segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Destaques da Chapecoense, Camilo e Tiago Luis entram na mira do Botafogo



Dentro do perfil financeiro do Alvinegro, meia e atacante integram lista do técnico René Simões para a temporada 2015




Tiago Luis (esq.) e Camilo em ação pela Chapecoense: Botafogo estuda dupla para 2015 (Foto: GloboEsporte.com)

Ainda impossibilitado de fazer grandes investimentos no início de 2015, o Botafogo vai em busca de jogadores que se destacaram no último Campeonato Brasileiro e que, ao mesmo tempo, estão dentro da realidade financeira do clube. O meia Camilo e o atacante Tiago Luis, que disputaram o último Nacional pela Chapecoense, se encaixam neste perfil e estão na lista que o técnico René Simões passou à diretoria como nomes de reforços para a equipe na próxima temporada.

Apesar de não terem muito destaque em nível nacional, a dupla possui rodagem. Tiago Luis, 25 anos, surgiu como revelação do Santos, com o qual teve contrato até 2012. Sem conseguir se firmar na Vila Belmiro, rodou por Portugal e clubes do interior de São Paulo emprestado pelo Peixe até chegar à Chapecoense, no ano passado. Na última temporada, ele apareceu como peça importante da equipe na campanha para se manter na elite na primeira vez em que disputou a Série A (terminou o campeonato em 15º lugar).

Camilo tem uma trajetória semelhante. O meia, atualmente com 28 anos, chegou ao Cruzeiro em 2008 como aposta após ser uma revelação do Marília-SP. Entretanto, nunca conseguiu se firmar na Toca da Raposa e foi emprestado a vários clubes. Após ser negociado com um clube chinês em 2011, o jogador voltou a rodar pelo Brasil até chegar à Chapecoense em 2014. Titular no time catarinense, ele se destacou e foi um dos xodós da torcida na última temporada.

Tiago Luis e Camilo são exemplos do perfil de jogadores com os quais o Botafogo pretende contar neste primeiro momento. A ideia da diretoria é fazer um menor investimento no início de 2015, quando a questão financeira ainda é um problema e o clima é de incerteza, já que há a busca de novos contratos de patrocínio. A partir do fim do Campeonato Carioca o clube pretende qualificar seu elenco com atletas que demandam maior investimento para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, considerada a maior prioridade do ano que vem.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE