sábado, 24 de junho de 2017

Encantado, Luis Roberto relata encontro com filha de Roger: "Criança iluminada"


Narrador da TV Globo descreve emoção ao falar com Giulia, deficiente visual de 11 anos, e fica feliz com repercussão: "As pessoas têm vontade de dizer que aquilo tocou"







A matéria mais acessada da última sexta-feira no GloboEsporte.com trouxe como protagonista uma criança iluminada. Foi assim que o narrador da TV Globo Luis Roberto chamou Giulia, filha de Roger, do Botafogo. Ela nasceu cega, e sentia os gols do pai apenas pela locução. Até que a reportagem teve a ideia de imprimir um gol importante do atacante - o da classificação contra o Sport pela Copa do Brasil - em quadro 3D e proporcionar uma sensação diferente para a menina de 11 anos.


> Deficiente visual, filha de Roger ganha surpresa e sente gol do pai: "Eu consegui"





Luis Roberto dá presente especial para Giulia, filha do atacante Roger do Botafogo


Para Luis, foi uma repercussão diferente da que estava acostumado.


- Fazia tempo que não via tanta gente querendo dizer algo a respeito. Claro, normalmente as pessoas comentam, teve a medalha de ouro do Brasil no vôlei, o "sabe de quem?", mas dessa vez foi diferente. Uma coisa mais lúdica, emotiva. As pessoas têm vontade de dizer que aquilo tocou. Eu realmente não esperava a repercussão, foi algo sensacional. Fomos felizes na situação toda, nada forçado, tudo espontâneo e leve. Ela é uma criança feliz, isso é muito importante ser dito. Estou encantado, emocionado.



Roger mostra o gol que marcou contra o Sport para a filha (Foto: Felippe Costa)


Ao falar sobre a produção da reportagem, o narrador lembrou que tinha um fã-clube formado por deficientes visuais, com quem trocava cartas no tempo em que trabalhava na Rádio Globo de São Paulo. Destacou a sensibilidade "absurda" que possuem, e seguiu falando sobre Giulia com alegria na voz.


- É uma menina doce, esperta, que gosta de cantar. Faz canto, e o sonho dela é participar do The Voice Kids. Eu sou todo emotivo, bem chorão. Adorei a ideia, o Roger se sentiu à vontade. A Giulia é realmente uma criança iluminada. Ainda brinquei que o próximo gol seria o "gol Giulia" e ela adorou. Acabou dando certo, como se fosse um segundo capítulo daquilo (veja abaixo a narração do gol marcado pelo camisa 9 alvinegro contra a Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro)



Gol do Botafogo! Bruno Silva recebe livre, e rola para Roger marcar, aos 28' do 1º tempo


- No dia da gravação, pegamos um engarrafamento e chorei as três horas dentro do carro - relatou - O legal é que não teve ninguém com pena. Ela não é passível de pena. As pessoas estavam tocadas pela família linda.


Luis Roberto fez questão de parabenizar toda a equipe envolvida: Fábio Índio (imagens), Alexandre Massas (apoio técnico), Marcos André (áudio), Bruna Moreira e Gabriel Melo (arte), Marco Antonio Araújo (reportagem) e Thiago Maia (edição). Neste domingo, ele estará ao vivo no estúdio do Esporte Espetacular para falar sobre a matéria. O programa começa às 9h (de Brasília).


Fonte: GE/Por Thiago Benevenutte, Rio de Janeiro