sábado, 4 de abril de 2015

Botafogo marcou em todos os jogos de 2015, mas esbarra em falhas da defesa



Jobson tem sido um dos destaques do ataque do Botafogo em 2015 (Rudy Trindade/Frame)


Terceiro melhor ataque do Campeonato Carioca, o Botafogo tem demonstrado força ofensiva durante a temporada. O Alvinegro marcou gols em todos os jogos da temporada, inclusive na única partida pela Copa do Brasil até aqui, o empate por 2 a 2 com o Botafogo-PB, na última quarta. As falhas da defesa nos últimos duelos, entretanto, tem diminuído a eficácia do time de General Severiano.

Nos últimos três jogos, o Botafogo marcou quatro gols, mas esbarrou em erros defensivos na busca por vitórias. Na Copa do Brasil, o time sofreu dois gols do homônimo paraibano; no Carioca, deixou o Vasco marcar em uma falha de Roger Carvalho no clássico do último domingo, além de ter sido vazado pelo modesto Barra Mansa na 12ª rodada.

O histórico da defesa alvinegra em 2015, no entanto, não é dos piores. O Botafogo sofreu 10 gols em 14 jogos e detém a terceira melhor marca entre os participantes do Campeonato Carioca, atrás apenas de Vasco e Madureira. O time de General Severiano foi vazado oito vezes no Estadual, contra sete do Cruzmaltino e seis do time suburbano.

"Mantivemos a característica de marcar gols. Essa [empate com Botafogo-PB] é a 14ª partida da temporada, e em todas fizemos gols. Isso é importante. O que sai da média são os dois gols que sofremos. Isso não é normal no Botafogo. Mas da forma que montamos a equipe, poderia acontecer. Foi um risco calculado", analisou o técnico René Simões após o resultado pela Copa do Brasil, na última quarta.

O desempenho defensivo do Botafogo não era problema há pouco tempo. Até o empate com o Barra Mansa, o Alvinegro tinha sofrido apenas seis gols em 11 partidas, quase um gol a cada dois jogos. E os resultados acompanhavam a boa fase da retaguarda: de 11 compromissos, o time de General Severiano só não havia vencido dois, contra o Fluminense (derrota por 3 a 1) e contra o Volta Redonda (2 a 2), coincidentemente as duas oportunidades em que levou mais gols.

O rendimento causa preocupação para o duelo direto com o Madureira às 16h de domingo, no Engenhão, pela 14ª rodada do Carioca. O time suburbano detém a melhor defesa do Estadual e, portanto, um vacilo alvinegro na retaguarda pode significar um tropeço, pois encontrará dificuldade para superar o bloqueio do rival.


Do UOL, no Rio de Janeiro