sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Após conversa e pedidos de desculpa, Jobson vai para o jogo em Chapecó


Atacante e Vagner Mancini se entenderam frente ao grupo alvinegro, e jogador viaja com delegação para confronto de domingo. Técnico, porém, não confirma time titular




Jobson participa de treino do Botafogo e está confirmado para
encarar a Chapecoense no fim de semana (Foto: Vitor Silva / SSPress)
O episódio da discussão entreJobson e Vagner Mancini no vestiário após a derrota por 1 a 0 para o Figueirense, na noite de quarta-feira, em São Januário, parece ter sido superado. O clima no elenco havia ficado pesado depois que o atacante e o treinador trocaram algumas palavras de forma exaltada e em tom de acusação por causa do pênalti perdido pelo jogador. Mas nesta sexta-feira, dia em que a delegação viaja para Chapecó, as coisas aparentemente voltaram ao normal. Os dois tiveram uma conversa frente ao grupo alvinegro e pediram desculpas um ao outro. O camisa 10 vai embarcar com a equipe para o Santa Catarina e estará à disposição do comandante para o confronto com a Chapecoense, domingo, na Arena Condá.

Sob um forte sol, o elenco alvinegro subiu para o campo anexo do Engenhão na manhã desta sexta-feira e realizou treinamento físico seguido de uma atividade em que três grupos foram formados. Jobson parecia tranquilo. O atacante participou normalmente do treino, conversou com os companheiros, sorriu e ouviu as orientações de Mancini e da comissão técnica. O jogador teve apoio de seus colegas nestes dois dias.

Durante a entrevista coletiva, Mancini disse que ele e Jobson já se entenderam, e que a situação serviu até para fortalecer o elenco de certa forma.

- Já conversamos, nos acertamos. Falei aquilo que eu achava, e ele falou o que ele achava, como dois seres humanos inteligentes. O que aconteceu faz com que algumas coisas se fortaleçam dentro do elenco. Ele é jovem, aprende com isso também. É um erro que espero que ele não cometa mais - disse Mancini.

Mancini diz que time alvinegro ainda não está definido para domingo (Foto: Sofia Miranda)

O treinador, porém, não confirmou se o camisa 10 será titular diante da Chapecoense. Pode acontecer alguma mudança em relação à equipe que enfrentou o Figueirense por causa da exigência física em uma partida contra a adversária de domingo.

- O time ainda não foi definido. Os atletas estão bem cansados. A exigência do treino físico retarda um pouco o atleta. Mas contra o Figueirense não só a parte ofensiva com o meio de campo funcionou bem até o pênalti perdido. Depois, oscilou um pouco. No fim melhorou de novo de uma forma desordenada. O aspecto emocional conta muito. Pode ser que tenha um pouco de mudança, talvez uma equipe mais forte fisicamente. Tenho algumas opções na cabeça. Até o jogo vamos decidir.

Desfalque

Já Carlos Alberto segue fora de combate. Após jogar no sacrifício contra o Fluminense, ele não enfrentou o Figueirense, na última quarta-feira, e segue sem condições para encarar a Chapecoense. O meia tem uma lesão na coxa esquerda e ficou na academia nesta sexta.

Botafogo e Chapecoense se enfrentam neste domingo, na Arena Condá, às 19h30 (de Brasília). A partida é válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Por Sofia Miranda*Rio de Janeiro*Sofia Miranda sob supervisão de Diego Rodrigues/GE