ou racha? Botafogo espera resposta do Vasco por Madson até segunda-feira


Cruz-Maltino promete definição após Milton Mendes observar lateral-direito em jogo-treino contra o Bangu. Alvinegro tenta contratação de ala por empréstimo





O Botafogo já acertou com um lateral-direito – Arnaldo, ex-Ituano, chegará a General Severiano no início da semana para os exames médicos e assinatura de contrato –, mas quer Madson para completar a posição mais carente do elenco. O ala, de 25 anos, tem contrato com o Vasco até julho de 2019, mas está encostado em São Januário e pode trocar de endereço no Rio de Janeiro por empréstimo. O Alvinegro entrou em contato com o empresário do jogador, Carlos Leite, e com a diretoria cruz-maltina, que prometeu uma resposta até segunda-feira.



Barrado, Madson vem só treinando no Vasco e fez um jogo em 2017 (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)


Na Colina desde 2015, Madson perdeu espaço com as chegadas de Yago Pikachu e do ex-alvinegro Gilberto. O Vasco, porém, reluta em liberá-lo e em fevereiro vetou uma negociação com o Goiás. O prazo para dar a resposta foi um pedido do técnico Milton Mendes, que chegou em março ao clube e, em meio à maratona de jogos, não tinha conseguido observar direito o lateral-direito. O que provavelmente fez no sábado, quando o ala foi titular na vitória por 1 a 0 sobre o Bangu, em jogo-treino em São Januário. A decisão, no entanto, só será tomada na segunda-feira.


Além de Arnaldo e Madson, o Botafogo também tinha em pauta o argentino Di Placido, de 23 anos do Atlético Tucumán, da Argentina. Mas, do trio, o lateral vascaíno sempre foi o nome que mais agradou a comissão técnica de Jair Ventura. Após as cirurgias de Jonas e Marcinho, e a indefinição sobre Luis Ricardo, o Alvinegro ficou sem lateral-direito de ofício no elenco e vinha improvisando o zagueiro Emerson Santos na posição, embora tenha subido o jovem Fernando, da base.


A busca por um segundo lateral-direito remete a Luis Ricardo. O ala se recuperou da cirurgia no tornozelo feita em setembro do ano passado e vem treinando normalmente com bola. Mas seu tendão ainda inspira cuidados, e ele precisa readquirir confiança em certos movimentos. Por isso, segue sem previsão para voltar a defender o Botafogo.


Fonte: GE/Por Felipe Schmidt e Thiago Lima, Rio de Janeiro