domingo, 18 de janeiro de 2015

Presidente minimiza resultado, elogia equipe e enaltece carinho da torcida


Em primeira “partida” no cargo, Carlos Eduardo Pereira admite sensação diferente e incentiva jogadores, apesar de derrota para o Gonçalense no primeiro teste do ano


Mesmo que não tenha sido sequer um amistoso, Carlos Eduardo Pereira experimentou, no último sábado, pela primeira vez a sensação de acompanhar um jogo do Botafogo como presidente, e não mais apenas como torcedor. Após assistir com atenção ao jogo-treino contra o Gonçalense, realizado no CEFAT, em Niterói, onde o time faz a pré-temporada, ele minimizou a derrota por 1 a 0. Ao lado da mulher Rose, o presidente aplaudiu os jogadores e viu como extremamente positivo o apoio da torcida antes, durante e depois dos 90 minutos.

Sentado ao lado do ídolo alvinegro Paulinho Criciúma, Carlos Eduardo Pereira fez comentários discretos sobre a atuação dos jogadores com o gerente Antônio Lopes e com o vice de futebol Antônio Carlos Mantuano. Por diversas vezes aplaudiu e incentivou jogadores, até mesmo os considerados reservas. Tirou fotos com seu celular e fez questão de ir junto à torcida no intervalo. No fim, saiu satisfeito.

Carlos Eduardo Pereira tira fotos do jogo-treino
diante do Gonçalense (Foto: Gustavo Rotstein)
– Foi uma experiência diferente estar ali como presidente, mas nada que tenha mudado meu comportamento. Estive ao lado do Paulinho Criciúma e trocamos impressões sobre o treinamento. Foi legal conhecer os jogadores novos que estão chegaram e ver que o René Simões começou seu trabalho, mesmo ainda com pouco tempo. A esperança é de que seja o início de bons resultados – observou.

O resultado, aliás, teve pouca consideração por parte do presidente. Para Carlos Eduardo Pereira, a derrota por 1 a 0 teve pouco significado. Os fatores mais importantes, segundo ele, são o desempenho e a evolução do grupo como um todo. Desempenho esse que será debatido entre dirigentes e o técnico René Simões em reunião na tarde desta segunda-feira, em General Severiano.

– Isso faz parte do começo de trabalho. Era um time que estava jogando há somente 20 minutos e levou o gol. Está só começando. Alguns valores eu ainda não tinha visto jogar, e eles me impressionaram bem. Vamos no encontrar para tratar de algumas questões, como orçamento, e também ouvir René e Lopes, que vêm acompanhando os treinamentos – explicou.

Para o presidente, um dos principais pontos a serem destacados no jogo-treino foi o apoio incondicional da torcida, algo que Carlos Eduardo Pereira considera fundamental para a recuperação do Botafogo em 2015.

– Foi bom ver a torcida presente, ver esse reencontro entre time e torcedores. Muito bacana o apoio do público. Precisaremos muito desse espírito ao longo de toda a temporada – destacou.

Foi recolhida uma tonelada de alimentos no jogo-treino do último sábado. Eles serão doados à paróquia de Nossa Senhora Auxiliadora, no bairro de Santa Rosa, Niterói. O Botafogo ainda tem dois testes antes da estreia no Campeonato Carioca, dia 31, contra o Boavista: nesta quarta-feira faz um jogo-treino contra o Barra Mansa, também no CEFAT, e no próximo sábado enfrenta o Shandong Luneng, da China, em amistoso no Engenhão com portões fechados.


Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE