sábado, 7 de março de 2015

A volta de quem não foi: Renan ganha chance após ser até 4º goleiro no Bota


Há nove meses sem disputar uma partida, jogador de 25 anos volta a ser o reserva imediato de Jefferson e já tem data para entrar em campo com o titular na Seleção




Último jogo de Renan foi 1/6/2014: 1 x 1 Corinthians
 (Foto: Vitor Silva/SSPress)
A presença de Jefferson nos próximos amistosos da seleção brasileira, no fim de março, abrirá a oportunidade para a volta daquele que não foi. Renan é o escolhido pelo técnico René Simões para ocupar o lugar do ídolo do Botafogo nos jogos contra Cabofriens, Barra Mansa e o clássico com o Vasco – todos pelo Campeonato Carioca –, dando uma nova chance a um goleiro que passou boa parte de 2014 como o quarto da fila para a posição, no elenco comandado por Vagner Mancini.

Renan disputou apenas 11 partidas pelo Botafogo no ano passado. A última delas em 1º de junho, no empate por 1 a 1 com o Corinthians, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Durante a pausa da competição para a disputa da Copa do Mundo, o goleiro pediu à comissão técnica que não fosse mais escalado, já que pretendia se transferir para outro clube e, assim, atuar com mais regularidade.

Jogos com Renan de titular:

21/03 - Cabofriense (Moacyrzão)
25/03 - Barra Mansa (Raulino)
29/03 - Vasco (Maracanã)

As negociações nunca foram à frente, e Renan acabou por permanecer no Botafogo. No entanto, o então técnico Vagner Mancini decidiu não mais contar com o goleiro e passou a utilizar somente Andrey e Helton Leite como substitutos de Jefferson. Ele sequer era relacionado para o banco de reservas.

Mas o ano de 2015 mudou esse panorama. Desde a chegada de René Simões, e a volta do preparador Paulo Ruy – com quem já havia trabalhado na base e nos profissionais do Botafogo –, Renan voltou a ser o camisa 12, sendo relacionado para o banco em todos os sete jogos oficiais na temporada. Assim, o atual treinador não teve dúvidas em escolher o goleiro de 25 anos e 114 jogos pelo Alvinegro como o titular quando Jefferson for desfalque.

Embora o titular da seleção brasileira seja um símbolo do Botafogo, Renan tem a confiança do treinador e de seus companheiros quando vestir novamente a camisa 1 do Botafogo.

- O Jefferson faz falta até em treino. Tecnicamente não tem o que falar. Essa convocação é mais do que merecida pelo que vem fazendo no Botafogo. O bicho é um monstro. Mas confio muito no Renan e no Helton, que sempre foram bem. Então, quanto a goleiros, não estou preocupado - afirmou o volante Marcelo Mattos.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE