segunda-feira, 20 de abril de 2015

Alto salário para o Bota e experiência ao JEC: Dankler veste camisa tricolor


Zagueiro de 23 anos assina até o fim dono, é apresentado pelo Joinville e é o sexto reforço para o clube que volta a disputar a elite do futebol brasileiro passados 28 anos



Antes do Joinville encerrar sua participação no hexagonal semifinal do Catarinense, garantido nas finais, e o Botafogo conquistar a vaga na final do Carioca, os dois clubes acordaram o empréstimo de Dankler. Dois dias depois, o zagueiro foi apresentado com a camisa do time catarinense. O defensor, com custo alto para a equipe carioca, foi cedido até o final do ano e integrado nesta segunda-feira ao elenco do JEC. Ele é o sexto reforço tricolor para a Série A do Campeonato Brasileiro, competição que não disputa há 28 anos.

De acordo com o presidente de Joinville, Nereu Martinelli, na apresentação realizada na tarde desta segunda-feira, Dankler foi a melhor alternativa para o clube desde a decisão de não contar com Kadu, que rescindiu com o Vitória dias atrás. Botafogo e JEC vão dividir o pagamento do salário do defensor de 23 anos, natural de Salvador (BA) e formado na base do Vitória. Sem lugar no Bota em razão do custo, ele estava fora do elenco. O time catarinense, na busca por zagueiros, deparou-se com o jogador e desde a última quinta-feira tratou da negociação.

Dankler foi apresentado pelo Joinville e fica no clube até o fim da temporada (Foto: João Lucas Cardoso)

Dankler Luís de Jesus Pedreira gostou da proposta e também de disputar a Série A do Campeonato Brasileiro por um novo clube.

- Acompanho alguns clubes desde o ano passado, vi o Joinville ser campeão. Recentemente, comentei com jogadores do Botafogo sobre os bons times montados neste começo de ano e o Joinville foi um dos que falei. Por estar fora da realidade do Botafogo, surgiu a oportunidade para que eu viesse para cá e nem pensei duas vezes. O Joinville tem uma equipe competitiva e vou respeitar meus companheiros, mas buscar meu espaço. Espero ser titular e ajudar o Joinville da melhor forma possível – disse o defensor em sua apresentação, na sala de imprensa Lourival Budal.

Dankler estava afastado no Bota, mas garante
boa forma física (Foto: João Lucas Cardoso)
Destro e com 1,88m, Dankler só pode fazer sua estreia pelo JEC no Campeonato Brasileiro. O prazo de inscrições ao estadual estão encerrados desde a primeira fase. O jogador de 23 anos tem aproximadamente três semanas para saber a forma em que o técnico Hemerson Maria pretende montar a equipe para estreia, no dia 9 de maio, contra o Fluminense. Quanto à parte física, o zagueiro acredita estar bem, ainda que tenha sido afastado da equipe principal do Botafogo.

- É ruim ficar afastado, independente do motivo. No Vitória fique um ano e três meses fora e cheguei ao Botafogo e o fisiologista me perguntou se estava realmente há tanto tempo parado. Agora, eu treinava três vezes por semana e também com um personal trainer na praia. Eu sou um atleta dedicado na carreira e espero me condicionar o mais rápido o possível. Fisicamente estou bem e estou pronto para jogar. É resolver o contrato, assinar e fico à disposição.

Por João Lucas Cardoso Joinville, SC/GE