quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Presidente do Botafogo se reúne com diretoria e jogadores em treino





Jobson chuta chão e erra cobrança de pênalti em partida do Botafogo contra o Figueirense Vitor Silva/SSPress

O clima no Botafogo não é nada bom. Após a derrota por 1 a 0 para o Figueirense, na última quarta-feira, em São Januário, o presidente Maurício Assumpção se reuniu no gramado antes do treinamento com membros da diretoria, comissão técnica e jogadores. Ele falou por aproximadamente 45min enquanto os demais presentes apenas escutavam.

Antes da reunião o mandatário máximo do Botafogo havia conversado separadamente com Marcelo Mattos. O Assumpção gesticulou bastante enquanto o volante apenas escutava com a cabeça baixa. Estiveram presenta na reunião o diretor de futebol Wilson Gottardo e o gerente executivo Aníbal Rouxinol Segundo.

A lavagem de roupa suja não foi explicada, mas claramente tem a ver com a dramática situação do Botafogo na luta contra o rebaixamento. O time ainda não pode sacramentar a queda na próxima rodada, mas vê a Série B a cada jogo mais próxima.

Nesta quinta-feira, o Botafogo completou três meses de salários atrasado em carteira. Já em direito de imagem o período sem receber é ainda maior: 7 meses – o mesmo tempo em que o técnico Vagner Mancini não vê a cor do dinheiro.

Com a derrota para o Figueirense, o Botafogo permanece com 33 pontos na 18ª colocação. Faltando três rodadas para o fim do Brasileiro, o Alvinegro terá que tirar uma diferença que pode chegar até a sete pontos. O time de General Severiano volta a campo neste domingo, quando visitará o Chapecoense, em Santa Catarina.

Do UOL, no Rio de Janeiro