segunda-feira, 2 de março de 2015

Jobson ignora provocação de rubro-negros no Maracanã: "Deixa rolar"


Só sorrisos, atacante do Bota festeja vitória no clássico e vira página dos problemas: "Esse ano é isso aí, dando o meu máximo e esperando melhorar cada dia mais"





Em 2010, Jobson foi suspenso por doping e admitiu, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na ocasião, ter usado drogas. Neste domingo, na vitória do Botafogo por 1 a 0 sobre o Flamengo (veja os lances no vídeo acima), a torcida rival tentou abalar o atacante com ofensas da arquibancada do Maracanã, em alusão ao episódio de cinco anos atrás. Mas não adiantou. O jogador alvinegro não se mostrou surpreso e tirou de letra o "golpe baixo".

- Não fiquei (chateado), jamais. É normal, o torcedor veio para torcer. Eles não iriam gritar meu nome porque são rivais, deixa rolar. Esse ano é isso aí que estou fazendo, dando o meu máximo e esperando melhorar cada dia mais - vibrou.

Jobson ouviu provocações da torcida do Flamengo durante o jogo, mas deu de ombros para o caso (Foto: André Durão)
Motivos para comemorar não faltam. Com o resultado, o Botafogo manteve a liderança do Campeonato Carioca e desbancou o rival no aniversário de 450 anos do Rio de Janeiro. Ele exaltou a postura do elenco alvinegro e comemorou a semana livre antes do outro clássico, contra o Fluminense, no próximo domingo.

- Agora é pensar no Fluminense, temos a semana para trabalhar. Acho que a vontade e o comprometimento de cada um aqui está excelente. Por isso os resultados estão vindo.

Por Vicente SedaRio de Janeiro/GE