quarta-feira, 1 de abril de 2015

Botafogo encerra negociações com a Viton 44 e procura novo patrocinador


Sem acordo, Alvinegro alega não ter "tempo a perder" para continuar conversas




Peito da camisa alvinegra está vago com a saída
da Guaraviton, marca da Viton 44 (Foto: Divulgação)
O Botafogo está à procura um novo patrocinador master. Após mais de um mês de conversas para tratar uma possível renovação de contrato com a Viton 44 - acordo que chegou a ser anunciado como certo em dezembro do ano passado -, o clube decidiu encerrar as negociações com a empresa e buscar um novo parceiro no mercado. Em nota publicada no site oficial, o Alvinegro alegou não ter "tempo a perder" e falou em procurar "empresas verdadeiramente interessadas em investir no Glorioso".

O uniforme alvinegro já não estampava a logo da Guaraviton - uma das marcas da Viton 44 - na camisa desde o dia 2 de fevereiro, em jogo contra o Volta Redonda, pela segunda rodada do Campeonato Carioca, quando o espaço na camisa passou a ser ocupado por uma propaganda do programa de sócio-torcedor. Apesar do acordo ter ficado encaminhado em dezembro, o dono da empresa de bebidas, Neville Proa, havia comunicado que somente iria assinar quando o Botafogo estivesse livre das penhoras. Embora tenha sido readmitido no Ato Trabalhista, o clube permanece sujeito à retenção de receitas por conta de questões burocráticas e ainda precisa pagar parcelas do Refis para não ser excluído do programa.

A parceria entre Botafogo e Viton 44 começou em 2011, e o uniforme alvinegro chegou a estampar, no ano passado, três logos da empresa: Guaraviton, Guaravita e Carioquinha. O acordo para essa temporada seria apenas para o peito da camisa, e a estimativa é que o contrato fosse render R$ 9 milhões. Com o fim das conversas, o clube passa a ser o único dos grandes do Rio de Janeiro sem ter a marca como parceira.

Confira a nota na íntegra:


O Botafogo de Futebol e Regatas vem a público comunicar o encerramento das negociações de patrocínio com a empresa Viton 44.

Não há tempo a perder: o momento atual pede aproximação a empresas verdadeiramente interessadas em investir no Glorioso neste processo de reconstrução.

Da mesma forma que elevou a Viton 44 a outro patamar, o Botafogo FR seguirá com a sua missão de valorizar as outras marcas parceiras.

Por GloboEsporte.com Rio de Janeiro/GE