segunda-feira, 13 de abril de 2015

Após críticas de René, Jobson treina no time dos reservas no Botafogo


Em intenso treino técnico na manhã desta segunda, técnico cobra movimentação e esboça retornos de Rodrigo Pimpão e Diego Jardel para jogo da Copa do Brasil



A semana começou com trabalho pesado no Botafogo. Sob um sol escaldante e muito calor, o time treinou, por aproximadamente 1h30, no campo anexo do Estádio Nilton Santos. Em um treino técnico de dois toques em campo reduzido, René Simões não chegou a esboçar o time para a partida contra o Botafogo-PB, quarta-feira, pela Copa do Brasil. Mas o erro que resultou em um gol do Fluminense e a irritação de Jobson na saída de campo devem custar ao atacante a titularidade. Nesta segunda, ele treinou durante toda a atividade no time sem colete, que representava o time reserva.

Jobson treinou entre os reservas do Botafogo nesta segunda-feira, no Estádio Nilton Santos (Foto: Marcelo Baltar)
Com Sassá, Gilberto, Carleto e Willian Arão poupados – eles realizaram um trabalho à parte na academia -, René não pôde montar a equipe titular, mas deu pistas. Durante a atividade, sete jogadores usaram coletes. Entre eles, Rodrigo Pimpão e Diego Jardel,, que podem voltar ao time. Os outros foram Renan Fonseca, Alisson, Elvis, Tomas e Bill. Diego Giaretta foi a campo, mas não treinou com bola.

Substituído por Sassá, Jobson deixou o clássico contra o Fluminense visivelmente irritado. Após a partida, René Simões repreendeu o atacante. O treinador afirmou que estava insatisfeito com a atuação de Jobson e frisou que, como treinador, tem todo o direito de mexer na equipe como ele quiser.

René arregaçou as mangas nesta segunda-feira e cobrou bastante dos jogadores. O treinador pediu movimentação dos jogadores e exigiu marcação sob pressão dos atacantes. Recuperado das dores na região lombar, Marcelo Mattos participou normalmente da atividade.

O Botafogo recebe o xará paraibano na quarta-feira, ás 19h30, no Estádio Nilton Santos. O primeiro jogo, em João Pessoa, foi 2 a 2. No sábado, o Alvinegro decide uma vaga na decisão do Campeonato Carioca contra o Fluminense. O Botafogo precisa vencer por dois gols de diferença para avançar. Em caso de vitória simples, haverá disputa por pênaltis.


Por Marcelo BaltarRio de Janeiro/GE