sábado, 6 de dezembro de 2014

Após susto, Botafogo treina no campo principal do Engenhão antes de viajar



Jogadores realizam atividade antes de seguir para Brasília, onde enfrentam o Galo no domingo. Pela manhã, choque de peças içadas causou medo em operários no estádio




O choque de duas peças que vinham sendo içadas durante as obras do Engenhão, na manhã deste sábado, não passou de um grande susto. Prova disso é que o Botafogo treinou à tarde no campo principal do estádio, antes de viajar para Brasília, onde enfrenta o Atlético-MG neste domingo, no Mané Garrincha, às 17h. Como não foi constatada qualquer ameaça à segurança dos presentes, o clube não precisou recorrer ao gramado anexo e realizou a atividade recreativa sem qualquer limitação no local.

Com viagem marcada para logo depois da atividade, os jogadores realizaram apenas um rachão, e o técnico Vagner Mancini não mexeu na formação que treinou como titular na sexta-feira: Helton Leite, Régis, Dankler, André Bahia e Fabiano; Marcelo Mattos, Airton e Gabriel; Murilo, Yuri Mamute e Bruno Corrêa. Capitão e líder da equipe, Jefferson teve suas férias antecipadas e não segue com o grupo para o Distrito Federal – apesar de ter contrato até o fim de 2015, o goleiro tem futuro incerto no clube graças a uma dívida de R$ 2 milhões, referentes a salários e premiações atrasados. Assim, ele pode ter feito a sua despedida na derrota para o Santos, resultado que selou o rebaixamento alvinegro à Série B.

Susto no Engenhão

O choque de duas placas de ferro, de quatro metros de altura por 30 centímetros de largura, causou apreensão na manhã deste sábado durante as obras de reparo da cobertura do Engenhão. As peças – que estavam sendo içadas para, quando alocadas, passarem por um processo de soldagem –, se chocaram durante a instalação, causando forte barulho e gerando medo e apreensão nos funcionários

Os operários foram retirados do local, e os serviços, paralisados. Segundo a assessoria da RioUrbe (Empresa Municipal de Urbanização), as duas placas não despencaram e, após uma avaliação feita logo após o incidente, ficou constatado que não há risco de desabamento estrutural. Os funcionários da empresa responsável pelas obras, que no sábado trabalham em período reduzido, foram liberados para retomarem os trabalhos na segunda-feira.

Por GloboEsporte.com Rio de Janeiro/GE