domingo, 9 de julho de 2017

Fim da novela! Valencia desembarca no Rio para assinar contrato com o Botafogo


Alvinegro vence concorrência do Vasco por meia chileno, carrasco do Flamengo na Sul-Americana de 2016, que vai passar por exames e firmar vínculo de três anos em General Severiano






Chileno Leo Valencia desembarca no Rio para assinar com o Botafogo


Acabou a novela. Depois de ter o nome especulado por Botafogo e Vasco, Leo Valencia desembarcou na tarde deste domingo no Rio de Janeiro para assinar com o... Alvinegro! O meia da seleção chilena, de 26 anos, chega para ser o substituto de Montillo, que se aposentou, como referência para a fase final da Libertadores. Ele passará por exames médicos nos próximos dias e, se aprovado, vai firmar contrato por três temporadas em General Severiano.


Com uma mochila da seleção de seu país, Valencia chegou acompanhado de seu agente no Chile, Fernando Felicevich. O empresário André Cury, que intermediou a negociação com o Botafogo, também virá para a capital carioca para acertar os últimos detalhes do contrato. O meia quase encontrou com torcedores do Botafogo que desmbarcaram um pouco antes, vindos de Montevidéu, no Uruguai. Ele não quis falar com a imprensa por ainda não ter assinado com o clube.



Mesmo sendo meia, Léo Valencia marcou 15 gols em 41 jogos pelo Palestino (Foto: EFE)


Valencia ficou conhecido dos brasileiros no ano passado, ao marcar o gol do Palestino, do Chile, que eliminou o Flamengo da Copa Sul-Americana. Ele chegou a ser emprestado para a Universidad de Chile em 2016, onde fez cinco gols em 27 jogos. De volta ao Palestino, balançou a rede mais 15 vezes em 41 partidas, o que lhe rendeu convocação para sua seleção na Copa das Confederações.



Além de Valencia, o Botafogo também espera a chegada do argentino Andrés Rios, atacante de 27 anos do Defensa y Justicia, da Argentina, e mantém negociação com Luciano, atacante do Corinthians. Confirmando as três contratações, o Alvinegro vai fechar o elenco para a Libertadores e provavelmente também para o restante da temporada.



Desempenho do chileno rendeu convocação para a Copa das Confederações (Foto: Reprodução / Instagram)


Procurado pelo GloboEsporte.com, Javier Ramirez, do jornal "El Mercurio", do Chile, opinou sobre a contratação do Botafogo e explicou que o meia precisa se sentir abraçado para corresponder. Leia:


"Trata-se de um meio ofensico, muito veloz e que sabe fazer gols (41 jogos e 15 gols em 2016). Seu talento está fora de toda discussão e a prova foi que ele esteve com a Seleção na última Copa das Confederações.


Logo que terminou o contrato com o Palestino, foi cogitado por equipes do México, Argentina e Brasil. É uma das melhores alternativas de que se tem no futebol chileno na atualidade.


Valencia precisa se sentir querido para alcançar seu melhor rendimento. Por exemplo, no Palestino rendeu muito bem, mas no Universidad de Chile fez 27 jogos e apenas cinco gols, sendo inclusive acusado de atos de indisciplina. Por isso, voltou ao “Tino”, onde voltou a brilhar e foi decisivo para que o clube eliminasse o Flamengo da Copa Sul-Americana.



O mais importante é que o Botafogo saiba abrigar e cuidar do Valencia. Fazê-lo sentir-se em casa. Se conseguir, haverá contratado um excelente jogador"


Fonte: GE/Por Thiago Lima, Rio de Janeiro